agosto 30, 2012

Clínica alemã desmente queixas do árbitro


Após choque com luisão

O relatório da clínica alemã onde Christian Fischer, árbitro do Fortuna-Benfica, recebeu tratamento revela que o juiz se dirigiu ao local na própria viatura, "consciente, sem tonturas ou vómitos, não lhe sendo diagnosticado falhas neurológicas ou lesões exteriores"

O documento é assinado por Carla Hulslep, médica-chefe do St. Elisabeth Hospital Iserlohn. O seu teor é revelado, esta quinta-feira, pelo "Correio da Manhã".

O relatório acrescenta que o árbitro "prescindiu do internamento estacionário e assinou, inclusive, o termo de responsabilidade".

O que escreveu o árbitro

“Luisão correu cerca de 20 metros com elevada velocidade na minha direção e, sem travar, atingiu--me na parte superior do corpo.O impacto atirou-me para trás, tendo eu batido com a cabeça no chão", escreveu o ábitro, de acordo com o que foi divulgado no no programa Tempo Extra, da SIC Notícias

O árbitro alemão referiu que o médico do Fortuna dr. Teuber lhe determinou “perda de consciência", mas que "pôde restabelecer rapidamente" a sua "circulação sanguínea”.

Contou ainda Fischer que sentiu, posteriormente, “uma indisposição geral e fortes dores de cabeça e tonturas”. Aliás, o árbitro alemão assinalou que lhe foi “diagnosticada uma comoção cerebral” no hospital onde acabou por ser assistido.


In Record

agosto 26, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3566



Destaques

Principais títulos

Jogos Paralímpicos: "Hino à força de vontade" (Página 29)

Títulos   

2 Síntese + Revista Mística: Matic em Entrevista "Temos um grupo consolidado" + José Augusto: "Sócios estão a responder"
3 Clube: "Fortuna Dusseldorf e Benfica chegam a acordo" + Opinião Arons de Carvalho
4/5 Inauguração da Casa do Benfica na Batalha: "O sucesso depende de todos nós"
6 Crónica Benfica - Braga: "Primeiros dois pontos... sub(traídos)"
7 Análise à Liga: "Arranque armadilhado"
9 Antevisão 2ª jornada: "Assalto ao Bonfim" + Opinião Afonso de Melo
10 Crónica Feirense-Benfica B: "Vencer na Feira e sem saldos"
11 Equipa B- Análise à jornada e antevisão: "Jovens da Luz contra os velhos do Restelo"
12 Acção Red Pass: "Centenas de adeptos com craques na Luz"
13 Zona de Decisão - Pedro Lamy: "Quando o Benfica vence fic mais feliz"
15 Opinião Pragal Colaço: "Futebol, futebol, mais futebol e as peças de xadrez (I)"
16/17  Poster Futsal 2012/13
18 Juniores em Weifang Cup 2012: "Experiência para recordar"
19 Juniores: "Mais um teste Real" + Opinião Pedro Ferreira
20 Juvenis A: "Ambição para o dérbi"
21 Juvenis B: "Manter a garra"
22 Iniciados B: "Conquista nas Tulipas"
23 Basquetebol: "Sérgio Ramos - chegou a hora de ensinar"
24 Hóquei em Patins: "Quarteto com olhos no Europeu"
25 Hóquei em Patins - Seniores Femininos: "As onze hoquistas eleitas"
26 Voleibol de Praia: "Dupla benfiquista é tricampeã nacional"
27 Futsal: "Venha o próximo ensaio"
28 Andebol: "Dérbi joga-se em Viseu"
29 Jogos Paralímpicos: "Hino à força de vontade"
31 Tome nota + Programação Benfica Tv
32 Em Linha - Norton de Matos: "Equipa B tem tudo para ser caso de sucesso" + Multimedia + Breves

 

agosto 25, 2012

Faleceu o Sócio Nº1 do SLBenfica




 Morreu José Oliveira, sócio número um do Benfica

Faleceu esta madrugada, aos cem anos, José Gonzalez de Oliveira, sócio número um do Benfica.

O sócio número um dos encarnados estava numa casa de repouso, em Torres Novas e, em setembro do ano passado, foi visitado por Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, no dia em que comemorou cem anos.  


In Abola

O blog Catedral Encarnada  apresenta á sua família os sentidos pesâmes.

agosto 24, 2012

Futebol á Portuguesa _ José António Saraiva



Não matem a Melga

A 1.ª jornada cumpriu-se. Benfica, Porto, Braga e Sporting empataram. Em breves notas, direi que o Benfica se apresentou confuso, parecendo que o excesso de médios e avançados baralhou Jesus. O FC Porto foi sempre uma equipa banal, exceção feita às jogadas de Hulk. O Braga fez a sua obrigação, beneficiando dos erros do adversário. E o Sporting foi, dos 4, o que praticou melhor futebol, embora inofensivo.

Não tenho lido os jornais, mas é fácil imaginar que os bombos da festa desta jornada foram Melgarejo e Jorge Jesus. Este já tem fama de querer “inventar”. Inventou um “grande” guarda-redes chamado Roberto, inventou um “grande” defesa esquerdo chamado Emerson, e agora quis inventar um 2.º Fábio Coentrão. E sucedeu o que se viu.

Melgarejo foi, só, o melhor jogador do Braga: marcou um golo e fez a assistência para o outro. Pior estreia era impossível. Mas, até por isso, acredito que foi mau de mais para se tirarem conclusões. Melgarejo é um ótimo jogador. Não sei se será um grande lateral-esquerdo, mas seria um erro os benfiquistas queimarem-no no início da carreira.

Quanto a Jesus, só lhe fica bem ser criativo. O futebol está farto de treinadores sem chama nem imaginação. Engana-se às vezes? É verdade. Mas quantos grandes jogadores já fez? E em tempo de vacas magras, é legítimo tentar aproveitar ao máximo os jogadores disponíveis, em lugar de comprar outros por fortunas.

Claro que, neste princípio, há uma incoerência: por que teima o Benfica em gastar tanto dinheiro em extremos? Salvio e Ola John custaram mais de 20 milhões. Ora o Benfica já tinha Nolito, Gaitán, Bruno César, Enzo Pérez, Djaló, o próprio Melgarejo. Seria preciso mais algum?

In Record

agosto 23, 2012

Quatro Linhas _ Rui Rangel



Benfica campeão


Todos os benfiquistas querem que o clube volte, de forma regular, às vitórias no campeonato e a uma participação de excelência na Champions. A dimensão da nação benfiquista e a sua grandeza não são compatíveis com a irregularidade nos campeonatos, nem com as derrotas. O Benfica não pode continuar a estar atrás do Porto nas vitórias e na liderança da Liga. E só se é verdadeiramente campeão se liderarmos e esmagarmos quem nos quer amarrar a um colete-de-forças.

O Benfica nasceu, há muitos anos, para liderar o futebol e para ganhar. E na história grande deste clube sempre que fomos grandes a união foi a marca genética dos êxitos. União nos princípios e naquilo que deve ser a essência do Benfica. Todos os que aí estavam amavam o Benfica. Mas a união de pensamento e o cerrar das fileiras não significa unicidade nas ideias nem pensamento único. O Benfica só pode ter uma voz, a do seu presidente.

É preciso perceber que se faz a união debatendo e discutindo, no interior, até ao osso, o Benfica. Gente sem ideias e que só quer ter lugar no camarote presidencial não faz o Benfica campeão. Todos podemos ter ideias sobre como deve ser organizada a direcção, o departamento de futebol, a blindagem do balneário, quem deve ser o treinador, sobre a aquisição de jogadores, sobre as contas e a situação financeira do clube. Mas numa coisa estamos e devemos estar unidos: nas vitórias e nos êxitos.

E neste caldo de cultura, único, para consolidar um projecto vencedor, é também preciso que, internamente, quem for dirigente perceba o que é a honestidade intelectual e a lealdade. E não faça aquilo que Barroso, no Sporting, tem feito a Godinho Lopes, o rosto da verdadeira oposição. Estar dentro do projecto e agir como se estivesse fora não é elegante nem honesto. O Benfica também sofre um pouco destes pecadilhos, de forma subterrânea e menos visível.

Tudo ou quase tudo se sabe no Benfica e nada ou quase nada se sabe no FC Porto. Temos de ganhar ao Porto no futebol, na organização e na união. Uma direcção forte, coesa e ganhadora passa por ter gente séria, leal e de qualidade. O campeonato aí está e o Benfica não pode voltar a falhar, até porque Vieira construiu uma boa equipa de futebol, pese embora pequenos ajustamentos que têm de ser feitos. Em nada esta equipa de futebol é inferior à do FC Porto.

As grandes questões do Benfica são futebol, organização, situação financeira e só depois vem a comunicação. As eleições estão à porta, com o campeonato à velocidade cruzeiro. Devemos, como princípio, trabalhar todos por essa união, em torno de um projecto credível e vencedor. A união leal e sustentada pode e deve existir. O Benfica de Eusébio, dos sócios que o amam e das vitórias no campeonato agradecem. E se assim for o FC Porto estremece! 

In Record

Rodrigo renova até 2019


«Estou muito agradecido aos adeptos» - Rodrigo


No momento em que renova contrato até 2019, vendo o seu trabalho reconhecido, Rodrigo não deixou de fazer o mesmo e reconhecer, também ele, a importância dos adeptos do clube da Luz.

«Todos gostam de ser acarinhados e ver o seu esforço recompensado e reconhecido. Estou muito agradecido aos adeptos. O Benfica tem uma massa adepta muito grande e fervorosa e são, sem dúvida, importantes. Quero dar-lhes muitas alegrias e continuar a representar, com orgulho, este clube», disse o avançado ao canal do clube.

Os adeptos não foram no entanto os únicos a merecer uma palavra de agradecimento de Rodrigo: «Tenho de agradecer ao treinador e aos companheiros». Agora, portanto, é hora de retribuir e continuar a trabalhar para melhorar. «O que eu quero é continuar a trabalhar da mesma forma, com o mesmo empenho e com o mesmo carinho que tenho pelo Benfica, para que as coisas possam continuar a correr bem», sublinhou. 


In Abola