abril 29, 2013

Marítimo - SLBenfica, 1-2


Marítimo - SLBenfica, 1-2: Uma peróla de vitória!
Foi com pragmatismo, convicção e sofrimento q.b. que o Sport Lisboa e Benfica trouxe da Pérola do Atlântico mais uma decisiva vitória rumo ao grande objectivo da época: a conquista do título. Lima e Igor Rossi (pb) marcaram os golos benfiquistas de uma partida que, longe de ser espectacular, cumpriu o desejado. Aguenta coração…

Jorge Jesus tinha-o dito na Conferência de Imprensa de antevisão à partida: “O Marítimo será difícil… mas estamos confiantes”. E confiança foi mesmo a palavra de ordem, uma confiança plena de humildade e raça… como se quer num Benfica conquistador.

Desde que aterrou na Madeira, onde era esperada e foi saudada por largas centenas de benfiquistas, a equipa “encarnada” contou com o apoio da onda vermelha, uma onda que se arrasta, motiva, uma onda que se aglutina e cresce.

O que dizer das bancadas do Caldeirão dos Barreiros? Bancadas vestidas de vermelho rubro, de crença e fé, adjectivos que rapidamente galgaram metros e invadiram o relvado (em péssimo estado!) contagiando os jogadores…

Por tudo isto, e por muito, muito mais… entrada personalizada, “à Benfica”! E essa postura rapidamente deu frutos: aos 4’, Márcio Rozário só encontrou uma forma de parar Lima e o árbitro, Manuel Mota, prontamente apontou para a marca de grande penalidade. Na conversão, o brasileiro não se fez rogado e inaugurou o marcador nos Barreiros.

Na resposta, falta de Matic e, na conversão, bola no poste da baliza à guarda de Artur… a sorte protege os audazes!

Benfica em vantagem muito cedo na partida… bola lá bola cá, com ambas as formações a deixarem a emoção falar mais alto e a encontrarem nítidas dificuldades em pensar o jogo. Os “encarnados” que, com mais três pontos, mantinham-se firmes rumo ao 33.º título; o Marítimo que, à partida para este desafio se encontrava no 7.º posto, e que dava o tudo por tudo na luta por um lugar europeu.

Consequências? Fraco espectáculo, numa primeira metade sem grande brilho e com poucas oportunidades, no entanto, foi mesmo a equipa da casa quem puxou dos galões. Perante um Benfica demasiado expectante, a gerir uma vantagem curta, o Marítimo acabou mesmo por chegar ao empate, fruto de uma maior pressão. Aos 41’, cruzamento largo a atravessar toda a área, perante uma defensiva meio adormecida e Maxi Pereira agarrado e impedido de disputar o lance, onde aparece Igor a voar de cabeça para o 1-1.

É disto que se fazem os campeões!

Reinício da partida e mais Benfica, muito, muito mais Benfica, com o Marítimo a claramente recuar as linhas. Primeiro, contra-ataque rapidíssimo, Rodrigo, na cara de Salin, remata ao lado; aos 52’, remate poderoso de Lima, bola na trave; aos 54’, bola no poste… Lima.

Com meia hora para jogar Jorge Jesus mexe na estrutura e coloca Cardozo, abdicando de Ola John. O Benfica pegou no jogo definitivamente, com o Marítimo, a espaços, a tentar espreitar o contra-golpe.

O Benfica carrega, carregava e, aos 71’, justiça! Salvio vai à linha, cruza e Igor Rossi, desta feita na própria baliza, a fazer o 2-1 para os “encarnados”.

Sai Rodrigo, entra Carlos Martins, com o Benfica a ganhar aqui maior poder de fogo e raça no meio do terreno. Mais Benfica, muito mais Benfica, com a emoção a permanecer até ao fim, face a um Marítimo que nunca deitou a toalha ao chão.

Até ao apito final, humildade, entrega, capacidade de sofrimento e entreajuda… predicados essenciais a um Benfica que se quer Campeão! Nós acreditamos…

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay, André Almeida; Matic, Enzo Perez, Salvio, Ola John (59’, Cardozo); Lima (90’, Roderick Miranda) e Rodrigo (75’, Carlos Martins).
Texto: Sónia Antunes
Fotos: Arquivo / SL Benfica

abril 27, 2013

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3600


Destaques

Especial 25 de Abril: "Um Benfica plural" (Pág.15)


Títulos 

2 Síntese+ Editorial: "Benfica! Benfica! Benfica!"
3 Competições: "Um milhão à vista!" + Opinião Arons de Carvalho
4 Crónica Benfica-Sporting: "Obras de arte decidem"
5 Análise à Jornada: "Final countdown"
6 Campeonato Nacional: "Dérbi de emoções"
7 Antevisão Maritimo-Benfica: "Vencer será uma pérola" + Opinião João Malheiro
9 Antevisão Liga Europa: "Rumo à final" + Opinião Pedro Ferreira
11 Equipa B: "Atingir o quarto lugar"
12/13 Juniores: "Garantida a liderança" + Juvenis: "Venha daí a fase final" + Iniciados: "Dar a volta"
15 Especial 25 de Abril: "Um Benfica plural"
16/17  Especial 25 de Abril: "Exemplos do passado que nos orgulham e guiam"
19 Opinião Pragal Colaço: "A noite, o dia, o Fenerbahçe"
20 Basquetebol: "Meias-finais a um triunfo"
21 Voleibol: "Vencer e ser campeão"
22 Triatlo: "João Silva: no topo do Mundo"
23 Hóquei em Patins: "Obrigatório vencer!" + Modalidades: "Golfe e Ténis de Mesa"
24 Andebol: "Na Maia para vencer"
25 Futsal: "Deslocação a Braga nos quartos"
26 Ginástica: "Presenças com brio e Mística"
27 Fundação Benfica: "O dia mais feliz da minha vida" + Opinião jorge Miranda
29 Zona de Decisão - Sérgio Azevedo: "Gostava de ser campeão no Dragão" + Coluna 70 anos Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + BTV
31 Opinião Afonso Melo: "Nesse Brasil que canta e é feliz..."
32 Apresentação briografia de Fialho Gouveia: "O Benfica era uma das paixões da vida dele" + Opinião Luis Fialho + Breves
 

abril 23, 2013

“Miss Benfica” de Março II


Patrícia Pires arrasou nos palcos da Luz! (com vídeo)
Patrícia Pires foi a mais recente vencedora do passatempo “Mis Benfica”. A jovem de 20 anos foi uma das duas mais votadas do mês de Março e como prémio teve direito a um dia inesquecível na Catedral!


abril 21, 2013

SLBenfica – Sporting, 2-0



SLBenfica – Sporting, 2-0: Duas obras de arte dão mais um triunfo!

A equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica recebeu e venceu, este domingo, o Sporting, por 2-0. Esta foi uma etapa superada com duas autênticas obras de arte, com Salvio e Lima a serem os finalizadores de serviço.

Dérbi é sempre um dérbi e os primeiros minutos confirmaram isso mesmo, com o equilíbrio a ser a nota dominante. O Benfica soltou-se a um pouco e pouco e o adversário começou a sentir mais problemas em termos defensivos, com Lima a tentar a sua sorte aos 15 minutos. Um cabeceamento de Matic, aos 22’, foi primeiro sinal de perigo mais claro.

A equipa comandada pelo técnico Jorge Jesus começava a entrar no seu melhor período na primeira parte. Num pontapé que levava o selo de golo, Salvio viu um jogador contrário desviar a bola por cima da barra da baliza de Rui Patrício (27’). A história foi bem diferente aos 35’, altura em que Gaitán escapou pelo lado esquerdo e cruzou para o remate certeiro de Salvio (35’).


O domínio benfiquista acentuou-se e Luisão quase viu um cabeceamento dar em golo (43’).

Sabendo que por vezes é necessário ser pragmático, o Benfica controlou os tempos do jogo para depois retirar os devidos proveitos. Após um lance confuso na área contrária (59’), o Benfica voltou à carga num cabeceamento perigoso de Luisão (73’).
Acrobacia dá 2-0
Sentia-se que o golo podia ser uma questão de tempo, neste caso foi uma questão de apenas um minuto. Numa jogada superiormente construída por Gaitán e após combinação com Salvio, o número 20 centrou para a área onde apareceu Lima a rematar de forma acrobática no ar (74’). Um golo absolutamente tremendo!

Com uma vantagem de dois golos, o Benfica controlou os minutos finais e conquistou, assim, mais um triunfo na presente edição da Liga Portuguesa. Desta forma, a equipa da Luz mantém quatro pontos de vantagem em relação ao segundo classificado, após a realização da 26.ª jornada da Liga.

A próxima etapa será dentro de uma semana e um dia diante do Marítimo.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão (Jardel, 90’), Garay e Melgarejo; Matic, Enzo Perez, Salvio e Gaitán (André Gomes, 80’); Cardozo (Ola John, 69’) e Lima.


Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Sara Nunes / SL Benfica

abril 20, 2013

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3599



Destaques

Basquetebol - entrevista Lace Dunn: "Somos uma família" (Pág. 22)

Títulos

2/3 Síntese+ Inauguração da Casa do Benfica em Paris: "Jogar em França é jogar em casa"
4 Liga Europa: "Voltar a fazer história"
5 Antevisão Liga Europa: "Próxima parage,: Istambul" + Opinião Arons de Carvalho
5 Análise à Jornada: "Emoção para durar"
7 Antevisão Benfica-Sporting: "Este dérbi é uma final"
8 Crónica Taça de Portugal: "Dia 26... estamos no Jamor!" + Opinião Pedro Ferreira
9 Análise à Taça de Portugal: "Quase perfeito" + Opinião Pedro Ferreira"
11 Equipa B: "Ida à Madeira" + Opinião João Malheiro
12 Juniores: "Sair líder do dérbi" + Juvenis: "Garantir apuramento"
13 Iniciados: "Temos de vencer" + Iniciação: "Infantis Campeões"
15 Atletismo - 8ª Corrida Benfica: "A prova foi um sucesso"
16/17  Atletismo - 8ª Corrida Benfica: "Os pódios foram pintados de encarnado"
19 Opinião Pragal Colaço: "Financiamento"
20 Judo: "Vou lutar pelo pódio" + Canoagem + Triatlo
21 Andebol: "Líder isolado mora na Luz"
22 Basquetebol - entrevista Lace Dunn: "Somos uma família"
23 Basquetebol: "Play-off arranca em casa"
24 Futsal: "Há dérbi na Luz!"
25 Voleibol: "Agora venha o play-off"
26 Luta greco-romana: "Sete campeões nacionais" + Râguebi Feminino + Golfe + Ténis de Mesa: "Liderança consolidada"
27 Hóquei em Patins: "Á conquista da Europa" + Benfica Multimédia
28/29 Zona de Decisão - Abel Xavier: "Priviligiado é o jogador que passa pelo Benfica e ganha" + Coluna 70 anos Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + BTV
31 Opinião Afonso Melo: "águias vermelhas caçam Canários Amarelos"
32 Futebol e Modalidades: "Fim-de-semana à Benfica" + Opinião Luis Fialho + Breves

abril 19, 2013

Juntos somos mais fortes



Adeptos do SL Benfica iluminam caminho até final (com vídeo)

Adeptos e sócios do Sport Lisboa e Benfica revelaram, esta sexta-feira, um vídeo de apoio ao Clube da Luz.

Faltam (até ao momento, podem vir a ser mais) oito “finais” até ao final da temporada 2012/13 e o Benfica está bem encaminhado para fazer uma época de sonho, visto estar na luta em três competições (Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Liga Europa).

Juntos somos mais fortes no rumo da vitória!



abril 12, 2013

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3598


Destaques

Andebol - entrevista José Costa: "Temos um grupo muito unido" (Pág.21)

Títulos 

2 Síntese+ Clube - Homenagem a Luciano: "Recordar um campeão"
3 Tempo Corrido - Paulo Olavo Cunha: "Temos uma equipa magnífica" + Futebol - Gaspar Ramos: "O plantel é de grande qualidade" + Opinião Arons de Carvalho
4 Crónica Olhanense-Benfica: "Venha a próxima final"
5 Análise à Jornada: "Emoção para durar"
7 Antevisão Taça de Portugal: "Paços largos para a final" + Opinião João Malheiro
9 Antevisão Liga Europa: "Entre os quatro melhores" + Opinião Pedro Ferreira
10 Equipa B: "Há que manter o nível"
11 Juniores: "Tarefa difícil em Setúbal"
12 Juvenis: "Sete sem resposta..."
13 Iniciados: "Agora é mesmo a sério!"
15 Opinião Pragal Colaço : "A dívida"
16/17  Atletismo - 8ª Corrida Benfica: "Aperte os atacadores e venha correr na Luz"
18 Fundação: "O sonho do Bernardo Conceição"
19 Triatlo: "João Silva no pódio" + Canoagem: "Campeã Nacional - Joana Vasconcelos"
20 Andebol: "Vamos ao clássico""
21 Andebol - entrevista José Costa: "Temos um grupo muito unido"
22 Hóquei em Patins: "Foi preciso suar muito"
23 Futsal: "Novo teste no Fundão" + Coluna Multimédia
25 Voleibol: "Terminar em beleza"
26 Basquetebol: "Ovarense no fecho da Fase Regular"
27 Ginástica: "Novos campeões de Karaté" + Luta greco-romana + Ténis de Mesa:"SLB vence Leões Porto Salvo"
28 Clube - Miss Benfica: "Encantou na Catedral"
29 Zona de Decisão - Vitor Serpa: "Benfica é uma marca fortíssima" + 70 anos de edição do Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + BTV
31 Opinião Afonso Melo: "Pesadelo Eusébio e as coisas desaparecidas"
32 Workshop: "Benfica TV elogiada" + Opinião Luis Fialho + Breves



Quartos-de-final da Liga Europa Newcastle – SLBenfica, 1-1


Newcastle – SLBenfica, 1-1: Sabor a vitória e carimbo para as “meias”

A equipa de Futebol do Sport Lisboa e Benfica disputou, esta quinta-feira, em St. James Park, o jogo da 2.ª mão dos quartos-de-final da Liga Europa, onde empatou a uma bola e carimbou a passagem para as meias-finais da Liga Europa.

Apesar de trazer uma vantagem de dois golos, o Benfica começou mais ameaçador e aos três minutos, Lima esteve perto do golo. Jogada entre Salvio e André Almeida, com o último a centrar para Lima que, de calcanhar, quase surpreendeu Tim Krul.

De forma autoritária, o Benfica apossou-se do meio-campo do Newcastle e aos 4’, Melgarejo arrancou pelo seu corredor e tirou um centro-remate que obrigou o guardião holandês a estirada estupenda.

Passada a pressão inicial, o Newcastle tentou equilibrar a contenda, mas o conjunto português continuou a controlar as operações e aos 28’, Lima insistiu, tirou a bola ao guarda-redes, assistiu Gaitán que, com Tim Krul fora da baliza, atirou, mas um defesa dos ingleses cortou em cima da linha de golo. O jogo era de sentido único e aos 35 minutos, Ola John fugiu a Simpson pela esquerda, cruzou, mas Salvio, de cabeça, atirou muito perto do poste.

O intervalo chegou com sentido de injustiça sobre um Benfica atacante, controlador e, sobretudo, ameaçador.

A etapa complementar começou de forma mais equilibrada, com os “magpies” mais atrevidos, mas o Benfica nunca deixou de espreitar as saídas para o ataque com perigo. Aos 62’, uma jogada 100% argentina poderia ter dado golo. Salvio e Enzo Perez fizeram trocas de bola na direita, com o camisola 35 a assistir Gaitán que, na passada, atirou muito perto do poste.

Com um jogo sempre muito directo e um pouco atabalhoado, o golo do Newcastle teve de surgir de forma pouco ortodoxa. Desentendimento entre Matic e Garay, Ameobi aproveitou e serviu Cissé que atirou a contar.

Empolgados pelo golo, os “magpies” forçaram o 2-0 logo de seguida, mas o Benfica aguentou com maturidade e aos poucos voltou a subir no terreno e a acercar-se da baliza de Tim Krul, sempre com Gaitán como protagonista.

Ao cair do pano foi feita alguma justiça com o tento de Salvio. Rodrigo assistiu da esquerda e Salvio antecipou-se e bateu o guarda-redes holandês.

Este golo confirmou a passagem do Benfica para as meias-finais da Liga Europa, onde esta sexta-feira vai ficar a conhecer o adversário.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur; André Almeida, Garay, Luisão, Melgarejo; Matic, Enzo Perez, Salvio (Jardel, 90’+2), Ola John (Rodrigo, 76’), Gaitán e Lima (Cardozo, 71’).

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

abril 07, 2013

Olhanense – SLBenfica, 0-2


Olhanense – SLBenfica, 0-2: Triunfo da única equipa que fez por isso
A equipa principal do Sport Lisboa e Benfica disputou, este domingo, no estádio José Arcanjo, ante o Olhanense a 25.ª ronda do Campeonato Nacional. Em Olhão, os “encarnados” confirmaram a liderança na tabela classificativa, ao vencerem por 0-2, com tentos de Salvio e Matic.

Várias dúvidas assolavam para os lados da Luz, mas Matic, Salvio e Enzo Perez recuperaram e foram titulares. A surpresa verificou-se no lado esquerdo da defesa. Na ausência de Melgarejo por castigo, o lugar foi ocupado por André Almeida.

Num relvado impróprio para a prática de Futebol – inadmissível num jogo realizado no principal escalão – o Benfica entrou mais dominador, assumiu a posse de bola e o controlo das despesas da partida, remetendo a equipa da casa a contra-ataques.

À passagem do minuto sete, Salvio rematou de primeira para defesa de Bracali. O líder continuava a ameaçar e aos 14’, Rodrigo tem no seu pé esquerdo a possibilidade de inaugurar o marcador, mas permitiu a intervenção do guardião brasileiro. Destaque para a combinação entre Gaitán e o avançado hispano-brasileiro que antecedeu o disparo.

Aos 20 minutos, Maxi Pereira recuperou o esférico ainda na área algarvia, centrou, mas Lima, na pequena área, rematou por cima. Que perdida! O jogo era de sentido único e aos 24’, numa jogada de insistência, Rodrigo “descobriu” Salvio que rematou à meia volta, mas Bracali esticou-se e agarrou.

Com mais posse de bola e com o conjunto algarvio muito recuado no terreno, o Benfica teve de optar por um jogo de paciência para entrar na área, mas aos 40’, Lima arrancou no meio-campo, combinou com Maxi Pereira e rematou na passada, mas o guarda-redes do Olhanense desviou para canto.

O camisola 11 não foi muito eficaz na primeira metade e aos 45 minutos voltou a estar perto de ser feliz, mas atirou um tudo-nada ao lado da baliza.

Ao intervalo, o nulo penalizava a única equipa que procurou o golo. Dando razão a estas palavras, Salvio inaugurou o marcador no estádio José Arcanjo, aos 51 minutos, com um potente remate cruzado.

A perder, os pupilos à guarda de Manuel Cajuda continuaram extremamente defensivos e aos 64’ houve novo golo no Algarve. Combinação entre Enzo Perez e Lima, com o último a centrar. A bola desviou num jogador do Olhanense, sobrou para Matic que, de fora da área, rematou a contar.

Com 0-2 no “placard”, o Benfica começou a gerir os ritmos de jogo tendo a bola em seu poder e não permitindo quaisquer veleidades ao adversário. O tempo ia correndo e era cada vez mais uma certeza que os três pontos iam para a Luz.

Assim sendo, a turma da Luz passa a somar 67 pontos na classificação, onde ostenta o 1.º posto.

O Benfica começou o jogo com o seguinte onze: Artur Moraes; André Almeida, Luisão, Garay, Maxi Pereira; Matic, Enzo Perez, Salvio, Gaitán (Pablo Aimar, 84’), Lima (Cardozo, 78’) e Rodrigo (Ola John, 68’).

Texto: Marco Rebelo

abril 05, 2013

“Miss Benfica” de Março



Daniela Rocha encantou na Catedral! (com vídeo)

Depois de Stéfanie Santos foi a vez de Daniela Rocha. A benfiquista de 21 anos, natural de Ovar, subiu ao relvado do Estádio da Luz e encantou numa sessão fotográfica!

“Adoro fotografia e moda, e adoro também o Benfica, por isso, quando soube do concurso, resolvi logo participar, achei que era uma oportunidade de juntar o útil ao agradável”, começou por explicar a candidata.

Quanto à experiência, a jovem não tem dúvidas. “Adorei! Para mi, foi a melhor sessão fotográfica que fiz até hoje. Não dá para explicar, é muito bom mesmo poder conhecer as instalações do Benfica. Além disso, houve a oportunidade de dar a conhecer aos meus pais”, disse Daniela Rocha.

Uma oportunidade que fez questão de partilhar com a família, em especial com o pai, o grande impulsionador deste amor pelo Clube da Luz. “Inicialmente comecei a ser do Benfica pelo meu pai, a minha família é toda do FC Porto, mas ele incutiu-me a paixão pelo Benfica”, lembrou.

Sobre os requisitos necessários para se ser embaixadora da marca Benfica, Daniela Rocha garante: “Acima de tudo é preciso ter amor ao Clube, ter gosto pela fotografia, mas também o facto de nos empenharmos ao máximo na sessão faz com que a possibilidade aumente ao nível de resultado de produção”, disse.

Tal como Daniela Rocha, também tu podes vir conhecer por dentro o Estádio da Luz! Para isso só tens que enviar os teus dados para multimedia@slbenfica.pt.


Jornal " O Benfica " Edição Nº 3597



Destaques

Futsal - entrevista a João Pinto: "A Taça e o Campeonato são objectivos intactos"
(Pág.26)

Títulos

2 Síntese+ Olhanense-Benfica (Luisão): "Juntos somos mais fortes" + Javi Garci não esquece clube: "Os anos no Benfica são inesquecíveis"
3 Futebol: "Carrega Benfica" + Opinião Arons de Carvalho
4 Crónica Benfica-Rio Ave: "O grande festim pascal"
5 Análise à Jornada + Breves + Opinião Pedro Ferreira
7 Antevisão Olhanense- Benfica: "Não há duas sem... três?" + Opinião João Malheiro
9 Antevisão Liga Europa: "Ser feliz em St. James Park" + Opinião João Diogo
10 Equipa B: "Reviravolta no dérbi"
11 Juniores: "Resultado escasso" + Juvenis: "Finalmente volta o campeonato"
12 Iniciados: "Passaporte carimbado"
13 Iniciação - Torneio de Páscoa:"Novo título na Pontinha"
15 Opinião Pragal Colaço : "New(Castle) parte III"
16/17  Atletismo - Entrevista Ana Oliveira: "Já é uma das grandes bandeiras do Clube "
19 Fundação: "IRS solidário"
20 Benfica Olímpico - Atletas da vela (Miguel Nunes e Gonçalo Pires): "Estamos muito contentes por chegar ao Benfica"
21 Voleibol: "Ultrapassar com distinção"
22 Andebol: "Preparar as decisões" + "Álamo é o rei dos guarda-redes"
23 Basquetebol: "Galitos na Luz antes de Ovar"
24 Natação: "André Farinha campeão Nacional júnior" + Luta greco-romana + Xadrez + Ténis de Mesa
25 Hóquei em Patins: "Vamos a eles rapaziada!"
26 Futsal - Entrevista João Pinto: "A Taça e o Campeonato são objectivos intactos"
27 Futsal: "Trio de luxo na selecção" + Coluna Multimédia
28/29 Zona de Decisão - Fernando Chalana: "O Benfica tem uma equipa fantástica" + 70 anos de edição do Jornal "O Benfica"
30 Tome nota + BTV
31 Opinião Afonso Melo: "Em Cádis, com rabos e orelhas!"
32 Modalidades: "Acção nos Pavilhões" + Opinião Luis Fialho + Breves

abril 04, 2013

Quartos-de-final da Liga Europa SLBenfica – Newcastle, 3-1


SLBenfica – Newcastle, 3-1: Reacção dá vantagem importante

O Benfica recebeu e venceu, esta quinta-feira, o Newcastle por 3-1, na primeira-mão dos quartos-de-final da Liga Europa. Apesar de ter sofrido um golo algo cedo, a formação da Luz reagiu muito bem e deu a volta ao marcador no segundo tempo, alcançando uma vantagem importante para abordar a deslocação da próxima semana.
Naquele que foi o primeiro confronto entre as duas equipas, o treinador Jorge Jesus apresentou como principais novidades a inclusão de André Almeida no lado direito da defesa e de André Gomes no miolo do meio-campo. A frente de ataque ficou entregue, desta vez, a Rodrigo e Cardozo.

Os ingleses entraram em campo com as suas linhas muito subidas, não permitindo que os jogadores do Benfica tivessem muito tempo para pensar quando tinham a posse de bola. A equipa da Luz libertou-se dessa teia montada pelo conjunto visitante a partir dos cinco minutos, com André Gomes a tentar o primeiro remate às redes de Tim Krul. O guarda-redes holandês começou a dar nas vistas e, aos oito minutos, defendeu um remate de Gaitán.

Quando já não parecia ser uma equipa tão perigosa no terreno, o Newcastle surpreendeu e chegou, assim, à vantagem no marcador, através de Cissé (12’).

A formação orientada por Alan Pardew só voltou a ameaçar aos 23 minutos, com Artur Moraes a desviar uma bola para o poste.

A partir desse lance só deu literalmente Benfica. É que, um minuto depois, Cardozo disparou uma autêntica bomba para a baliza de Krul, com este a não conseguir segurar à primeira, algo que Rodrigo aproveitou para facturar na recarga.

Passaram três minutos e assistiu-se a um autêntico sufoco na área inglesa, com os remates de André Gomes e Ola John a serem defendidos, mais uma vez, por Tim Krul. A bola voltou a ainda a sobrar para André Gomes, com a sua segunda tentativa na jogada a esbarrar, aparentemente, no braço de um opositor, no entanto, o árbitro Antony Gautier não assinalou nenhuma infracção.

A pressão benfiquista continuou a ser intensificada, com Rodrigo (35’) e Matic (40’) a verem mais uma intervenção do guardião visitante.

O segundo tempo começou com um susto para o Benfica, já que Cissé fugiu com perigo para a baliza de Artur Moraes, desviando a bola para o poste da baliza deste.

O perigo passou e o Benfica apontou baterias às redes de Tim Krul. Na sua última acção de relevo em campo, Rodrigo solicitou Cardozo, no entanto, o paraguaio não conseguiu desviar com êxito.

Dois golos para a vitória
Com o marcador a não sofrer alterações, Jorge Jesus decidiu proceder a duas substituições aos 61 minutos, com um dos jogadores que entrou a dar cartas logo quatro minutos volvidos. Falamos de Lima. O brasileiro aproveitou um mau atraso de Santon para contornar Krul e fazer, assim, o 2-1.

A vantagem não demorou muito a ser ampliada. Steven Taylor cortou a bola com o braço aos 68 minutos e o árbitro assinalou a respectiva grande penalidade. Cardozo converteu o castigo máximo logo à primeira, no entanto, o juiz mandou repetir, algo que o número sete das “águias” não acusou nem por sombras. O relógio marcava já 71 minutos e o Benfica alcançava já uma boa vantagem na eliminatória.

A equipa “encarnada” manteve o pé no acelerador e quase marcou por Matic (80’) e Gaitán (81’).

Com este triunfo por 3-1, o Benfica irá com boas perspectivas para o encontro da próxima quinta-feira, dia 11 de Abril, em Inglaterra.

O Sport Lisboa e Benfica apresentou a seguinte equipa: Artur Moraes; André Almeida, Luisão, Garay e Melgarejo; Matic, André Gomes (Enzo Perez, 61’), Ola John e Gaitán; Rodrigo (Lima, 61’) e Cardozo (Maxi Pereira, 77’).

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

abril 01, 2013

Infantis A vencem Torneio da Pontinha!



Infantis A voltam a conquistar o Torneio da Pontinha!

Os Infantis A do Sport Lisboa e Benfica conquistaram este domingo o Torneio Internacional da Pontinha, ao derrotarem o Sporting na final, por 2-0.

Depois de ter eliminado de manhã os franceses do PSG nas meias-finais, após o desempate por grandes penalidades, a equipa benfiquista voltou a encontrar o eterno rival na competição, com o qual tinha perdido na fase de grupos, por 3-0.

Na grande final da prova, o Benfica apresentou-se muito coeso, no entanto, os golos só apareceram na segunda parte. André Ricardo, aos 35’, e Diego Batista, aos 57’, apontaram os tentos do triunfo.

Os Infantis A repetiram, assim, a conquista do ano anterior. Referir que esta foi a oitava vez que o Benfica arrecadou a vitória no Torneio Internacional da Pontinha.