março 17, 2015

Célio Dias conquista medalha de ouro


Célio Dias obtém 1.º lugar no Open de Casablanca
Na categoria -90 kg

O judoca do Sport Lisboa e Benfica conquistou, este domingo, a medalha de ouro na categoria de -90 kg, no Open de Casablanca (Marrocos).

Célio Dias venceu os quatro combates que teve começando por bater o marroquino Abdelmoughit Azdidi. De seguida venceu Mihael Zgank e nas meias-finais, o Benfiquista derrotou o suíço Domenik Wenzinger.

Na Final, diante do marroquino Imad Abdellaoui, Célio Dias foi superior e venceu.

Depois de Nuno Saraiva, na categoria -73 kg, no sábado, esta foi a segunda medalha de ouro Benfiquista em Casablanca.

MR

Nuno Saraiva conquista medalha de ouro



Nuno Saraiva conquista medalha de ouro
Open de Casablanca

O judoca do Sport Lisboa e Benfica conquistou a medalha de ouro na categoria -73 kg no Open de Judo que decorrem em Casablanca, em Marrocos.

Nuno Saraiva venceu todos os combates por ippon e a caminhada começou com o judoca da casa, Ayoub Bourassi.

De seguida venceu o espanhol Sérgio Moro Ruano e o sul-africano Gideon Van Zyl, que lhe valeu vencer a pool A.

Na meia-final, Nuno Saraiva derrotou Vicent Vallee e na final foi o russo Batradz Kaytmazov a cair aos pés do Benfiquista.
MR


SL Benfica é Campeão Nacional de Corta Mato Longo
Em Masculinos e Femininos

Realizou-se este domingo, em Almeirim, o Campeonato Nacional de Corta Mato Longo, competição dominada por completo pelo SL Benfica.

O grande destaque vai para a conquista do título Nacional coletivo feminino, 25 anos depois, com realce para a vitória individual de Dulce Félix, que assim conquistou o seu 6.º título.

Nos masculinos, o SL Benfica sagrou-se Tricampeonato Nacional, com Rui Pinto a ser o grande vencedor ao nível individual.

Em Sub-23, não existindo título coletivo em disputa, o SL Benfica sagrou-se Campeão Nacional Individual, em femininos e masculinos, fruto das vitórias de Diana Almeida e Samuel Barata, respetivamente.

Os Juniores masculinos renovaram o título colectivo masculino, com destaque para Jorge Moreira; já os Juvenis masculinos sagraram-se Vice Campeões nacionais.

No final da prova de Corta Mato Longo, os atletas, Dulce Félix e Rui Pinto, e Ana Oliveira estavam radiantes pode terem conseguido mais um título para o Clube. Dulce Félix estava visivelmente feliz por se ter superado à mais direta adversária: “Sabia que seria decidido entre mim e a Sara Moreira. Queria muito dar esta vitória ao Benfica.”

Rui Pinto venceu nos masculinos e explicou a estratégia: “Senti que poderia assumir a prova, fiz isso e correu bem.”

A diretora do Atletismo do SL Benfica, Ana Oliveira, era o rosto da felicidade pelo domínio conseguido em Almeirim. “Fizemos algo extraordinário que foi recuperar o título feminino e renovámos no masculino. Dedicar este título ao presidente Luís Filipe Vieira”, destacou.

SA/MR
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica


Juvenis são Campeões Regionais Futsal


Juvenis são Campeões Regionais
Após vencerem o Sporting

A equipa juvenil de Futsal do SL Benfica sagrou-se, este domingo, Campeã Regional após bater o Sporting, na finalíssima, por 5-2, no pavilhão Paz e Amizade.

Depois de o Sporting terminar a Fase Regular em 1.º lugar jogou-se o play-off à melhor de três jogos onde as “águias” foram superiores.

Depois de perderem na Luz com o Sporting por 2-7, o Benfica venceu os dois jogos seguintes, no Paz e Amizade (0-1 e 2-5), conquistando, assim, o Campeonato Regional pela primeira vez no escalão.

MR

março 16, 2015

Campeãs da Europa Hóquei em Patins Feminino


Campeãs da Europa Hóquei em Patins Feminino

A equipa feminina de Hóquei em Patins acaba de fazer História. É a primeira formação lusa a consegui-lo… e logo em ano de estreia!

Que grande jornada para o Hóquei em Patins do Sport Lisboa e Benfica e para a Modalidade em Portugal!

Depois de ter ganho todas as provas em disputa na época transata, este ano, ano de estreia nas competições do Velhinho Continente, a jovem equipa de seniores feminina alcançou um feito inédito, tornando-se a primeira equipa portuguesa a conquistar o maior título do escalão da modalidade em disputa.

Rubricando uma caminhada a todos os níveis excepcional, deixando para atrás, fase a fase, as grandes favoritas à vitória na prova, a equipa orientada por Paulo Almeida entrou com tudo na Final Four da competição, disputada este fim-de-semana em Espanha.

Sábado, frente à formação anfitriã, a espanholas do CP Manlleu, as “águias” venceram, por 4-2, carimbando presença na grande final da prova. Exibição de raça, num pavilhão muito bem composto e todo ele favorável às da “casa”.

E este domingo escreveu-se mais uma página brilhante na já brilhante História do Sport Lisboa e Benfica.

Frente às francesas do US Coutras, que na meia-final tinham deixado para trás a formação do ERG Iserlohn (4-1), as “encarnadas” não deram hipótese, rubricaram uma exibição espetacular, dominado por completo as operações, vencendo – com naturalidade - por 5-2, com 4-1 ao intervalo.

Marlene Sousa, em dia de enorme inspiração, com quatro golos, e Sofia Vicente assinaram os golos do SL Benfica.

Com arbitragem dos italianos Salvatore Tartarelli e Alessandro da Prato, a equipa orientada por Paulo Almeida alinhou de início com Ana Santos, Marlene Sousa, Inês Vieira, Rute Lopes e Rita Lopes.

À 9.ª edição, o Sport Lisboa e Benfica é o novo Campeão Europeu em Hóquei em Patins Feminino… mais um título que vem direitinho para o Museu Benfica Cosme Damião.

No final do desafio, o presidente da Secção, José Trindade, estava radiante com o feito.

“Este é um grupo fantástico e unido, um coletivo de sucesso, onde muitas pessoas trabalham para que estas conquistas sejam possíveis…. Staff, equipa técnica, jogadoras. Entramos sempre para ganhar e queremos trazer sempre mais títulos para o Benfica. Ser Campeão da Europa ao cabo de três anos de existência é a cereja em cima do bolo. Isto só é possível devido ao apoio do presidente e da Direção do SL Benfica pela aposta constante no ecletismo do Clube”, afirmou, em declarações à BTV.

Também o treinador, Paulo Almeida, se mostrou feliz e orgulhoso: “Vínhamos para ganhar, onde o SL Benfica entra é para ganhar. Fizemos uma grande Final Four, estamos muito felizes e orgulhosos. Obrigado ao presidente e à Direção por todo o apoio. Esta é uma vitória de todos ao Benfiquistas. Já ganhámos tudo e queremos mais!”

O SL Benfica chega a Lisboa, ao Aeroporto da Portela, às 19h00 deste domingo.

SA

março 15, 2015

SL Benfica – SC Braga, 2-0


SL Benfica – SC Braga, 2-0: Nota artística e raça!
25.ª jornada da Liga NOS

“Inferno da Luz” ao rubro, com 60.222 mil adeptos nas bancadas a vestirem de emoção e fervor a Catedral. Lá em baixo, à flor da relva, empurrados pelos Benfiquistas, os verdadeiros artistas não defraudaram as expetativas e partiram para uma grande partida de Futebol.

Líder isolado frente ao 4.º classificado da geral, com os comandados de Jorge Jesus a entrarem com tudo, mostrando cedo que os três pontos eram o objetivo a alcançar… e o mais rapidamente possível!

Cinco minutos decorridos e grande penalidade que ficou por assinalar. Lance na grande área arsenalista, com a bola a bater no braço de Aderlan. Artur Soares Dias mandou seguir.

O SL Benfica controlava as operações, face a um Braga a jogar no erro do adversário e que somente aos 14’ conseguiu fazer o seu primeiro remate à baliza de Júlio César.

Momentos antes fora o Benfica a dar o primeiro grande sinal de perigo. Cruzamento de Gaitán, com Jardel a cabecear para defesa atenta de Matheus.

O golo acabaria por chegar naturalmente. Minuto 20’, belíssima jogada de futebol apoiado, com Gaitán a servir Jonas que, de primeira, remata forte de meia-distância para o 1-0. Golo 20 do brasileiro com a camisola “encarnada” a levar as bancadas ao rubro.

Os comandados de Sérgio Conceição respondiam como podiam… mas face a um Benfica mandão e a saber muito bem aquilo que quer, o jogo manteve-se de sentido único.

Pizzi mesmo a milímetros de dilatar a vantagem, contudo, quase que miraculosamente, Aderlan corta a bola em cima da linha de golo.

Também Salvio, acrobaticamente, tentou a sorte, mas a redondinha não quis entrar.

Ao intervalo, o 1-0 para as “águias” era curto, muito curto para a superioridade apresentada em campo, face a um SC Braga praticamente nulo a usar e a abusar da agressividade. O que dizer da agressão de Rúben Micael a Gaitán?

Faltaram mais golos para abrilhantar a festa!

Segunda metade com entrada mais forte do visitante, mas o Benfica respondeu prontamente, anulando por completo as intenções adversárias.

Os “encarnados” subiram novamente as linhas, pressão altíssima, com o coletivo a partir para uma grande segunda parte, à semelhança dos primeiros 45 minutos.

O jogo agressivo dos arsenalistas manteve-se e Tiago Gomes acabou mesmo por ser expulso face a uma entrada despropositada sobre Salvio.

No lance seguinte cheirou a golo, com Lima – isolado - a rematar contra Matheus; na recarga Pizzi não acerta por muito pouco na baliza.

De seguida foi Eliseu. Remate fortíssimo, com o guardião bracarense a chamar a si mais uma grande intervenção. Eliseu tentou novamente, mais uma “bomba”, mas agora a bola a passar por cima da trave… e à terceira foi mesmo de vez! Minuto 76’, mais um pontapé fulminante, desta feita sem qualquer hipótese para Matheus. Estava feito o 2-0 que há já muito se justificava.

Com este resultado, justíssimo, o SL Benfica segue isolado na frente da tabela classificativa, e é também o dono do melhor ataque da Liga NOS.

As “águias” alinharam com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira (André Almeida, 89'), Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio, Samaris (Rubem Amorim, 77’), Pizzi, Gaitán (Ola John, 84’); Jonas e Lima.

No próximo fim-de-semana disputa-se a 26.ª jornada da Liga NOS, com o SL Benfica a viajar até ao Estádio dos Arcos. Frente ao Rio Ave, numa partida agendada para as 18h00 de sábado, só os três pontos interessam.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

março 09, 2015

Voleibol conquista 15.ª Taça de Portugal



SC Espinho – SL Benfica, 0-3

Mais um hino à Modalidade! A cidade de Santo Tirso recebeu de braços abertos, de sexta-feira a domingo, as equipas do Sport Lisboa e Benfica, Fonte do Bastardo, V. Guimarães, SC Espinho, Esmoriz, CA Madalena, AA São Mamede e Famalicense para a disputa da Final 8 da Taça de Portugal.

O SL Benfica entrou com tudo em prova e, na sexta-feira, deixou para trás a equipa do Vitória de Guimarães, vencendo por uns taxativos 3-0. Ontem, na meia-final, o adversário foi a formação do Fonte do Bastado, e nova vitória, desta feita um pouco mais complicada… e suada, mas por justos 3-1.

Esta tarde de domingo teve lugar a grande Final, com os “encarnados” a defrontarem o SC Espinho… e que jogo de Voleibol!

Pavilhão ao rubro, com os artistas a não deixarem os créditos por mãos alheias e a corresponderem em quadra lutando ponto a ponto até à decisão final.

Equilíbrio, raça, querer e um Benfica – face a uma excelente réplica do adversário - a puxar dos galões e a mostrar desde muito cedo que este troféu vinha mesmo para Lisboa… e assim foi!

