Setembro 28, 2014

Estoril – Benfica, 2-3


Estoril – Benfica, 2-3: “Águias” superiores em terra de canarinhos
6.ª ronda da Primeira Liga

O SL Benfica venceu, esta noite de sábado, o Estoril, por 2-3, no segundo jogo da 6.ª jornada do Campeonato Nacional. Talisca e Lima foram os marcadores de serviço.

A emoção começou cedo na Amoreira. Foi preciso esperar apenas três minutos pela primeira explosão de alegria dos milhares de adeptos benfiquistas espalhados pelas bancadas. Um momento protagonizado por Talisca, com uma jogada fenomenal. O médio de 20 anos abriu o marcador, depois de uma iniciativa individual irrepreensível. O brasileiro arrancou pouco depois do meio campo, deixando para trás vários adversários.

Aos 8’, Talisca voltou a somar mais um golo – o quinto na Liga Portuguesa – depois de um passe brilhante do argentino Nicolás Gaitán que serviu o médio brasileiro. Estava feito o 0-2.

Menos de 10 minutos depois (17’) assistiu-se a um autêntico “massacre” à baliza do Estoril, com várias oportunidades sucessivas, em que só o poste impediu a bola de entrar. Os avançados do Benfica estiveram em evidência e num autêntico vendaval ofensivo a “massacrar” os defensores do Estoril.

Depois de duas ameaças, à terceira foi de vez. Aos 38’, sem hipóteses de defesa para Artur Moraes, Diogo Amado reduziu a vantagem para os canarinhos. Aos 39’ mais uma oportunidade para o Benfica e mais uma bola ao poste – a segunda no espaço de 10 minutos. Desta vez foi Jardel.

Um jogo emocionante, um Benfica fortíssimo e um Estoril a aparecer apenas a 20 minutos do intervalo foi o balanço do primeiro tempo.

Na segunda parte (52’), na sequência de um lance entre Kuca e Sebá, surgiu o segundo golo do Estoril. O 2-2 aconteceu depois de Kuca ajeitar a bola com a mão no lance que originou o cruzamento para o golo do empate marcado por Kléber.

Aos 65’, os canarinhos ficaram reduzidos a dez elementos, com Matías Cabrera a ver o segundo cartão amarelo, após falta sobre o argentino Enzo Perez.

Em vantagem numérica, os “encarnados” aumentaram também a vantagem no placard. Um golo aos 70’ com mérito de Lima e Derley, que fintou o guarda-redes e cruzou para o número 11 finalizar.

Um último golo que permitiu à turma da Luz distanciar-se dos mais directos opositores. Com este resultado, o Benfica mantém a liderança da tabela classificativa, com 16 pontos.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Artur; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio, Samaris (Ola John, 69’), Enzo, Gaitán; Talisca (Derley, 62’) e Lima (André Almeida, 90+3').

Na próxima jornada (7.ª), o Benfica recebe, em casa, o Arouca, num encontro marcado para as 18 horas de domingo, 5 de Outubro. Antes disso, os Campeões Nacionais regressam à Liga Milionária, com uma ida à Alemanha para encontrar o Leverkusen na 2.ª jornada da Fase de Grupos da Liga dos Campeões. O apito inicial está agendado para as 19h45 desta quarta-feira, 1 de Outubro.

FG
Fotos: João Trindade / SL Benfica

Setembro 21, 2014

SL Benfica – Moreirense, 3-1


SL Benfica – Moreirense, 3-1: Reviravolta, de classe, à Campeão!
5.ª jornada da Liga portuguesa
“Espero um jogo difícil mas também espero que consigamos tornar as coisas mais fáceis". Foi desta forma que Jorge Jesus perspectivou o desafio… e se assim o pensou, melhor a equipa o fez. Mas antes teve de suar, vestir o fato de macaco e correr atrás do prejuízo… Grande exibição!

Com cinco pontos a separar as equipas, foi um Moreirense atrevido, sem autocarros, que encarou de frente o Campeão Nacional, isto apesar de quando se encontrou em vantagem usar e abusar do anti-jogo.

Lima, depois de passe espectacular de Talisca, esteve perto de marcar, aos 14’… não marcou! E do outro lado da barricada a resposta foi pronta e eficaz. Arsénio cruza para João Pedro que, nas costas de Eliseu, aparece isolado na cara de Júlio César a cabecear para o primeiro golo da tarde.

“O favoritismo está do lado do adversário mas vamos acreditar que é possível fazer uma surpresa”… avisara Miguel Leal, treinador da formação de Moreira de Cónegos.

Em desvantagem, perante perto de 40 mil adeptos (mais uma vez, espectaculares!), os “encarnados” corriam atrás do resultado, no entanto, e apesar da maior posse de bola, sem profundidade e, na maioria das vezes, com um futebol muito previsível, sem conseguir fazer mossa na estratégia adversária, estudada e muito certinha.

Era preciso fazer algo… e Jorge Jesus mexe na equipa. Minuto 34’, o médio, Samaris, é o sacrificado e entra para a frente de ataque Derley, com Talisca a recuar no terreno.

As diferenças foram notórias e imediatas, com um Benfica mais ofensivo a pegar definitivamente no desafio e as oportunidades de golo a surgirem perto da baliza à guarda de Marafona. Ao intervalo o 0-1 mantinha-se!

Reviravolta “à lei da bomba”!

Reatar e mais Benfica! Aos 47’, Lima esteve mais uma vez muito perto do golo, mas o esférico não quis entrar.

Aos 56’, segundo cartão amarelo e respectiva expulsão de Oliveira, na sequência de uma falta sobre Talisca. Na conversão do livre, Lima, novamente, a cheirar o golo.

Os “encarnados” carregavam com tudo, do outro lado anti-jogo puro, com o guarda-redes, Marafona, a usar e abusar, perante o olhar complacente do juiz, Luís Ferreira.

Lima, Gaitán, Jardel, Luisão… todos tentaram! Até que Eliseu, de meia distância, “à lei da bomba”, remata sem hipótese para um empate mais do que justo! Que golo!!!

E não foi preciso esperar muito para uma verdadeira explosão de alegria na Luz! Maxi Pereira, aos 76’, na sequência de mais um lance de ataque, com calma e frieza, fuzila as redes à guarda de Marafona.Estava feito o 2-1...

Aos 82’, grande penalidade… à terceira foi de vez! Lima sofreu a falta e o mesmo Lima regressou aos golos: 3-1.

Com mais esta vitória, o Glorioso acumula 13 pontos (4V, 1E, 0D) e mantém-se no topo da tabela classificativa.

Nota para dois lances muito polémicos. Maxi Pereira é empurrado dentro da área no final da primeira metade; aos 65’, grande penalidade com clara mão na bola de um jogador do Moreirense.

Na próxima jornada, a 6.ª, o Sport Lisboa e Benfica viaja até ao Estádio Coimbra da Mota onde vai defrontar o Estoril. Esta partida está agendada para o próximo Sábado, às 18h30, e antecede a deslocação à Alemanha, no primeiro dia de Outubro, onde os “encarnados” terão pela frente a formação do Bayer, em desafio relativo à 2.ª jornada da Fase de Grupos da Champions.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu; Samaris (34’, Derley), Salvio, Gaitán (84’, André Almeida), Enzo Perez e Talisca (67’, Ola John); Lima.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica



Setembro 20, 2014

O agradecimento merecido! (com vídeo)



Plantel agradece apoio dos adeptos
A passada terça-feira ficou marcada, não pela derrota do Benfica frente ao Zenit, mas pelo apoio incondicional dos benfiquistas. As bancadas da Luz levantaram-se e mostraram, mais uma vez, porque somos diferentes, porque somos os melhores adeptos do Mundo!

Nem a chuva, nem o desalento deixaram as cadeiras da Catedral vazias. Pelo contrário. Os milhares de benfiquistas presentes na Luz mantiveram-se nos seus lugares até ao final do encontro e ovacionaram, de pé, o empenho e esforço da equipa liderada por Jorge Jesus.

Momentos intensos e genuínos que não deixaram ninguém indiferente, principalmente aqueles cuja entrega e dedicação dentro de campo em tudo honram a camisola do nosso Sport Lisboa e Benfica!

Setembro 17, 2014

Luís Filipe Vieira: “Obrigado a todos”


“Há momentos que nos marcam por serem tão genuínos e tão intensos que ficaremos agarrados a essa memória por muitos anos que passem. A manifestação de benfiquismo que se viveu ontem no Estádio da Luz foi impressionante pela dimensão que assumiu.

Os que estiveram em campo honraram a camisola, os sócios e adeptos engrandeceram o Clube num momento único que não deixou ninguém indiferente, dentro ou fora do Estádio. Manifestações como as de ontem transformam tudo, dão-nos a dimensão de quem verdadeiramente somos.

A gratidão é um dever quando temos a felicidade de viver um momento como o de ontem.

Podemos falhar e de certeza que vamos falhar. Podemos perder e em alguns momentos vai acontecer, mas o que nunca nos pode faltar é entrega, empenho, determinação e isso nunca faltou aos nossos jogadores dentro de campo. Perdemos um jogo, ganhámos uma nova vida e uma nova alma.

Vivi cada um daqueles minutos finais como se de um título se tratasse. São momentos como este que me fazem sentir um tremendo orgulho por liderar este Clube.

Obrigado a todos e a cada um dos sócios e adeptos que ontem estiveram no Estádio e que mostraram ao mundo de que fibra é feita o Sport Lisboa e Benfica.”

Luís Filipe Vieira

«Vim aqui agradecer a todos os benfiquistas por esta grande manifestação de benfiquismo que chegou até a ser comovente. Uma equipa que está a perder por 2-0 e terminar como terminámos, é a prova evidente de que é o caminho que nós traçámos. É a prova de que com união, querer e com bastante esforço, vamos conseguir os nossos objetivos. Foi assim hoje, mas da próxima vez vamos conseguir o resultado. Foi um grande manifestação de benfiquismo», destacou o presidente no final do jogo.

Até JJ ficou comovido.....
Jorge Jesus, treinador do Benfica, em conferência de imprensa, agradece aos adeptos o apoio deixado à equipa no final do jogo com o Zenit, apesar da derrota (0-2):

[sobre o apoio dos adeptos no final do encontro] «Estou há seis anos no Benfica e já tivemos períodos e vitórias neste estádio que me encheram de emoção, mas hoje saio com muito mais emoção. Perceberam perfeitamente que o jogo não nos correu bem, que tentámos entrar no jogo com um jogador a menos. Não conseguimos, mas tiveram um gesto de reconhecimento que agradeço enquanto treinador. Quando cheguei ao balneário, no final do jogo, o que disse à equipa foi que tínhamos perdido o jogo mas que os adeptos nos disseram que vamos ganhar muita coisa. Vamos para o jogo do Moreirense com ainda mais vontade de vencer, ainda mais moralizados. Para tal precisamos de apresentar a qualidade que temos apresentado nestes jogos, mas que hoje não conseguimos.»

«Julgava que isto não era possível em Portugal. Fizemos vários jogos lá fora e vimos os adeptos, após derrotas connosco, terem este comportamento. Eu dizia para mim mesmo como aquilo era bonito, e que em Portugal não era possível. Gostei muito deste comportamento dos adeptos.»

Setembro 15, 2014

SL Benfica – Quinta dos Lombos, 4-0: Futsal vence Taça de Honra AFL





SL Benfica – Quinta dos Lombos, 4-0: Futsal vence Taça de Honra AFL

Mais um troféu conquistado

Estão imparáveis as nossas “Meninas”! Depois de terem entrado em 2014/15 com a conquista da 1.ª edição da Supertaça de Futsal no Feminino, este Domingo fica marcado por novo feito, desta vez a vitória na Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa.

Primeira metade muito equilibrada, não fosse este SL Benfica vs Quinta dos Lombos já um clássico. Partida dividida, com as comandadas de Pedro Nobre a darem sinal mais a partir dos 10 minutos de desafio, contudo, foi preciso esperar até aos últimos segundos para Carolina Damasceno, na finalização de uma belíssima jogada atacante, desbloquear o marcador.

Nota ainda na primeira parte para uma grande penalidade não assinalada, aos 11’, por falta cometida sobre Ana Brás. Já antes ficara um vermelho directo por mostrar a uma agressão clara de Maria Martins à capitã, Rita Martins.

Nos derradeiros 20’, a formação da Quinta dos Lombos entrou decidida em dar a volta ao resultado, mas foi um Benfica inteligente e pragmático que aproveitou eficazmente o ímpeto do adversário.

Inês Fernandes, Sara Ferreira e Cláudia Santos sentenciaram o marcador num justíssimo 4-0 final.

A Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa vem direitinha para as vitrinas do Museu Benfica – Cosme Damião.

Recorde-se que para atingir a grande Final da prova, a equipa do SL Benfica rubricou uma caminhada imaculada. Na sexta-feira venceu, em Torres Vedras, a formação do Paulense, por 1-5, nos quartos-de-final; já no Sábado, no Pavilhão Multiusos de Odivelas, bateu a equipa dos Leões de Porto Salvo, por 4-0, nas meias-finais.

SA
Fotos:
Gualter Fatia / SL Benfica

Setembro 14, 2014

SL Benfica – CV Oeiras, 3-0: Voleibol conquista Taça AV Lisboa



SL Benfica – CV Oeiras, 3-0: Voleibol conquista Taça AV Lisboa

A equipa de Voleibol Sénior do Sport Lisboa e Benfica conquistou este Domingo a Taça AVL, depois de vencer a formação do CV Oeiras, por 3-0, numa partida que teve como palco o pavilhão do Casal Vistoso.

Recorde-se que para carimbar a presença na grande Final, os “encarnados” tinham derrotado o Clube Nacional de Ginástica (3-0), enquanto o CV Oeiras tinha deixado para trás a equipa do CV Lisboa, também por 3-0.

SA
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

Setembro 12, 2014

V. Setúbal – SL Benfica, 0-5


V. Setúbal – SL Benfica, 0-5: Qualidade dita goleada no Bonfim!
4.ª jornada da Liga portuguesa
Jorge Jesus dissera-o na antevisão à partida! Era esperado um jogo intenso, entusiasmante, no qual a qualidade táctica e técnica da equipa Campeã Nacional fizesse a diferença… e assim foi!

No regresso do Campeonato Nacional, depois da paragem da prova para os compromissos das Selecções rumo ao Apuramento para o Europeu de 2016, o Sport Lisboa e Benfica viajou até às margens do Sado para defrontar o Vitória de Setúbal, na partida de arranque da 4.ª jornada da prova.

A primeira surpresa da noite chegou no onze benfiquista, com Samaris a surgir como titular… a outra surpresa veio da postura sadina. É que não houve o habitual autocarro! Domingos Paciência afirmara que queria ganhar e foi olhos nos olhos que o Vitória encarou o Campeão e acabou por pagar cara a factura!

Primeiros minutos equilibrados, bola cá, bola lá… e eis então que logo aos 10’, Salvio, explicou na prática o que Jesus tinha teorizado na Conferência de Imprensa de antevisão.

Grande jogada de Enzo Perez e eis que surge Salvio, com um remate fortíssimo ainda de fora da área, a inaugurar o marcador para a primeira grande explosão de alegria da onda vermelha que vestiu as bancadas do Bonfim. Golo com sabor a Tango!

O Vitória respondeu, correu atrás, mas a partir da meia hora o SL Benfica tomou conta dos acontecimentos.

Hattrick de Talisca abre caminho para a goleada

Privilegiando o flanco esquerdo do ataque, os “encarnados” construíam jogadas de golo iminente… Talisca falhou a primeira, falhou a segunda… e à terceira foi vez! A defensiva sadina tentou aliviar mais um cruzamento viperino, mas a “redondinha” acabou por chegar à zona de intervenção do médio brasileiro que, desta vez, não deu hipótese a Raeder.

Talisca estreou-se a marcar no Campeonato, gostou, e resolveu repetir a dose, aos 42’, na cobrança de um livre, originado de uma falta sofrida pelo próprio. Estava feito o 0-3 com que se atingiu o intervalo.

No reatar, mais Benfica… mais Talisca e mais golos. O médio tomou-lhe o gosto e, aos 54’, na sequência de uma grande jogada de entendimento colectivo, fez o Hattrick na partida.

Ola Jonh também quis contribuir para a goleada e, aos 75’, depois de um soberbo passe de Lima, fez o 0-5 com que se atingiu o final do encontro!

Com esta vitória – expressiva e justa! - o Glorioso soma mais três justíssimos pontos, perfazendo um total de dez acumulados (3V e 1E) no Nacional.

No horizonte perspectiva-se já outra frente, a Champions, com o Estádio da Luz a receber na próxima terça-feira, pelas 19h45, o desafio entre SL Benfica e Zenit, relativo à 1.ª jornada da Liga Milionária. Todos à Luz!

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Luisão e Eliseu (64’, André Almeida); Samaris, Enzo Perez (73’, Cristante), Salvio, Gaitán (65’, Ola Jonh) e Talisca; Lima.

SA
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Setembro 08, 2014

Golpilheira – Benfica, 2-6: Futsal feminino conquista Supertaça


Golpilheira – Benfica, 2-6: Futsal feminino conquista Supertaça
Jogo foi no Entroncamento

A equipa de Futsal feminino do Sport Lisboa e Benfica conquistou, este sábado, no Entroncamento, a Supertaça ao bater o Golpilheira por 2-6.

O Benfica entrou bem na partida e adiantou-se com o golo de Rita Martins. O Golpilheira empatou pouco tempo depois. Sara Ferreira com um golo de belo efeito fez o 1-2, seguido dos tentos de Micaela Semedo e de Inês Fernandes que colocaram o “placard” em 1-4. Pouco antes do apito para o descanso, o Golpilheira reduziu para 2-4.

Na segunda parte, as comandadas por Pedro Nobre voltaram a entrar dominadoras e criaram algumas oportunidades. O 2-5 foi conseguido por Sara Ferreira, que bisou com um remate de fora da área. A mesma jogadora completou o “hat-trick” a segundos do final de jogo e fixou a contenda em 2-6.

Esta é a primeira Supertaça do Futsal feminino do Sport Lisboa e Benfica.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Setembro 07, 2014

Triatlo: Pedro Mendes conquista Bronze


Triatlo: Pedro Mendes conquista Bronze na Taça da Europa
Em Constanta-Mamaia, Roménia

Continua em grande destaque o Triatlo do Sport Lisboa e Benfica. Pedro Mendes, triatleta do Clube, conquistou este Domingo a Medalha de Bronze na Taça da Europa de Constanta-Mamaia, Roménia, na categoria de Elites.

Volvida uma semana após ter obtido o 11.º lugar no Campeonato do Mundo de Triatlo, no escalão de Sub-23, o benfiquista voltou a fazer história, ao obter o 3.º lugar na Roménia.

Pedro Mendes efectuou um excelente segmento de Natação (1500m), conseguindo, desde logo, um lugar no grupo da frente. Nos 40 km em bicicleta (Ciclismo), Pedro Mendes manteve o ritmo, não deslocou do grupo dos primeiros e arrancou para os últimos 10 km de Corrida numa excelente posição, que acabaria por confirmar ao cortar a meta no 3.º lugar da geral.

O triatleta do Sport Lisboa e Benfica consegue assim mais pontos para o ranking da ITU, voltando a competir no próximo dia 28 na Taça do Mundo de Alanya (TUR).

Segue-se, a 12 de Outubro, a Taça do Mundo de Cartagena (COL) e a 18 de Outubro a Taça do Mundo de Tongyeong (KOR).

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

Juvenis B conquistam Audi Hungaria ETO U16


Juvenis B conquistam Audi Hungaria ETO U16 Football Cup
SL Benfica – Barcelona, 4-1

A equipa B de Juvenis do Sport Lisboa e Benfica venceu este Domingo a grande final do Audi Hungaria ETO U16 Football Cup, torneio que se disputou nos últimos dias em Gyor.

O SL Benfica rubricou uma caminhada imaculada na prova, alcançando a Final depois vencer, por 1-0, o Dínamo Zagreb, com golo de Jota.

Na grande Final do Torneio, frente ao Barcelona, os “encarnados” até começaram a perder, contudo, Florentino, pleno de oportunidade, fez o empate que relançou o desafio.
Com um igual no marcador, o SL Benfica tomou conta das operações e José Gomes, com três golos da sua autoria, fechou o score em 4-1.

Com este resultado, o Glorioso conquista o 1.º lugar deste prestigiado Torneio.

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

Agosto 31, 2014

Benfica – Sporting, 1-1


Benfica – Sporting, 1-1: Pormenores ditam empate injusto no dérbi
3.ª jornada da Liga portuguesa

Este domingo todos os caminhos foram dar ao Estádio da Luz, palco do dérbi dos dérbis em Portugal e que foi o “prato principal” da 3.ª ronda do Campeonato Nacional. O público aderiu e encheu quase por completo as 65 mil cadeiras da Catedral dando um colorido bonito ao ambiente, já ele, escaldante de um jogo desta dimensão. Ao cabo dos 90 minutos, empate a uma bola, com o tento do Benfica a ser marcado por Gaitán.

Digno deste jogo foi o seu início com ambas as equipas a jogarem o jogo pelo jogo. O Sporting foi a primeira equipa a estar perto do golo aos três minutos com Slimani a cabecear e a ficar perto do golo após pontapé de canto marcado por Jefferson.

Apesar de bem vivo, as melhores oportunidades surgiam nas bolas paradas. Aos cinco minutos foi o Benfica estar perto de ser feliz. Livre de Talisca ao qual respondeu Rui Patrício a sacudir para canto e na sequência, Luisão rematou para nova defesa.

O jogo estava animado e o primeiro festejo nas bancadas surgiu aos 11 minutos. Excelente jogada de entendimento entre Salvio e Maxi Pereira na direita, com este último a deixar o esférico para Gaitán que de pé direito bateu Rui Patrício. Logo de seguida foi um remate de Lima à meia volta que criou novo “frisson” na Luz.

A perder, o Sporting reagiu tentando carburar jogo ofensivo, nomeadamente através de Carrillo. Porém, foi o Slimani que marcou ao aproveitar uma abordagem menos positiva de Artur a um atraso de bola de Eliseu (19’).

Bem disputado a meio-campo, o encontro continuava a oferecer oportunidades para ambos os emblemas. Ao tiro de Eliseu por cima da barra da baliza “leonina”, respondeu Slimani com um remate frouxo na área para defesa de Artur, mas deveria ter sido assinalado fora-de-jogo ao argelino.

Depois de o Benfica ter começado melhor, o Sporting equilibrou a contenda e o empate ao intervalo aceitava-se. No reinício foi de novo Gaitán a “abrir o livro” ao tentar um chapéu após passe milimétrico de Enzo Perez. De seguida uma jogada com Tango. Gaitán centrou e à entrada da área, Salvio rematou um tudo-nada ao lado.

O Benfica continuava a carburar e após duas jogadas rápidas, Enzo Perez primeiro e Salvio depois estiveram bem perto do 2-1. Logo de seguida foi André Almeida a cabecear para a defesa da noite de Rui Patrício. Só dava Benfica e Salvio atirou às redes laterais após cruzamento de Lima.

Quando o jogo estava ao chegar ao fim, Artur fez a defesa da noite a remate de Capel. Desta forma, o Benfica passa a somar sete pontos.

Registo para o critério demasiado largo de Pedro Proença que permitiu inúmeras vezes entradas à margem da lei por parte dos adversários sem que fosse assinalada qualquer falta.
O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; André Almeida, Enzo Perez, Gaitán, Salvio, Talisca (Derley, 86’) e Lima.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica