dezembro 31, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3583


Destaques 
 
Principais títulos 


Balanço do Ano: "Competitividade no topo"(Pág.03)

Títulos

2 Síntese+Luís Filipe Vieira:"Os heróis são toda a Família Benfiquista"
3 Balanço do ano: "Competitividade no topo"
4/5 Campeonato Nacional: "Virar o ano na liderança" + Taça de Portugal: "Vencer em 2013"
6 Liga dos Campeões: "Entre os melhores" + Lioga Europa: "Repetir feito épico"
7 Taça da Liga: "A Taça ficou na Luz"
9 Balanço Equipa B: "Crescer para vencer"
10 Balanço Juniores: "Passos cada vez mais firmes rumo ao futuro"
11 Balanço Juvenis: "Um misto de emoções"
12 Balanço Iniciados:"Repetir título nacional"
13 Opinião Pragal Colaço: "Algum dia em 2013 poderemos afirmar que foi transparente?"
14/15  2012 em Revista: "As imagens do Ano"
16/17 2012 em Revista: "As imagens do Ano"
18/19 2012 em Revista: "As imagens do Ano"
21 Modalidades: "Mais perto da Família Benfiquista"
22 Balanço Futsal: "Um ano repleto de troféus"
23 Balanço Andebol: "Tónico para 2013"
24 Balanço Basquetebol: "Total supremacia"
25 Balanço Hóquei em Patins: "2012 histórico!"
26/27 Balanço Atletismo: "Cinco títulos Nacionais e um Europeu para começar época Gloriosa"
28 Balanço Voleibol: "Ser campeão é o grande objectivo"
29 Benfica TV: "Bastidores do Futsal" + 70 anos de edições Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + Programação Benfica Tv + Clube: "Que 2013 seja Glorioso!"
31 Opinião Afonso de Melo: "A história triunfal do Hércules do Cartaxo"
32 Clube - Eusébio: "Acredito neste Benfica" + Clube - Coluna: "Espero que a equipa continue a ganhar" + Opinião Luis Fialho + Breves

Taça da Liga Moreirense – Benfica, 1-1


Destaques: “Tacuara” fechou ano a fazer aquilo que melhor sabe...

No último jogo do ano da equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, Óscar Cardozo fez “o gosto ao pé” e deu, assim, o empate no recinto do Moreirense. O encontro foi referente à 2.ª jornada da 3.ª Fase da Taça da Liga.

Paulo Lopes – Sem culpas no lance do golo do Moreirense, o guardião benfiquista fez uma defesa por instinto aos 12 minutos.

André Almeida – O camisola n.º 34 apresentou-se bem em termos defensivos e subiu algumas vezes no terreno, criando os respectivos desequilíbrios no ataque.

Garay – O argentino fez vários cortes providenciais em termos defensivos e também foi ao ataque procurar ajudar a equipa a chegar ao golo.

Jardel – O brasileiro esteve praticamente irrepreensível no eixo da defesa, ao fazer, mais uma vez, uma boa dupla com o colega Garay. Tal como o argentino, Jardel foi um elemento que tentou criar perigo nos lances de bola parada.

Melgarejo – O jogador paraguaio cumpriu a sua missão no sector recuado, realizando algumas incursões no ataque, ainda que sem o sucesso desejado.

Matic – O sérvio voltou a ser um “poço de energia” no meio-campo, ao disputar cada lance de uma forma estóica, tudo em prol do colectivo.

Enzo Perez – O médio argentino procurou dinamizar o ataque e foi muitas vezes travado em falta, o que evitou que fosse mais perigoso em determinadas acções. Saiu lesionado aos 77 minutos após, precisamente, uma entrada de um adversário.

Salvio – O argentino esteve particularmente activo no primeiro tempo, onde chegou a ter uma boa oportunidade para facturar. Salvio perdeu, no entanto, alguma preponderância no decorrer da segunda metade.

Ola John – O extremo holandês desempenhou papel mais evidente na primeira parte, onde efectuou cruzamentos perigosos e conquistou alguns pontapés de canto. Com o passar dos minutos, Ola John perdeu frescura física e foi substituído Rodrigo.

Cardozo – Fez essencialmente um trabalho de desgaste aos defesas da equipa da casa, não aparecendo tanto na zona de finalização. Acabou por deixar a sua marca no encontro, ao converter o castigo máximo assinalado por Cosme Machado no período de descontos da segunda metade, após uma falta que sofreu na área. Foi mais um tento para a contabilidade de “Tacuara”.  


Lima – O avançado brasileiro procurou abrir espaços na defesa do Moreirense, para permitir que outros companheiros surgissem na zona de finalização. No segundo tempo, Lima sofreu falta no interior da área e assumiu a cobrança da grande penalidade, no entanto, permitiu a defesa de Ricardo Andrade. Procurou redimir-se, mas também não foi feliz.

Rodrigo – O hispano-brasileiro entrou aos 69 minutos, procurando dinamizar o ataque com a sua velocidade estonteante.


Nolito – Entrou para o lugar do lesionado Enzo Perez e foi mais um elemento para o assalto à baliza do Moreirense.

Kardec – O avançado brasileiro foi a última opção de Jorge Jesus para o encontro, isto quando a equipa procurava o empate. Viu, em campo, Cardozo marcar o golo da igualdade.

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

dezembro 29, 2012

Estágio Futsal na Marinha Grande


Paulo Fernandes: “Continuar na mesma linha de 2012”

A equipa de Futsal do Sport Lisboa e Benfica esteve os últimos dias a realizar um estágio na Marinha Grande, onde encerrou com um particular frente à Associação Desportiva e Recreativa da Mata. Com golos de Joel Queirós (três) e Gonçalo Alves, os Campeões Nacionais ganharam por 1-4.

Este foi o último desafio de 2012 e o treinador fez uma análise ao que se passou durante o ano. “O balanço é bastante positivo. Ganhámos a Taça de Portugal, o Campeonato, que era a prova mais importante, e começámos a vencer já esta época a Supertaça”, começou por recordar.

O objectivo do grupo é dar continuidade ao desempenho do ano que está a findar. “Vencemos todas as competições nacionais em que participámos em 2012 e, neste momento, ainda estamos na corrida pelo primeiro lugar na Fase Regular. Queremos atingir esse objectivo para depois no play-off conseguirmos consolidar tudo aquilo que fizemos para trás, ou seja, continuar em 2013 com a mesma linha vencedora”, finalizou.

dezembro 27, 2012

Futsal - Estágio na Marinha Grande



Paulo Fernandes sobre estágio: “Atletas estão imbuídos do espírito”


A equipa de Futsal do Sport Lisboa e Benfica partiu esta quarta-feira, dia 26 de Dezembro, para a Marinha Grande, onde irá realizar um estágio até este sábado. Em declarações à Benfica TV, o treinador Paulo Fernandes destacou a importância da concentração para os duelos que irão surgir durante o próximo ano.

“Queremos recuperar a condição física e começar já a apontar as baterias para o jogo com o Sporting. Estamos mais próximos uns dos outros e todos os atletas estão empenhados e imbuídos do espírito deste estágio”, afirmou o timoneiro.


O primeiro jogo oficial de 2013 vai ser frente ao Sporting e Paulo Fernandes assegurou que será apenas mais um jogo para o Sport Lisboa e Benfica. “Os jogadores sabem que é mais um jogo. É importante, mas não é determinante. Temos muito Campeonato pela frente, de qualquer forma queremos marcar posição relativamente ao nosso objectivo, que é terminar a Fase Regular no primeiro lugar”, apontou.

Diece: “Vamos reforçar a nossa união e trabalhar bastante”

Aproveitando a pausa competitiva, a equipa de Futsal do Sport Lisboa e Benfica partiu, esta quarta-feira para um estágio a realizar na Marinha Grande. À partida, em declarações à Benfica TV, Diece, revelou algumas das razões para este estágio.

“Vamos reforçar a nossa união, trabalhar bastante e fazer uma boa preparação física. Queremos ficar mentalmente muito bem, porque 2013 vai ser uma longa jornada para nós”, considerou.

O Benfica desloca-se ao terreno do Sporting no próximo dia 6 de Janeiro e o ala já fala da partida. “Sabemos que é sempre complicado jogar com o Sporting, temos de estar focados, mas temos de trabalhar, não a pensar no Sporting, mas a pensar em todos os jogos que temos de disputar”, atentou.

O Benfica estará na Marinha Grande entre os dias 26 e 30 de Dezembro.

Parabéns Telma


Telma Monteiro comemora hoje 27 anos!

A judoca do Sport Lisboa e Benfica, Telma Monteiro, completa esta quinta-feira, 27 de Dezembro, 27 anos.

Telma Monteiro integra a equipa de Judo do Benfica desde finais de 2007, tendo já conquistado vários títulos. Em 2008, a judoca arrecadou as medalhas de ouro na Taça do Mundo etapa de Belo Horizonte categoria A e ainda na Taça do Mundo etapa de Bucareste categoria A.

No ano seguinte, em 2009, Telma Monteiro foi líder do Ranking Mundial (-57Kg), foi Campeã da Europa, conquistou as medalhas de ouro na Taça do Mundo de Sofia, Taça do Mundo de Hamburgo e Grand Slam de Belo Horizonte.

Em 2011, venceu a Taça da Europa de Hamburgo (Alemanha) e em 2012, sagrou-se Campeã da Europa, no Cazaquistão.

O Sport Lisboa e Benfica deseja à judoca “encarnada” um feliz aniversário!
 

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3582


Destaques 
 
Principais títulos 

Fundação Benfica: "Sorrisos de Natal" + Opinião Jorge Miranda (Pág.15)

Títulos

2 Síntese+Clube:"Aimar deseja Feliz Natal a todos os benfiquistas" + Mantorras com futuros jornalistas
3 Entrevista André Gomes: "O menino de Jesus"
4/5 Entrevista André Gomes: "Benfica tem-me ajudado a tornar melhor jogador"
6 Crónica Benfica-Marítimo: "Águia sedutora e avassaladora"
7 Análise 12ª jornada: "Adiamento estranho" + Opinião Arons de Carvalho
8 Crónica Taça da Liga: "Vitória com... Tranquilidade"
9 Análise Taça da Liga: "entrada com pé direito" + Opinião João Diogo
10 Equipa B: "Clássico na II Liga"
11 Juniores:"Ser feliz em Portimão" + Opinião João Malheiro
12 Juvenis: "Há clássico no Caixa!"
13 Iniciados: "Terminar o ano com triunfo"
15 Fundação Benfica: "Sorrisos de Natal" + Opinião Jorge Miranda
16/17  Festa de Natal no Circo Cardinali: "é uma boa época para projectarmos o futuro"
18 Opinião Pragal Colaço: "Mundo psicótico, reflexivo e efeito borboleta"
19 Hóquei em Patins: "Hóquei Non Stop"
20 Basquetebol: "Continuar invictos!"
21 Andebol: "Fechar o ano a vencer"
23 Futsal: "Alumiar caminho da vitória" + Opinião Pedro Ferreira
24 Atletismo: "Pódio vestido de encarnado" + Breves Atletismo
25 Voleibol: "Passar o ano no topo" + Multimedia
26/27 Zona de Decisão - António Simões: "Devo muito mais ao Benfica do que o Benfica a mim"
28 Râguebi - Feminino: "Só vitórias" + Ténis de Mesa: "I torneio de Natal ATML"
29 Clube: "Ricardo Gomes comemorou 48 anos" + 70 anos de edições Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + Programação Benfica Tv + Natação: "Nacional de Clubes 1ª e 2ª Divisões
31 Opinião Afonso de Melo: "E a àguia voou na direcção da India"
32 Clube: "Museu Cosme Damião... o sonho será concretizado em breve" + Opinião Luis Fialho + Breves
 

dezembro 24, 2012

Boas Festas



A administração do Blog Catedral Encarnada deseja boas festas e um feliz 2013 a todos os visitantes e amigos.

Saudações Gloriosas

dezembro 21, 2012

Contra a Corrente _ Leonor Pinhão




O presidente do Sporting deu uma extensa entrevista num programa desportivo da RTP e, entre muitas coisas, disse que ao contrário de «outros que entraram e saíram», o Sporting «sempre esteve na Europa». 


Sobre a verosimilhança das coisas que disse sobre o Sporting opinarão os sportinguistas e entre médicos e engenheiros alguém terá razão. 

Sobre as coisas que disse sobre o Benfica, sentem-se os benfiquistas no direito de opinar. E assim ao contrário do que disse Godinho Lopes esta noite, na RTP; o Sporting não «esteve sempre» ou «sempre esteve» na Europa. 

Na época de 1975/1976, o Sporting classificou-se em 5º lugar e o vencedor da Taça de Portugal foi o Boavista. Na época seguinte, 1976/1977, o Sporting ficou fora das competições europeias. 

São coisas que acontecem e já aconteceram a todos, exatamente a todos. 

É estranho que o presidente do Sporting conheça melhor a história do Benfica do que a história do seu clube, pelo menos para o que lhe dê jeito. E mentir nunca dá jeito a ninguém. Apesar deste deslize no compromisso com a verdade de Godinho Lopes continuo a considerar que, no final do jogo de Alvalade, na semana passada, o presidente do Benfica não deveria ter chamado o que chamou ao presidente do Sporting. 
 

dezembro 20, 2012

Taça da Liga Olhanense - SLBenfica, 1-2


Olhanense - SLBenfica, 1-2: Triunfo com... naturalidade

O Benfica entrou da melhor forma na 6.ª edição da Taça da Liga, vencendo, por 1-2, na deslocação a Olhão. Rodrigo e Lima fizeram os golos de um jogo bem “durinho” e que, face a um Olhanense ultradefensivo, os “encarnados” tiveram o condão de descomplicar.

Foi com várias alterações no onze inicial que o Sport Lisboa e Benfica subiu ao relvado do Estádio José Arcanjo. Frente a um Olhanense a ultrapassar algumas dificuldades (12.º lugar da geral no Nacional) e que aposta muito da época nesta prova, Jorge Jesus optou por uma equipa renovada num misto de experiência e jovens oriundos da Equipa B, estes últimos a terem aqui uma oportunidade privilegiada de mostrar serviço ao técnico.

Apito inicial e jogada fulminante dos da casa, naquela que seria a oportunidade de golo mais flagrante dos visitados. Valeu Paulo Lopes.

O Benfica respondeu e pegou no jogo (como se exigia), com as oportunidades a sucederem-se, destacando-se aqui o poderoso remate de Rodrigo (4´), de primeira, depois de jogada de excelente entendimento colectivo.

A partir dos 15 minutos a partida endureceu, com a equipa orientada por Sérgio Conceição a usar e abusar do jogo à margem das leis, com entradas duras, agarrões, obstruções, na sua grande maioria nem sequer sancionadas por Paulo Baptista. Exemplo crasso, aos 15’, uma obstrução clara sobre Enzo Perez no coração da pequena área, ou seja, grande penalidade não assinalada pelo juiz de Portalegre.

Posto isto, e dadas as características da partida e a postura díspar de ambas as formações, jogo duro, muito disputado, mas pouco interessante até ao intervalo, onde o nulo subsistia.

Massacre “encarnado” repôs justiça

Reinício… e golo do Olhanense. Contra-ataque, Paulo Lopes sai bem da baliza, contudo, a bola sobra para Evandro Brandão que, face à passividade da defesa “encarnada”, remata para o primeiro golo da noite.

Reacção imediata de Jorge Jesus, com as entradas de Salvio e Lima. Reacção de Sérgio Conceição? Em vantagem, descer por completo os sectores, com onze atrás da linha da bola.

A partir daqui foi um autêntico massacre… os minutos corriam e as oportunidades sucediam-se enquanto se aguardava a qualquer momento a chegada do golo benfiquista. E foi preciso esperar até ao minuto 69’, com Rodrigo, assistido por Jardel, a repor a igualdade. Aos 87’, com naturalidade, chegou finalmente o golo da justiça, com Lima – assistido por Salvio – a fazer o 1-2 com que terminou a partida.

A próxima jornada da Taça da Liga, a 2.ª, disputa-se no próximo dia 30 de Dezembro, com o Benfica a deslocar-se até Moreira de Cónegos, naquele que será o último desafio do ano 2012. A 3.ª fase desta prova fecha-se em Janeiro (data a confirmar), com os “encarnados” a receberem a Académica de Coimbra.

O objectivo é claro e, no fundo, o de sempre: depois de vencer as últimas quatro edições da prova, o Benfica quer trazer para as vitrinas da Luz mais um troféu. Que venha a quinta!

Nota final para um Paulo Baptista ao seu nível habitual… fraco, fraquinho!

O Benfica alinhou com a seguinte equipa frente ao Olhanense: Paulo Lopes; André Almeida, Sidnei, Jardel e Luisinho; Enzo Perez, André Gomes (Salvio, 55’), Gaitán, Bruno César (Lima, 54’) e Nolito (Ola John, 74’); Rodrigo.

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

dezembro 15, 2012

SLBenfica – Marítimo, 4-1


SLBenfica – Marítimo, 4-1: Avançar isolado com pontaria afinada 

A equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica isolou-se, este sábado, na liderança da classificação ao vencer o Marítimo por 4-1, com três golos de Cardozo e um de Rodrigo, em jogo da 12.ª jornada do Campeonato Nacional.

Em equipa que ganha não se mexe e Jorge Jesus repetiu, nesta partida, o onze utilizado ante o Sporting e que redundou num triunfo por 1-3.

Este jogo começou e terminou com sentido único com o Benfica a ser a única equipa a querer ganhar, e o Marítimo a actuar na expectativa com uma postura defensiva e a espreitar o contra-ataque. A jogarem fechados, as “águias” tiveram a primeira oportunidade à passagem do minuto 14 por intermédio de Salvio que, isolado frente ao guardião maritimista, entregou-lhe o esférico após passe de Garay.

Três minutos volvidos, Cardozo centrou e Lima disse “sim” com um cabeceamento que obrigou Ricardo a defesa apertada. O brasileiro quis corresponder com a gentileza e assistiu Cardozo, mas este disparou ao lado (23´).

O Benfica somava oportunidades perdidas e os insulares, na única vez que foram à baliza “encarnada” na primeira parte, marcaram. Livre, confusão na área, e Rodrigo António atirou a contar (25´).

A perder, a turma da casa foi atrás do prejuízo e aos 32 minutos, Cardozo tem uma perdida incrível! André Gomes fez um passe fantástico que isolou o paraguaio, mas este só com Ricardo pela frente permitiu a defesa. O golo do empate adivinhava-se e surgiu um minuto depois.

Ola John centrou, Salvio assistiu Cardozo de cabeça e o camisola 7 não enjeitou. Estava feito o empate e o primeiro tento de um jogador do Benfica com a nova bola, a “Cafusa”. Ainda antes do intervalo, Matic fez um passe milimétrico para Salvo. O argentino rematou, mas a defensiva madeirense afastou quando a bola ia para a baliza deserta.

A etapa complementar começou com um remate perigoso de cabeça de Lima após centro de Ola John e o Benfica não sossegou enquanto não se viu em vantagem e “não há fome que não dê em fartura”. Aos 64´, as “águias” beneficiaram de um penálti após mão na bola de Roberge na área que Cardozo concretizou (66´). Dois minutos depois estava feito o “hat-trick” do paraguaio que aproveitou bem uma bola solta na área após jogada de insistência de Lima.

O jogo estava decidido, mas Rodrigo quis deixar a sua conta. Poucos segundos depois de ter entrado, recebeu a assistência de Melgarejo e rematou a contar (87´), mas uma palavra para mais um passe de antologia de Matic no início da jogada.

Este triunfo permite ao Benfica isolar-se na tabela classificativa com 32 pontos em vésperas de se deslocar ao reduto do Olhanense em jogo da 1.ª jornada da Taça da Liga.

O Sport Lisboa e Benfica actuou com o seguinte onze: Artur; Maxi Pereira, Jardel, Garay e Melgarejo; Matic, Salvio, André Gomes (Enzo Perez, 46´) e Ola John (Gaitán, 83´); Lima e Cardozo (Rodrigo, 86´).

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica


 


dezembro 14, 2012

RIP Rui Monteiro



É com tristeza e pesar que coloco este post.
Hoje a família Benfiquista e a comunidade Marinhense ficou mais pobre, com a partida inesperada do Rui Monteiro.

O blog Catedral Encarnada endereça á família os sentidos pêsames.

                                             Até Sempre

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3581


Destaques 


Principais títulos 
 
4º aniversário da Benfica Tv: "Sonho que se expande" (Pág.25)

 Títulos




2 Síntese+Mário Seixas recebeu anel de Platina:"Sempre fui do Benfica e hei-de ser"
3 Sorteio da Liga Europa
4 Crónica Sporting-Benfica: "Demonstração de classe dá liderança"
5 Análise à jornada: "Na moda do golo" + Opinião Arons de Carvalho
7 Antevisão Benfica-Maritimo: "Atacar nova vitória" + Opinião João Malheiro
9 Equipa B: "Voltar às vitórias" + Opinião Pedro Ferreira
11 Juniores: "Liderança no horizonte" + Multimedia
12 Juvenis: "Cair na Real"
13 Iniciados: "Goleada antes do dérbi"
15 Opinião Pragal Colaço: "As contas do 1º trimestre dos 3 grandes (cont.)"
16/17 
Fundação Benfica: "Crianças foram ver Gospel" + Opinião Jorge Miranda
18 Râguebi Feminino: "Invictas" + Wellness Center: "Maratona de Step" + Pesca: "Virginia é reforço" + Bilhar: "Sorteio da Taça"
19 Atletismo: "Jovem velocista é reforço" + Breves Atletismo
20 Voleibol: "Fechar com chave-de-ouro"
21 Basquetebol: "é tudo uma questão de Física"
22 Futsal: "Manter o rumo"
23 Hóquei em Patins: "Liderança inter(nacional)"
24 Andebol: "Clássico lisboeta na Luz" + Taça de Portugal: "Confirmar favoritismo"
25 4º Aniversário Benfica TV: "Sonho que se expande"
26/27 Zona de Decisão - Ricardo Palacin: "A Benfica TV é canal pioneiro!"
28 Domingos Soares de Oliveira convicto: "Cada vez mais orgulho"
29 70 anos de edição Jornal "O Benfica" + Clube - 55 anos de Orfeão: "Devoção e amor ao Clube"
30 Tome nota + Programação Benfica Tv
31 Opinião Afonso de Melo: "8+10= 18 em 180"
32 Equipa B: "Leandro Pimenta renovou" + Opinião Luis Fialho + Breves

dezembro 13, 2012

Parabéns Capitão Ricardo Gomes



Antigo central comemora 48 anos

 
Ricardo Gomes emocionado com surpresa de Luís Filipe Vieira

Ricardo Gomes, antigo jogador do Sport Lisboa e Benfica, celebrou esta quinta-feira, dia 13 de Dezembro, 48 anos de vida. Em declarações à Benfica TV, o actual director-desportivo do Vasco da Gama revelou que recentemente foi surpreendido com uma prenda do presidente do Clube da Luz, Luís Filipe Vieira.

O líder “encarnado” fez chegar uma cópia do episódio Vitórias & Património dedicado a si e Ricardo Gomes recordou o apoio dado por Luís Filipe Vieira. “Foi um verdadeiro presente de aniversário, vi amigos antigos nesse documentário e foi realmente emocionante. Além disso, Luís Filipe Vieira visitou-me quando estive hospitalizado e foi muito carinhoso, só tenho de agradecer”, afirmou.

Em dia de aniversário, o antigo capitão revelou que o seu estado de saúde está a melhorar. “Estou a passar o meu aniversário com o carinho da família e também dos meus amigos. Estou na fase final da recuperação, não estou completamente bom, mas já voltei a trabalhar e julgo que irei melhorar durante o próximo ano”, disse Ricardo Gomes, que vive cada vez mais o dia-a-dia: “O futuro a Deus pertence e não tenho grandes planos.”

No que respeita ao Benfica, o próximo adversário do Campeonato Nacional é o Marítimo. Instado a recordar os jogos que fez frente à formação madeirense, Ricardo Gomes referiu que “o Marítimo não foge das características de uma equipa do futebol português”, lembrando que “em Portugal dificilmente se tem um jogo fácil”.

O ex-jogador deixou ainda elogios ao conjunto comandado por Jorge Jesus. “Os jogadores do Benfica não precisam de conselhos para o jogo com o Marítimo. O Benfica tem uma grande equipa e um grande treinador”, disse à Benfica TV.

Contra a Corrente _ Leonor Pinhão


Mas isto agora é futsal? Assim não vale. Mais um ano, mais um campeonato e mais uma vez as regras não são iguais para todos.

Então o FC Porto pode jogar com um guarda-redes-avançado? Refiro-me ao Alex Sandro, o guarda-redes-avançado evidentemente. E ao Vasco Santos, evidentemente, essa promessa da arbitragem nacional que vai a internacional não tarda nada, o último a permitir que o Alex Sandro, na sua área, possa meter a mão à bola.

E está feito, segue o baile e apita o comboio e todos para os Aliados a apitar como o costume.

No fim do derby, o presidente do Benfica mencionou o assunto sem referir nomes. Foi para isso que foi eleito, para defender o Benfica.

No dia seguinte, oficial ou oficiosamente, chegou um protesto vindo do Dragão. «O Benfica está a preparar os árbitros», disse Rodolfo Reis.

O que é isso de «preparar os árbitros», Rodolfo Reis? Será que está a insinuar que o presidente do Benfica recebe os árbitros em casa e lhes dá chá e bolinhos e conselhos matrimoniais?

E estando perto o Natal, que mal teria esse género de convívio?

Jogando o que joga com os jogadores que tem, a questão é que o FC Porto de Vítor Pereira, esse grande treinador, vem de três jogos consecutivos a beneficiar de erros de avaliação na sua área de rigor. E segue para bingo.

Todos sabemos que os árbitros erram, tal como os jogadores e têm direito a errar porque não são máquinas (por enquanto). Mas quando são sempre os mesmos os beneficiados e de rajada é normal que os rivais protestem.

Até o Sir Alex Ferguson, que é cavaleiro da Rainha de Inglaterra, protestou um bocadinho e em inglês (o que faz logo toda a diferença) por causa dos penalties por conta do rival City e não pode o presidente do Benfica protestar, em português, com os penalties por marcar em Portugal à conta de Xistra, Benquerença & Companhia?

Quanto a «preparar os árbitros», cada um fala do que sabe. E se felizes são os emblemas que ganham títulos como quem vai às compras à loja de conveniência - Sir Alex Ferguson dixit - cabe, por lei, aos infelizes que não têm a mesma sorte lutar contra esse abuso de facilidades.

E que viva a liberdade de expressão. E que viva também o cinema português. - Vamos embora que isto foi tudo uma grande aldrabice! - já dizia o António Silva no Pátio das Cantigas. Referia-se a Calabote, claro está. (…) 

dezembro 11, 2012

Miccoli - Não esquece o SLBenfica


«Tenho o Benfica no coração» - Miccoli

Fabrizio Miccoli deixou o Benfica em 2007, mas continua a recordar com carinho as duas épocas em que jogou de águia ao peito.

«Depois do Palermo, é o clube que mais alegrias me deu. Tive a oportunidade de jogar na Liga dos Campeões, venci muitos jogos e marquei muitos golos, ao lado de jogadores como Rui Costa, Nuno Gomes e Simão. Tenho o clube no coração e vou torcer por ele para sempre», afirmou o avançado italiano, de 33 anos, em declarações à Italia 2.  


Fonte: Abola

dezembro 10, 2012

Sporting – SLBenfica, 1-3


Sporting – Benfica, 1-3: Pura classe…

O Benfica deu esta segunda-feira, dia 10 de Dezembro, uma autêntica demonstração de classe na deslocação a Alvalade, onde assumiu, assim, a liderança do Campeonato Nacional, ao vencer o Sporting por 1-3.

Com Luisão e Enzo Perez a não recuperarem das suas lesões, Jorge Jesus chamou Jardel para fazer companhia a Garay no centro da defesa, enquanto, André Gomes voltou a preencher o lugar de número oito no meio-campo, tal como em Barcelona. Salvio, por seu lado, surgiu como novidade na ala direita “encarnada”.

Os primeiros dez minutos foram dominados territorialmente pela equipa comandada por Jorge Jesus, parecendo que estava a jogar em casa. O adversário, ciente da superioridade teórica do Benfica, entrou com uma atitude competitiva muito elevada, apostando essencialmente em saídas rápidas para o ataque. Apesar de não ter incomodado praticamente a baliza de Artur Moraes, a verdade é que se colocou em vantagem aos 30 minutos, através de um remate de Wolfswinkel.

O Benfica intensificou o seu futebol mais elaborado – 57% posse de bola ao intervalo – e as oportunidades de golo começaram a surgir de forma clara. Lima, aos 33 minutos, deu o primeiro sinal de perigo.

O outro avançado da equipa, Óscar Cardozo, surgiu também em cena e esteve muito perto de facturar num remate disferido aos 39 minutos. Rui Patrício negou o golo ao paraguaio com uma defesa junto ao relvado. Antes do intervalo, aos 42’, Cardozo também podia ter marcado num cabeceamento.

E que dizer do segundo tempo do Sport Lisboa e Benfica? Entrada muito forte, com a equipa a estar mais incisiva no objectivo de chegar à baliza contrária.

Reviravolta com selo de Cardozo
Depois de Lima ter ameaçado aos 51 minutos, o Benfica chegou finalmente à igualdade. Após um cruzamento de Ola John, Cardozo surgiu na área para cabecear com êxito, ainda que a bola tenha batido no jogador Rojo antes de entrar (57’). 

O Benfica prosseguiu com o seu assalto à baliza da equipa da casa, criando inúmeras oportunidades para marcar, tal como são os exemplos dos remates de Maxi Pereira (60’), Salvio (65’ e 78’), Garay (65’) e Ola John (70’).

O golo era uma questão de tempo e acabou por surgir através de uma grande penalidade. O holandês Boulahrouz substituiu o guarda-redes Rui Patrício e evitou o golo “encarnado” com uma defesa com o braço. O jogador contrário foi naturalmente expulso e Cardozo não perdoou na cobrança do castigo máximo (80’). Estava feito o 1-2!


Mas o Benfica não se ficou por aqui e consolidou a vantagem com um grande golo de cabeça de Cardozo (85’).

A equipa da Luz cumpriu, assim, a sua missão e somou mais três pontos na Liga.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Garay, Jardel e Melgarejo; Matic, André Gomes, Ola John (Gaitán, 81’) e Salvio (André Almeida, 87’); Cardozo (Rodrigo, 90’) e Lima.

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

dezembro 07, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3579


Destaques 


Principais títulos 
Biografia Luís Filipe Vieira: "Missão Benfica" (Pág.15)


Títulos

2 Síntese+Assembleias Gerais da SAD:"Domingos Soares Oliveira salientou lucro de 24,2 M€"
3 Actualidade: "Ainda sonhámos..." + Opinião Arons de Carvalho
4 Crónica Champions: "Despedida de pé em Camp Nou"
5 Análise à Champions: "A ambição continua" + Opinião João Malheiro
7 Antevisão Sporting-Benfica: "Muito em jogo em Alvalade"
9 Rodrigo em Entrevista ao jornal "A Bola": "Tenho sorte de trabalhar com grandes jogadores"
11 Opinião Pragal Colaço: "As contas do 1º trimestre dos três grandes"
12 Clube: "Benfica assina protocolo com FMH"
13 Clube: "Faça parte da nossa família" + Opinião Pedro Ferreira
15 Biografia de Luís Filipe Vieira: "Missão Benfica"
16/17 Missão Benfica: "O Benfica são as pessoas e é para elas que trabalho"
18/19 Benfica B: "Águia voa até Arouca" + Juniores: "Teste no Sado"
20/21  Juvenis: "João Lima decidiu" + Iniciados: "Oeiras ainda tentou" + Iniciação: "Miúdos de luxo"
22 Boxe: "Bruno Torres é campeão" + Râguebi: "Nos 1/4 final" + Pool: "Sara Rocha vitoriosa" + Ténis de Mesa: "Boas vitórias"
23 Basquetebol: "Mais uma exibição de gala"
24 Andebol: "Manter a liderança" + Taça EHF: "Despedida honrosa"
25 Futsal: "Próxima estação... Minho"
26 Hóquei em Patins: "Estamos no caminho certo"
27 Atletismo: "Em nome da tradição" + Jornal "O Benfica" - 70 anos
28 Voleibol: "Líder tem novo teste"
29 Zona de Decisão - Nuno Goulart: "Não seria capaz de viver sem o Benfica" + Multimedia
30 Tome nota + Programação Benfica Tv
31 Opinião Afonso de Melo: "Aquela tarde em Belém do Pará na qual Lagardére não largou Pelé"
32 Benfica Olímpico: "Célio Dias é reforço no judo" + Opinião Luis Fialho + Breves

 

dezembro 06, 2012

Contra a Corrente _ Leonor Pinhão





Publicados no estrangeiro, numa lista qualquer, os vencimentos de Jorge Jesus foram um dos temas em destaque na última semana. 

A dita lista parece ser fidedigna e da parte do Benfica e de Jorge Jesus não se ouviu um pio, o que me apraz registar porque é sinal de classe. De classe e de bem-estar que é o que mais se deseja. 

A notícia não provocou qualquer espécie de comoção entre a vasta nação benfiquista. Ou porque acham bem ou porque acham mal, a verdade é que entre benfiquistas os anunciados 4 milhões/ano de JJ não suscitaram discussões nem gritos de revolta. 

Já entre os nossos adversários a mesma notícia provocou precisamente o efeito contrário. Houve comoção, manifestações de protesto e outros sintomas do mesmo género, sempre em nome do bom senso financeiro e da bela conveniência de uma gestão equilibrada. 

Sem querer magoar ninguém, penso que há grande hipocrisia nestes tão gritados sentimentos de repúdio nutridos pelos nossos rivais em função do valor dos vencimentos do treinador do Benfica. 

Eles não estão, não podem estar minimamente preocupados com o equilíbrio financeiro do Benfica. Que sentido faria desejar a saúde do rival? 

Eles estão apenas aborrecidos porque, perante a expressão dos números divulgados, concluíram que só muito dificilmente virá Jorge Jesus alguma vez a ser treinador dos seus respetivos clubes. E lá que gostavam, gostavam.» 
 
Desviado do Planeta Benfica

dezembro 02, 2012

9ª Jorn. Hoquei Patins Turquel – SLBenfica, 6-7



Turquel – SLBenfica, 6-7: Reviravolta memorável para a liderança!


A equipa de Hóquei em Patins alcançou este sábado, dia 1 de Dezembro, um triunfo complicado, mas muito importante no recinto do HC Turquel, por 6-7. Com esta vitória, os Campeões Nacionais assumiram a liderança isolada do Campeonato Nacional da modalidade.

O adversário foi mais certeiro no primeiro tempo e foi, assim, para o intervalo a vencer, por 5-2. Carlos López e Diogo Rafael apontaram os tentos benfiquistas.


Luís Viana reduziu através de uma grande penalidade no início do segundo tempo, mas a formação da casa voltou a colocar a diferença em três golos. Assistiu-se depois a uma grande recuperação por parte do conjunto orientado por Luís Sénica, com Tuco, Carlos López, de livre directo, Cacau e Luís Viana a rubricarem os tentos.

Com esta vitória na 9.ª jornada, o Benfica comanda a classificação com 22 pontos.

dezembro 01, 2012

Campeonato entre os 4 candidatos.

http://influenciaarbitral.blogspot.pt/
(clicar para ver os dados detalhados)

Este trabalho foi elaborado para quantificar as decisões arbitrais relevantes no desempenho desportivo dos quatro candidatos ao título. Existem duas grandes decisões arbitrais que influenciam directamente o marcador final e o rendimento desportivo que são:
  • O PENALTI decisivo - Sempre que o último golo marcado ou sofrido por uma equipa resulte directamente duma decisão arbitral (marcação de um penalti), esses pontos acrescentados por esse golo são definidos como pontos obtidos com influência arbitral.
  • EXPULSÕES - Que alteram a capacidade competitiva das equipas, beneficiando uma delas que passa a jogar em superioridade numérica aumentando as probabilidades de melhorar o seu rendimento desportivo após essa decisão arbitral. Os pontos conquistados 11 contra 11 são objetivamente sem influência arbitral, enquanto que os pontos acrescentados ou perdidos após a expulsão são considerados com influência arbitral.