20-25, 19-25 e 14-25 foram os números de mais uma vitória sem constestação por 0-3, fruto de uma excelente exibição, com a 15.ª Taça de Portugal a viajar para o Museu Benfica Cosme Damião. Objectivo cumprido!

No final da partida, José Jardim e Hugo Gaspar rejubilaram com a conquista do 2.º objetivo da época. Depois da Supertaça, a Taça de Portugal… “Entrámos com alguma ansiedade e com um serviço que não era o nosso. Depois do primeiro tempo técnico a equipa acalmou, equilibrou, começou a servir com inteligência mas sem perder a agressividade e partiu para uma grande exibição”, explicou o treinador, referindo ainda que, face às metas traçadas e às provas em disputa, a “equipa vai passo a passo, jogo a jogo, com confiança.

O capitão de equipa reiterou “a boa saúde” dos “encarnados”, uma equipa consistente, unida, que respira confiança. Este é um momento de grande orgulho e alegria”, concluiu.

Na próxima quarta-feira as atenções centram-se na Europa, com o Bicampeão a viajar até à Grécia onde vai disputar a 2.ª mão dos quartos-de-final da Challenge Cup.

Depois da vitória na Luz, frente ao Ethnikos ALEXANDROUPOLIS, por 3-0, o SL Benfica está perto de fazer História e seguir em frente para as meias-finais da prova. Este desafio está agendado para as 18h00 de Portugal Continental.

SA
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

março 08, 2015

Arouca – SL Benfica, 1-3


Reviravolta à Campeão!

O SL Benfica venceu, este domingo, o Arouca, por 1-3, depois de ter estado a perder por 1-0 ao intervalo. No segundo tempo, conseguiu a reviravolta que lhe permite manter-se na liderança da Liga NOS, com quatro pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o FC Porto.

O Municipal de Arouca vestiu-se de vermelho para assistir à 24.ª jornada da Liga NOS. Para receber o líder, houve ainda direito a uma bancada amovível com capacidade para dois mil espectadores.

Um arranque inesperado que surpreendeu tudo e todos. Aos 7’, após cruzamento de Nelsinho, Iuri Medeiros fez o primeiro golo da tarde, sem hipótese de defesa para Júlio César – ele que foi a grande novidade do onze “encarnado”, tendo regressado à baliza depois da lesão frente ao Boavista.

Os Campeões Nacionais tentaram responder e as oportunidades foram-se repetindo. Primeiro Pizzi (13’), à entrada da área, com Goicoechea a afastar para canto. Seguiu-se Salvio, aos 19’, a rematar para mais uma enorme defesa do guardião arouquense. E nem à terceira foi de vez. Novamente o argentino a tentar a sorte, aos 30’, com um remate à trave. A formação liderada por Jorge Jesus chegou, assim, ao intervalo, em desvantagem no marcador.

No segundo tempo, continuavam a ouvir-se os cânticos nas bancadas, palavras de incentivo que empurraram as “águias” para a reviravolta. Jonas, aos 51’, repôs a igualdade, com um remate de fora da área.

Aos 56’ foi a vez de outro brasileiro. Após um remate de Jonas, com a bola a ir ao segundo poste, Lima empurrou para a baliza de Goicoechea. Estava feito o 1-2.

Aos 58’, após lance de Jonas, fica a ideia de que Ivan jogou com o braço na área, mas Vasco Santos mandou seguir…

Hugo Basto viu, aos 64', cartão vermelho após agarrar ostensivamente Lima que se esgueirava para a baliza.

E se dúvidas houvesse, Lima acabou com elas. Aos 77’, o avançado brasileiro, após grande passe de Ola John, - que tinha entrado há minutos pra o lugar de Gaitán – bisou na partida e somou o 12.º golo na Liga portuguesa.

Com este resultado, o líder SL Benfica conserva os quatro pontos de vantagem para o segundo classificado, o FC Porto.

No próximo sábado, 14 de março, o SL Benfica recebe na Luz o SC Braga na 25.ª jornada da Liga NOS. A partida está marcada para as 17h00.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze: Júlio César; Maxi, Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio (80’ Ruben Amorim), Samaris (45’ Talisca), Pizzi, Gaitán (72’ Ola John); Lima e Jonas.

FG
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica