novembro 30, 2015

Grande Vitória

O SLBenfica ganhou bem o jogo, bem jogado talvez não, mas o mais importante foram os 3 pontos e isso é que conta.
posted from Bloggeroid

novembro 13, 2015

SLBenfica na Final Four da UEFA Futsal Cup


SL Benfica – Lokomotiv, 2-0

O SL Benfica venceu, esta sexta-feira, os ucranianos do Lokomotiv por 2-0, na 3.ª jornada do Grupo D da UEFA Futsal Cup. A diferença de pelo menos dois golos era o único resultado que garantia a passagem imediata à Fase Final da competição.

Para o jogo desta tarde, no Zimný štadión Ondreja Nepelu, em Bratislava, na Eslováquia, os Campeões Nacionais levavam na bagagem uma vitória (Ekonomac, 0-3) e uma derrota (Slov-Matic, 5-4). Este último resultado veio complicar as contas, mas o SL Benfica continuava a depender de si próprio para seguir em frente na competição.

Os “encarnados” asseguravam um lugar na Final Four caso vencessem na última jornada os ucranianos do Lokomotiv Kharkiv por duas bolas de diferença. Se o resultado fosse apenas um golo de diferença, o SL Benfica teria que esperar que o Slov-Matic não ganhasse o seu compromisso da derradeira ronda, contra o Ekonomac (já eliminado).

E foi um jogo de nervos até aos últimos segundos…

Numa primeira parte sem golos, o SL Benfica arriscou mais e teve pelo menos duas oportunidades de se colocar à frente no marcador. E as estatísticas espelhavam isso mesmo no final do primeiro tempo: cinco remates contra dez, dois deles ao poste (Alessandro Patias aos 8’ e Alan Brandi aos 20’).

Na segunda metade, Fernando Wilhelm colocou os “encarnados” em vantagem, aos 34’, após assistência de Chaguinha. Um resultado que não chegava para a passagem imediata à Final Four.

Valeu o golo, nos últimos dois segundos de jogo. Fábio Cecílio (39’58) colocou o SL Benfica na Fase Final da UEFA Futsal Cup, quatro anos depois!

"Roçámos a perfeição"

No final do encontro, o técnico Joel Rocha estava visivelmente satisfeito e orgulhoso pela exibição dentro das quatro linhas.

“Acima de tudo foi um jogo como prevíamos, difícil, equilibrado e competitivo. Roçámos a perfeição a todos os níveis e procurámos o que queríamos de forma muito inteligente. Aos milhões que acreditaram em nós, o nosso enorme agradecimento”, disse em declarações à BTV.

Joel Rocha fez alinhar o seguinte cinco inicial: Juanjo, Gonçalo Alves, Chaguinha, Rafael Henmi e Alessandro Patias.

FG
Fotos: Arquivo / SL Benfica

novembro 09, 2015

Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup



“O Benfica tem uma História a respeitar”

O Campeão Nacional está de regresso às competições europeias, iniciando na próxima terça-feira, na Eslováquia, a participação na Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup.

Depois de um 2.º lugar na prova no segundo ano de existência da Secção e da conquista do título em 2010, o SL Benfica entra em competição com expetativas bem elevadas, contudo, com a humildade e seriedade dos Campeões.

“O Benfica tem uma História a respeitar. Parece-me que na Ronda Principal soubemos respeitar essa História, agora, nesta Ronda de Elite é um grupo extremamente matreiro porque são quatro equipas muito similares, onde qualquer uma pode ser primeira classificada e onde qualquer outra pode ser última classificada. Isto pressupõe um nível de alerta extremamente elevado, são equipas com muitos pontos em comum, todas têm grandes e contínuos hábitos de vitória e todas têm o melhor ataque e defesa dos seus campeonatos. Tudo pode acontecer. Aquilo que nós, Benfica, queremos, muito honestamente, é ter a capacidade de ser consistentes na nossa identidade ao nível dos 40 minutos dos três jogos, depois, se conseguirmos ser mais minutos consistentes do que os nossos adversários, pode ser que sejamos felizes. Vamos trabalhar muito para isso, conscientes das dificuldades e das nossas capacidades”, começou por dizer o treinador, Joel Rocha.

“Trabalhamos muito em função de objetivos e questões concretas. Neste momento, em relação a essa prova, prepará-la bem e entrar bem no primeiro jogo, capazes, conscientes, inteligentes. Para participar nessa prova pressupõe ser Campeão Nacional. E isso é o maior motivo de satisfação nesta estrutura. Não se trata de objetivos e de sonhos, mas sim de competir, ter a capacidade de perceber as dificuldades desta competição. Obviamente que jogadores, equipa técnica, Clube, País, não ficam indiferentes à prova. Não conheço ninguém que se prepare para não vencer. Haverá mais vida depois da UEFA Futsal Cup, há mais vida depois de 14 de Novembro. Vamos traduzir esse prazer em qualidade”, acrescentou o técnico das “águias”.

O que esperar do SL Benfica nesta Fase?

“Vamos ter uma margem de conhecimento em relação aos adversários extremamente concreta, o que é muito importante. Podemos dizer que conhecemos cada um dos três adversários como se do nosso Campeonato fossem. Todo o contexto envolvente, ao nível das viagens, alojamento e pavilhões, temos essas situações bem identificadas para reduzir níveis de ansiedade e estabilizar níveis de capacidade e confiança. É uma questão de consistência ao nível da identidade, esse é o principal desafio”, concluiu Joel Rocha.

                          

“O melhor Benfica para conseguir o objetivo principal”

Alessandro Patias reitera as palavras do timoneiro da equipa e realça o muito trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo coletivo.

“Temos trabalhado sempre para vencermos jogo após jogo. Temos feito um grande trabalho e já vencemos algumas coisas. Sabemos que a UEFA é muito importante, acho que a nível de clubes é o maior Campeonato, é o auge para um atleta. Ganhar? Não sei, não estamos a pensar nisso neste momento. Sabemos que é complicado chegar à Final Four, mas temos trabalhado muito para chegarmos à Eslováquia o mais bem preparados possível. O objetivo é esse, mas temos os pés no chão e sabemos que é muito difícil. O Benfica está pronto para o que vai encontrar na próxima semana”, começou por dizer.

“É sempre bom ganhar, ficamos mais confiantes. Acreditamos ainda mais no trabalho que temos feito. Temos de pôr em prática o trabalho que temos feito até hoje, vai ter de ser o melhor Benfica para conseguir o objetivo principal, que é passar esta Fase. Acredito que estamos prontos”, argumentou o jogador.

Analisando o grupo do SL Benfica… não há favoritos.

“O grupo é muito difícil, é difícil encontrar favoritos. Acho que não somos favoritos, mas estamos muito bem preparados para passar a Fase de Grupos e chegar ao objetivo final. Temos de pensar na Fase de Grupos com humildade, jogo após jogo, sabendo que vai ser muito difícil, mas acho que temos todas as condições para chegar ao objetivo principal que é classificar-nos para a fase seguinte”, finalizou Patias.

O SL Benfica – que integra o grupo D - vai medir forças na Eslováquia com os sérvios do Ekonomac Kragujevac, os ucranianos do Lokomotiv Kharkiv e o Slov-Matic Bratislava, anfitriões do agrupamento.

O Campeão Nacional luso, recorde-se, chega a esta Ronda de Elite depois do triunfo no grupo 2 da fase de apuramento. Venceu os bósnios do Sarajevo (8-2), os búlgaros do Varna (9-2) e os eslovenos do Dobovec (6-1).

Os quatro vencedores das 'poules' da Ronda de Elite, cujos embates serão disputados entre 10 e 15 de novembro, qualificam-se para a Final Four, agendada para abril.

O primeiro encontro está agendado para as 16h30 (horas locais), no pavilhão Zimny da capital eslovaca, em Bratislava.

SA/FG/DB
Fotos: Arquivo / SL Benfica

novembro 08, 2015

SL Benfica – Boavista, 2-0


“Estamos no caminho certo”

Mitroglou foi o principal destaque deste domingo, ele que regressou aos convocados de Rui Vitória depois de uma ausência por lesão. O avançado grego mostrou-se feliz por ter voltado à competição e realçou a vitória sbre o Boavista (2-0).

“Senti-me bem. É bom estar de volta, mas o mais importante foi a vitória da equipa. Fizemos o que o treinador nos pediu e penso que merecemos ganhar”, disse após o encontro, em declarações à BTV.

“As vitórias são muito importantes para nós e acredito que estamos no caminho certo”, acrescentou.

Ainda a recuperar está Victor Lindelof. O defesa sueco contraiu exatamente a mesma lesão do que o avançado grego e está entregue ao departamento médico.

"A cada dia que passa, sinto-me melhor, embora ainda sinta algumas dores", disse minutos antes do jogo, em declarações à BTV.

FG
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica