dezembro 31, 2014

Feliz Ano Novo



O Blog Catedral Encarnada deseja um Feliz Ano de 2015 

Águias vistas como o clube que melhor negoceia no Mundo


VENDAS NOS ÚLTIMOS ANOS EM GRANDE DESTAQUE

A recente venda de Enzo Pérez para o Valencia por 25 milhões voltou a deixar evidente a capacidade negocial do Benfica, cujo desempenho nesta área foi destacado na América do Sul, mais concretamente no site "Pasion Libertadores".

Aqui, é feita referência ao facto de nos últimos sete anos os encarnados terem protagonizado as suas nove vendas mais elevadas [n.d.r.: nove transferências mais caras tiveram todas lugar desde 2010 e não 2007], sendo ainda recordado que a SAD do Benfica tem comprado relativamente barato e vendido sempre acima dos 25 milhões nestes casos em particular.

In Record

dezembro 27, 2014

Dulce Félix vence 7.ª São Silvestre de Lisboa



Dulce Félix vence 7.ª edição da Corrida de São Silvestre de Lisboa

A atleta do Sport Lisboa e Benfica, Dulce Félix, venceu este final de tarde de sábado a 7.ª edição da São Silvestre de Lisboa, ganhando assim a prova pela segunda vez consecutiva, a quarta no total das edições realizadas.

Desta forma, as mulheres tornaram a levar a melhor sobre os homens, na chamada Guerra dos Sexos da São Silvestre de Lisboa, e ampliaram a vantagem para 4-2 em vitórias, numa prova que colocou cerca de 10 mil pessoas a correr na Cidade das Sete Colinas.

Dulce Félix cedo se colocou na frente da corrida, não deu hipótese à concorrência, quer feminina, quer masculina, e foi a primeira a cortar a meta em plena Avenida da Liberdade, bem no coração da capital lisboeta, com um tempo de 32,17 minutos.

"É um orgulho, acabo 2014 em grande, depois de um ano com alguns maus momentos. Esta vitória deixa-me muito feliz, é a quarta na prova, e abre bons prenúncios para 2015", disse Dulce Félix, minutos depois de cortar a meta, à BTV.

No sector masculino, Ricardo Ribas obteve o 3.º lugar na classificação, percorrendo a distância em 30,33 minutos, depois de em 2013 ter alcançado o 2.º posto.

Em declarações no final da Corrida, Ricardo Ribas explicou que vinha "de uma maratona que não correu muito bem" e que esta São Silvestre "serviu essencialmente para preparação para o que aí vem, com a época do Atletismo a começar em força". Óbvio que, "ficar no pódio e vestir a camisola do Benfica", é sempre um orgulho e uma motivação.

O triatleta do SL Benfica, João Pereira, ontem considerado pela ITU como a Maior Revelação de 2014 da Modalidade, também correu esta tarde na capital, tendo obtido o 4.º lugar da classificação.

“Estou no início de época e vim, acima de tudo, para entrar no espirito da São Silvestre, e fazer um treino mais competitivo, aferindo a minha forma e a dos outros atletas. Estou satisfeito, mas há muito trabalho pela frente”, afirmou à BTV.

Também este sábado teve lugar a 32.ª edição da corrida de São Silvestre de Avis, no Distrito de Portalegre, com o atleta do SL Benfica, Miguel Marques, a cortar a meta no 3.º lugar, depois de percorrer os 6.600 metros do percurso com um tempo de 19.46.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

dezembro 18, 2014

BTV : Operadoras Bell e Rogers



BTV : Operadoras Bell e Rogers distribuem canal no Canadá
As duas maiores do país

Para além da Bell, que já esta a operar a BTV no Canadá há cerca de três semanas, o canal oficial do Sport Lisboa e Benfica foi lançado, esta terça-feira, na Rogers.

A Bell e a Rogers são as duas maiores distribuidoras de televisão no Canadá, correspondendo assim a uma maior expressão BTV neste país da América do Norte.

Voleibol : Benfica – Partizan, 3-1


Benfica – Partizan, 3-1: Voleibol nos “oitavos” da Challenge Cup

A equipa de Voleibol do Sport Lisboa e Benfica garantiu, na noite desta quarta-feira, a presença nos oitavos-de-final da Challenge Cup após vencer o Partizan por 3-1.

Com a derrota por 1-3 em casa, o Partizan entrou desinibido e ganhou certa vantagem desde o início do 1.º “set” que manteve até final, fruto de um serviço muito agressivo, boas acções de bloco e um oposto, Milija Mrdak, extremamente eficaz. 5-8 e 8-16 nos dois tempos técnicos permitiram aos sérvios fechar com o resultado de 17-25.

No 2.º “set”, o Partizan não esteve tão eficaz no serviço, mas manteve a toada no bloco e no ataque. O destaque terá mesmo de ser assacado à equipa do Benfica que melhorou drasticamente nas várias variantes do jogo, nomeadamente nas eficácias do remate e serviço. Sempre na frente no marcador – 8-7 e 16-14 – a turma da casa fechou o parcial por 25-19.

O 3.º parcial confirmou a presença nos “oitavos”, pois o Benfica venceu-o por 25-14 e a conjugação do resultado das duas mãos já não permitia à turma sérvia seguir em frente. Este parcial foi mesmo o mais desequilibrado, com as “águias” a irem para os tempos técnicos na frente por 8-5 e 16-9.

Na frente do marcador por 2-1 e com a presença na próxima fase da prova garantida, o Benfica fechou o encontro no 4.º “set” por 25-18, após ter estado sempre na frente do “placard” (8-6 e 16-12).

Realçar o constante e insuperável apoio dos muitos Benfiquistas que marcaram presença nas bancadas do Pavilhão n.º 2.

MR
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

dezembro 17, 2014

Hóquei Patins : FC Porto – Benfica, 3-7


FC Porto – Benfica, 3-7: Hóquei é líder após golear no Dragão Caixa

A equipa de Hóquei em Patins do Sport Lisboa e Benfica venceu, no Dragão Caixa, o FC Porto por 3-7, em jogo da 11.ª jornada do Campeonato Nacional. Carlos Nicolia esteve em destaque ao fazer um “poker”.

Os primeiros minutos foram muito disputados por ambas as equipas, com o jogo a ser desenvolvido com muita rapidez e com os guarda-redes a superiorizarem-se às defesas, nomeadamente Nélson Filipe que evitou, com um punhado de defesas, o primeiro do Benfica.

O guardião portista acabou por ser batido por Carlos Nicolia após um excelente trabalho individual do argentino. Poucos minutos depois foi Diogo Rafael a fazer o 0-2, com a formação da casa a reduzir através da “stickada” de Vítor Hugo.

Pedro Nunes sentiu que o Benfica estava a permitir o domínio do FC Porto, pediu um desconto de tempo que resultou em pleno, pois, no regresso, Carlos Nicolia fez o 1-3 com que se chegou ao intervalo.

No reatamento continuou a só haver Benfica em rinque. Carlos Lopez fez o 1-4 e Carlos Nicolia, de grande penalidade, fez o 1-5. O jogo entrou depois numa toada algo incaracterística, com a equipa de arbitragem a ter de actuar por diversas vezes. Minutos depois Hélder Nunes, num livre directo, reduziu para 2-5.

Com este golo, o adversário cresceu, teve várias oportunidades com Trabal a ser enorme na baliza. Porém, um remate de Rafa bateu em Valter Neves e traiu o guardião espanhol para o 3-5. O Benfica respondeu da melhor forma. Excelente trabalho colectivo da equipa da Luz com a bola a passar por vários jogadores e Diogo Rafael a receber de João Rodrigues e a bater Edo Bosch, fixando o marcador em 3-6. A um minuto do fim, num livre directo com uma execução mágica, Carlos Nicolia fez o 3-7.

O Hóquei em Patins do Benfica passa a somar 31 pontos e é líder da classificação.

MR

dezembro 15, 2014

FC Porto – SL Benfica, 0-2


FC Porto – SL Benfica, 0-2: Sabor a…três pontos!
13.ª jornada da I Liga

O SL Benfica venceu, esta noite, o clássico, por 0-2, reforçando a liderança isolada da Primeira Liga. Dois golos de Lima deram mais três pontos aos “encarnados” que passam a somar 34, rumo ao objectivo: a revalidação do título.

Lotação esgotada no estádio do Dragão, com perto de 50 mil espectadores a assistir ao jogo grande e ao encontro de todas as emoções da 13.ª jornada do Campeonato Nacional.

45 minutos de alta voltagem. Foi assim o primeiro tempo do clássico, com um FC Porto agressivo a protagonizar o primeiro momento de perigo da partida, aos 7’, com a bola a sair ao lado da baliza do brasileiro Júlio César.

O SL Benfica respondeu e, aos 14’, Nico Gaitán atirou de fora da área para o lado das redes de Fabiano. Aos 31’ grande defesa de Júlio César, que negou o 1-0 a Jackson.

A resposta do Benfica, aos 35’, fez levantar as bancadas. Maxi Pereira fez um lançamento longo para a área e Lima abriu o marcador. Estava feito o primeiro da noite e o quarto do brasileiro nesta edição do Campeonato. Jorge Sousa apitava para o intervalo com os “encarnados” a vencerem por 0-1.

Dez minutos decorridos do segundo tempo e mais uma explosão no Dragão, onde só se ouvia Benfica. Talisca rematou à baliza de Fabiano que defendeu para a frente e, na recarga, Lima voltou a facturar.

Aos 77’, oportunidade para os “azuis e brancos”. Jackson rematou de cabeça à barra, e depois de um ressalto, o colombiano meteu a bola na baliza, mas o árbitro já tinha assinalado mão. Decisão acertada de Jorge Sousa.

Nos últimos minutos de jogo, um Benfica a manter a posse de bola o máximo de tempo possível e a gerir o resultado até ao final do encontro. Apito final dado por Jorge Sousa e três pontos conquistados rumo ao principal objectivo da temporada: a revalidação do título nacional.

Na próxima jornada, o SL Benfica recebe o Gil Vicente num encontro marcado para o dia 21 de Dezembro. Antes disso, no dia 18, há Taça de Portugal. O conjunto “encarnado” recebe, na Catedral, o SC Braga, nos oitavos-de-final, às 20h00.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Jardel, Luisão (75’ César), André Almeida; Samaris, Enzo Perez, Gaitán, Salvio; Talisca (80’ Ola John) e Lima.

FG
Fotos: ASF

Museu Cosme Damião - Melhor Museu Português 2014,


Decorreu, esta sexta-feira, no auditório do Museu da Farmácia na Associação Nacional de Farmácias, a cerimónia dos Prémios APOM (Associação Portuguesa de Museologia).

Nomeado para o prémio de Melhor Museu Português no ano de 2014, o Museu Benfica – Cosme Damião foi o grande vencedor. A concurso estiveram ainda o Museu de Imprensa da Medeira e o Museu do Vinho e da Vinha, em Bucelas.

Aberto a 29 de Julho de 2013, a obra é um ícone cultural e histórico do Sport Lisboa e Benfica, da cidade de Lisboa, de Portugal e do Mundo. Em cerca de 4.000 m2, os visitantes podem apreciar mais de 900 peças do vasto espólio das várias modalidades do Clube.

Recordar que a 17 de Dezembro de 2013 venceu a Novidade do Ano, dos Prémios entregues pela revista “Time Out”.

MR
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

novembro 10, 2014

Nacional – SL Benfica, 1-2



Nacional – SL Benfica, 1-2: Reviravolta no regresso ao topo
10.ª jornada da I Liga


O SL Benfica venceu, nesta tarde de domingo, o Nacional da madeira, na Choupana, em encontro da 10.ª jornada da I Liga. Entrou praticamente a perder mas Salvio e Jonas operaram a reviravolta no Funchal.

Começaram cedo as emoções no Funchal. Ainda não estava completo o primeiro minuto de jogo, quando Edgar Abreu abriu as contas na Choupana. Um golo madrugador que apanhou desprevenida a equipa liderada por Jorge Jesus – que conquistou esta tarde a vitória 200 nas principais competições nacionais e internacionais de “aguia ao peito”.

Com a lotação praticamente esgotada, com cerca de cinco mil adeptos no estádio – na grande maioria vestidos de vermelho e branco – o Benfica não tardou em responder. Aos 6’, Salvio igualou o marcador e somou o seu quarto golo na Primeira Liga depois de um lance nascido de um cruzamento de Gaitán. Seis minutos jogados e dois golos marcados.

Aos 18’, ameaça de Jonas. Ameaçou aos 18 e um minuto depois fez a reviravolta no marcador. Na sequência de um canto batido por Gaitán na esquerda, Luisão ainda tentou o primeiro toque para a baliza, mas acabou por ser o avançado brasileiro a bater o guarda-redes Rui Silva. Um resultado (1-2) com que as equipas recolheram aos balneários.

Com um Benfica a dominar o início da segunda metade, assistiu-se a uma segunda parte bem diferente da primeira, com muito menos intensidade e mais equilíbrio. Apesar das oportunidades, os golos não apareceram.

Com este resultado, os “encarnados” mantêm-se na liderança da tabela classificativa, agora com 25 pontos – 8 vitórias, um empate e uma derrota.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Júlio César, Maxi Pereira, Luisão, Jardel e André Almeida; Enzo Perez, Salvio, Gaitán e Talisca (74’ Derley); Jonas (84’ Pizzi) e Lima (56’ Samaris).

As duas próximas semana são de paragem para compromissos das selecções nacionais. Só no próximo dia 22, o SL Benfica volta a casa, com a recepção ao Moreirense, nos 16 avos-de-final da Taça de Portugal. Quatro dias depois (26 de Novembro) há Liga Milionária. Os “encarnados” deslocam-se a São Petersburgo para enfrentar o Zenit, na 5.ª jornada da Fase de Grupos do Grupo C da Liga dos Campeões.

Dia 30 é tempo de voltar aos jogos do Campeonato. É em Coimbra, em casa da Académica, que se joga a 11.ª jornada da Primeira Liga, marcada para as 18 horas.

FG
Arquivo / SL Benfica

Hóquei em Patins Feminino conquista 2.ª Supertaça


Hóquei em Patins Feminino conquista 2.ª Supertaça do palmarés
SL Benfica – AD Sanjoanense, 10-1


A equipa feminina sénior de Hóquei em Patins do Sport Lisboa e Benfica conquistou esta tarde de sábado a Supertaça, depois de vencer, com justiça e naturalidade, no Pavilhão Jácome Ratton, em Tomar, a formação da AD Sanjoanense, por expressivos 10-1. Mais um Troféu direitinho para as vitrinas do Museu Benfica – Cosme Damião.

Frente a frente, na 21.ª edição do Troféu, o Campeão Nacional e vencedor da Taça de Portugal, SL Benfica, e o finalista vencido da Taça de Portugal, a AD Sanjoanense, numa reedição da Supertaça da época transacta, com as “encarnadas”, na altura, a vencerem a formação de São João da Madeira, por 4-3.

Numa primeira metade com claro domínio benfiquista, o resultado de 1-0, ao intervalo, era escasso face à superioridade demonstrada em rinque. Rita Lopes foi a autora do único tento “encarnado”, muito por culpa de uma guarda-redes adversária em grande nível e a defender tudo o que havia para defender.

Na segunda parte, o domínio manteve-se, num desafio de sentido único e com os golos a surgirem naturalmente e a darem justiça e colorido à equipa orientada por Paulo Almeida.

Inês Vieira, Marta Vieira, Rita Lopes (3), Andreia Dâmaso, Marlene Sousa (2) e Sofia Cabrita assinaram os golos da goleada do Sport Lisboa e Benfica. 10-1 foi o resultado final.

Volvida uma semana de ter erguido o Troféu relativo ao Torneio de Abertura APL, esta é a segunda Supertaça conquistada pela equipa feminina de Hóquei em Patins, depois de na época transacta, em Alcobaça e frente ao mesmo adversário, ter inscrito pela primeira vez o nome na lista de vencedores do Troféu.

SA
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

outubro 20, 2014

Não feche as portas do nosso Estádio!



Um petardo pode deixar o Sport Lisboa e Benfica fora de jogo. O lançamento de materiais pirotécnicos em jogos do Sport Lisboa e Benfica pode fechar o Estádio da Luz ou provocar multas de milhares de euros. Por causa do que aconteceu em Leverkusen o SL Benfica vai ter de pagar 19 mil euros.

Para si que vai apoiar a equipa ao Mónaco, vá ao estádio mas não estrague a festa. Não feche as portas da Luz.

Já chega.............as multas são cada vez maiores ou podem interditar o estádio.

Basquetebol conquista 12.ª Supertaça


Basquetebol conquista 12.ª Supertaça do seu vasto palmarés
SL Benfica - Galitos FC, 82-63

Pavilhão Desportivo de Albufeira bem composto para receber o Tricampeão, Benfica, e o finalista vencido da Taça de Portugal, Galitos, para a disputa da Supertaça 2013/14.

Motivados pela recente conquista do Troféu António Pratas, e apesar das baixas no grupo, os pupilos de Carlos Lisboa entraram com tudo na partida, com um triplo de Carlos Andrade a abrir as hostilidades.

Mas precisamente a partida da Fase de Grupos do Troféu António Pratas, que opôs as duas formações e onde o SL Benfica venceu por somente dois pontos de vantagem, perspectivara equilíbrio, dificuldades, mais uma grande tarde de Basquetebol… e assim foi!

Com um parcial de 5-0, os homens do Barreiro reagiram com tudo, soltaram-se e ao cabo do primeiro período venciam por 10-18.

Reacção imediata dos “encarnados”, com o início do segundo período a ficar marcado pelo jogo exterior, onde o SL Benfica, com dois triplos em menos de um minuto, reduziu a desvantagem, acreditou e acabou por passar naturalmente para a frente no marcador. Ao intervalo, os Tricampeões venciam por 39-29.

Está mais rico o Museu Benfica Cosme Damião!

Segunda metade e mais Benfica, um Benfica inteligente, pragmático, a circular a bola e a disparar para o cesto pela certa. Do outro, o Galitos, a responder como podia, tentando a todo o custo que os “encarnados” não disparassem ainda mais no marcador.

Mas quando o Tricampeão quer…. não há adversário que lhe resista. No final do terceiro período, 64-43 era o resultado.

Com dez minutos a separar o grupo de erguer mais um Troféu para o Museu Benfica Cosme Damião, o SL Benfica geriu com qualidade e eficácia, passeando um Basquetebol de classe e fazendo a festa em terras algarvias.

Com esta vitória, por 82-63, justíssima e da melhor equipa em quadra, o Glorioso conquista a 12.ª Supertaça do seu vasto palmarés, a terceira consecutiva.

O base, Diogo Carreira, com 21 pontos, foi o MVP da partida.

O objectivo para 2014/15 é claro, fazer o pleno de vitórias nas provas internas e, para já, está a ser atingido na perfeição, com a Supertaça a juntar-se ao Troféu António Pratas. Dois troféus, duas vitórias!

No próximo fim-de-semana, atenções focadas no arranque da defesa do título Nacional, com o SL Benfica a viajar até ao Barreiro onde, no Pavilhão Municipal Luís Carvalho, defrontará este mesmo Galitos, num desafio a contar para a 1.ª jornada da Fase Regular da LPB.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Iniciados A conquistam U-15 Premier League


Iniciados A conquistam U-15 Premier League International Cup
Chelsea – SL Benfica, 1-2 (ap)

A equipa de Iniciados A do Sport Lisboa e Benfica conquistou este domingo o prestigiante U-15 Premier League International Cup, Torneio a ter palco em Inglaterra desde a passada sexta-feira, dia 17 de Outubro.

Depois de uma caminhada excepcional, a equipa orientada por Luís Nascimento venceu a grande Final, numa partida disputada este domingo ao início da tarde, frente ao Chelsea.

Num jogo equilibrado e intenso, foi necessário recorrer ao prolongamento para encontrar o vencedor.

José Gomes, que já na meia-final disputada esta manhã estivera em foco ao apontar o golo da vitória frente ao Manchester City (0-1), tornou a puxar dos galões e assinou os dois tentos da vitória do Sport Lisboa e Benfica. 1-2 foi o resultado final, que permitiu ao Glorioso erguer o Troféu.

Com a chancela da Academia da Premier League, este torneio contou um total de 12 equipas, divididas em três Grupos de quatro. O SL Benfica disputou cinco desafios, venceu quatro e empatou um, com dez golos marcados e três sofridos.

A nível individual, José Gomes foi eleito o Melhor Médio do Torneio.

Óptima prestação dos Campeões Nacionais!


Recorde todos os resultados do SL Benfica neste Torneio

Final

Chelsea – SL Benfica, 1-2 (ap)

Meia-final

Manchester City – SL Benfica, 0-1

Fase de Grupos

Newcastle – SL Benfica, 1-4

Arsenal – SL Benfica, 1-3

Reading – SL Benfica, 0-0


SA
Fotos:
Arquivo / SL Benfica

outubro 19, 2014

SC Covilhã – Benfica, 2-3


SC Covilhã – Benfica, 2-3: Serra fica para trás com mais uma vitória
3.ª eliminatória da Taça de Portugal

A equipa principal do Sport Lisboa e Benfica deslocou-se ao Complexo desportivo da Covilhã para enfrentar o Sporting local, em jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Triunfo por 2-3 que garante a passagem para a 4.ª eliminatória da prova.

O jogo começou com uma verdadeira festa! Apito inicial, poucos segundos passaram, Ola John é lançado, ultrapassou o seu adversário em corrida e é carregado pelas costas na área. Rui Costa assinalou grande penalidade. Estava decorrido um minuto de jogo. Aos dois, Jonas converte e abre o marcador na serra. Benfica na frente.

Maioritariamente nas bancadas, os Benfiquistas criaram um ambiente não muito habitual na Covilhã e que mexeu igualmente com os jogadores da casa. Prova disso o tento de Traquina aos oito minutos que ditou o empate.

Os primeiros dez minutos prometiam uma partida empolgante e, já agora, nada fácil para o actual detentor do troféu. Mais bola para os comandados por Jorge Jesus, mas os de Francisco Chaló sempre na espreita para contra-ataques “venenosos” que punham o sector mais recuado do Benfica em sentido. Estava vivo o jogo. Era mesmo a festa da Taça!

E mais ainda ficou quando o jovem Gonçalo Guedes, produto do Caixa Futebol Campus, se estreou oficialmente pela equipa principal do Clube aos 25’. Cinco minutos depois, triangulação enorme entre Derley e Jonas, com o 17 a deixar para Tiago que endossou a Pizzi. Este, na pequena área, rematou para defesa de Taborda.

Gonçalo Guedes, motivado pela oportunidade, mostrou-se ao jogo, pediu bola e aos 37’ atirou para golo, mas Taborda negou-lhe esse intento. Num livre, Erivelto, de cabeça, confirmou a cambalhota no marcador. Decorriam 42 minutos.

A equipa da casa levou uma vantagem de um golo para o descanso numa partida viva e bem disputada. No reatamento viu-se um Benfica mais afoito, a ganhar o “miolo” e a tentar abrir a defesa através de rápidas incursões pelas laterais. Tal atitude permitiu o empate aos 53 minutos. Cristante pareceu ter olhos nos pés, fez um passe mágico para Jonas que, sem deixar cair, bisou no encontro.

“hat-trick” na festa da Taça

Se Jonas já era o homem do jogo, a confirmação chegou aos 70 minutos. Passe de Pizzi e Jonas, com o guardião serrano pela frente, picou-lhe o esférico e recolocou as “águias” na frente do marcador.

Esta vitória mantém a turma da Luz na defesa do troféu ganho no Jamor em Maio último e serve de tónico para a viagem ao Principado onde vai defrontar o Mónaco, em jogo da 3.ª jornada da Liga dos Campeões.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur; André Almeida, Lisandro, César (Lindelöf, 90’+1), Benito; Cristante, Pizzi, Tiago, Ola John (Gonçalo Guedes, 25’); Jonas e Derley (Nélson Oliveira, 78’).

Marco Rebelo
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

outubro 13, 2014

Basquetebol ergue 5.º Troféu António Pratas


Basquetebol: Tricampeões erguem 5.º Troféu António Pratas
Barcelos – SL Benfica, 82-98

O Benfica conquistou, nesta tarde de domingo, o Troféu António Pratas, depois de bater o Barcelos, por 82-98. Esta foi a sétima edição da prova e a quinta conquistada pelo Clube da Luz, num encontro que ficou marcado pelo contacto físico muito agressivo da equipa minhota. Que o diga Seth Doliboa que numa dessas fortes entradas, acabou por ter de sair do jogo, tendo sido suturado com seis pontos sob a complacência do árbitro, que nada assinalou.

Carimbada a presença na Final do troféu – após a vitória de ontem sobre a Ovarense por 44-67 – a formação comandada por Carlos Lisboa entrou no Complexo Desportivo Municipal de São Pedro do Sul determinada em conquistar o primeiro troféu oficial da temporada 2014/2015.

Perante bancadas bem compostas e sob o olhar atento do vibrante público, o Benfica quis mostrar todo o seu talento. No entanto, o Barcelos não facilitou, impôs o seu jogo, e no final do primeiro período já vencia por 31-19.

Fortíssima recuperação dos Tricampeões Nacionais no 2.º período que, com uma desvantagem de 12 pontos, acabaram por passar para a frente do marcador (39-45). Apesar da luta constante por manter a superioridade, os minhotos foram-se aproximando e, já perto do intervalo, regressaram à liderança com uma diferença de apenas um ponto (47-46).

De regresso ao pavilhão, o equilíbrio voltou a reinar, mas desta vez com o Benfica a entrar melhor e a alcançar, desde cedo, uma vantagem confortável. Com um grupo forte e unido, os tricampeões nacionais voltaram a virar o rumo do marcador e no final do terceiro período venciam por 65-76.

No quarto e derradeiro período, os “encarnados” não abriram mão da vantagem e tudo fizeram para não deixar fugir por entre os dedos a primeira conquista da temporada. Uma vitória suada mas justa (82-98) que fechou com chave de ouro este fim-de-semana, onde também o Voleibol arrecadou o primeiro troféu oficial da época – a Supertaça.

Este troféu vem juntar-se aos quatro anteriormente conquistados em 2007/2008, 2008/2009, 2011/2012 e 2012/2013.

O SL Benfica alinhou com o seguinte cinco inicial: Tomás Barroso, Jobey Thomas, João Soares, Seth Doliboa e Cláudio Fonseca.

A partir de agora, as atenções da equipa liderada por Carlos Lisboa estão viradas para a Supertaça, que se realiza no próximo domingo, 19 de Outubro. Os “encarnados” encontram o Galitos, no pavilhão Desportivo de Albufeira.

FG
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

outubro 12, 2014

Voleibol Benfiquista conquista 5.ª Supertaça


Voleibol Benfiquista conquista 5.ª Supertaça do seu palmarés
SL Benfica vs Castêlo da Maia, 3-0

O Sport Lisboa e Benfica viajou esta tarde de Sábado até Coimbra onde, no Pavilhão Mário Mexia, defrontou o Castêlo da Maia. Em disputa mais uma Supertaça, a colocar frente-a-frente o Bicampeão Nacional e o vencedor da Taça de Portugal 2013/14.

Pavilhão bem composto para assistir a mais um grande espectáculo de Voleibol. Início equilibrado, ponto a ponto, com a Benfica a passar para a frente do marcador a meio do primeiro set e a não mais permitir veleidades ao adversário. Superioridade total dos comandados de José Jardim: 25-17 no parcial, 1-0 em sets.

A história repetiu-se no segundo set. Mais uma vez os minutos iniciais a mostrarem um aparente equilíbrio, contudo, os “encarnados” a partir do momento em que se colocaram em vantagem não mais a largaram, repetindo os números e a vitória do set inaugural: 25-17, 2-0 em sets.

Com os índices de confiança no topo, a vencer por 2-0, o SL Benfica arrancou para um terceiro set pleno de raça, com o grupo decidido a erguer em Coimbra a 5.ª Supertaça do seu palmarés… e se assim o pensou, melhor o fez: 25-21, num derradeiro set pleno de emoção!

3-0, vitória justa e inequívoca da melhor equipa em quadra em todas as variantes de jogo.

Palmarés Voleibol Masculino

Campeonato Nacional 5

1980/81 | 1990/91 | 2004/05 | 2012/13 | 2013/14  

Taça de Portugal 14

1965/66 | 1973/74 | 1974/75 | 1975/76 | 1977/78 | 1978/79 | 1979/80 | 1989/90 | 1991/92 | 2004/05 | 2005/06 | 2006/07 | 2010/11 | 2011/12

Supertaça 5

1989/90* | 2010/11 | 2011/12 | 2012/13 | 2014/2015
SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

outubro 05, 2014

SL Benfica – Arouca, 4-0


SL Benfica – Arouca, 4-0: Resposta de Campeão consolida liderança!
7.ª ronda da Primeira Liga

O Sport Lisboa e Benfica recebeu e venceu esta tarde, na Luz, a formação do Arouca. Face a um adversário atrevido, foi preciso vestir o fato de macaco e suar a camisola! Talisca, Derley, Salvio e Jonas fizeram os golos de mais uma vitória que consolida a liderança benfiquista na prova.

Foi com algumas alterações no onze habitual que o Campeão Nacional subiu ao relvado da Catedral. Depois de desaire na Alemanha, exigia-se uma resposta cabal do grupo, para mais estando o objectivo principal há muito definido, o Bicampeonato… e assim foi!

Casa bem composta na Catedral, apoio espectacular e incansável vindo das bancadas, num desafio que serviu também para homenagear as Casas, Delegações e Filiais do Clube.

Primeira metade com um Arouca mais atrevido, face a um Benfica lento a ter dificuldades em mecanizar os seus processos. Artur brilhou uma mão cheia de vezes, com intervenções de classe a negar o golo aos forasteiros.

Derley, aos 26’, tentou a sorte, mas foi Talisca que, numa série de ocasiões, testou os reflexos Goicoechea e mostrou-se o mais inconformado com o nulo e o mais castigado pelas entradas duras dos homens de Pedro Emanuel.

Antes do intervalo, Lima (lesionado) saiu para dar lugar ao estreante Jonas. No reatar, Gaitán ficou no banco e entrou o holandês, Ola John.

No reatar, o Benfica entrou mais forte, contudo, continuou a faltar imaginação e rapidez de processos, com os sectores, lentos, a impossibilitarem o golo.



Quando o Campeão quer...

Com o decorrer dos minutos começaram a vir os nervos ao de cima, com os lances a serem muitas vezes resolvidos mais com o coração do que com a cabeça. E quando assim não era, ora a falta de sorte, ora os ferros da baliza resolviam… mas quando se quer muito…

A pressão “encarnada” intensificava-se, sufocando o adversário… e quando o Campeão puxou dos galões o adversário não resistiu mais!

Aos 74’, finalmente, o golo! Talisca, de raça, combina com Derley, leva tudo à frente e remata para o 1-0 e para o seu sexto golo na I Liga, o que o mantém no topo da lista dos melhores marcadores da prova.

Descoberto o caminho para as redes adversárias, aos 80’, grande jogada de Salvio, e Derley, à boca da baliza, só teve de encostar para o 2-0 e para o seu primeiro golo de águia ao peito. Minutos volvidos e foi Salvio, assistido por Ola John, a fazer – de cabeça – o 3-0.

Mas haveria ainda tempo para mais uma estreia a marcar, desta feita, com Jonas a responder da melhor maneira a um grande cruzamento de Ola John. 4-0, vitória justa!

Segue-se uma semana de paragem para compromissos das Selecções Nacionais, com o Sport Lisboa e Benfica a entrar em acção no fim-de-semana de 18/19, para defrontar o Sporting da Covilhã, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

O Campeonato regressa no dia 26 de Outubro, com a deslocação a Braga, em desafio da 8.ª ronda da prova; pelo meio, dia 22, viagem até ao Principado do Mónaco, em mais uma jornada relativa à Liga dos Campeões.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur Moraes; Maxi Pereira, Lisandro Lopez, Luisão, Eliseu; Samaris, Gaitán (46’, Ola John), Salvio, Talisca; Derley (88', Pizzi) e Lima (44’, Jonas).

SA
Fotos: Rafaela Reis / SL Benfica

setembro 28, 2014

Estoril – Benfica, 2-3


Estoril – Benfica, 2-3: “Águias” superiores em terra de canarinhos
6.ª ronda da Primeira Liga

O SL Benfica venceu, esta noite de sábado, o Estoril, por 2-3, no segundo jogo da 6.ª jornada do Campeonato Nacional. Talisca e Lima foram os marcadores de serviço.

A emoção começou cedo na Amoreira. Foi preciso esperar apenas três minutos pela primeira explosão de alegria dos milhares de adeptos benfiquistas espalhados pelas bancadas. Um momento protagonizado por Talisca, com uma jogada fenomenal. O médio de 20 anos abriu o marcador, depois de uma iniciativa individual irrepreensível. O brasileiro arrancou pouco depois do meio campo, deixando para trás vários adversários.

Aos 8’, Talisca voltou a somar mais um golo – o quinto na Liga Portuguesa – depois de um passe brilhante do argentino Nicolás Gaitán que serviu o médio brasileiro. Estava feito o 0-2.

Menos de 10 minutos depois (17’) assistiu-se a um autêntico “massacre” à baliza do Estoril, com várias oportunidades sucessivas, em que só o poste impediu a bola de entrar. Os avançados do Benfica estiveram em evidência e num autêntico vendaval ofensivo a “massacrar” os defensores do Estoril.

Depois de duas ameaças, à terceira foi de vez. Aos 38’, sem hipóteses de defesa para Artur Moraes, Diogo Amado reduziu a vantagem para os canarinhos. Aos 39’ mais uma oportunidade para o Benfica e mais uma bola ao poste – a segunda no espaço de 10 minutos. Desta vez foi Jardel.

Um jogo emocionante, um Benfica fortíssimo e um Estoril a aparecer apenas a 20 minutos do intervalo foi o balanço do primeiro tempo.

Na segunda parte (52’), na sequência de um lance entre Kuca e Sebá, surgiu o segundo golo do Estoril. O 2-2 aconteceu depois de Kuca ajeitar a bola com a mão no lance que originou o cruzamento para o golo do empate marcado por Kléber.

Aos 65’, os canarinhos ficaram reduzidos a dez elementos, com Matías Cabrera a ver o segundo cartão amarelo, após falta sobre o argentino Enzo Perez.

Em vantagem numérica, os “encarnados” aumentaram também a vantagem no placard. Um golo aos 70’ com mérito de Lima e Derley, que fintou o guarda-redes e cruzou para o número 11 finalizar.

Um último golo que permitiu à turma da Luz distanciar-se dos mais directos opositores. Com este resultado, o Benfica mantém a liderança da tabela classificativa, com 16 pontos.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Artur; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio, Samaris (Ola John, 69’), Enzo, Gaitán; Talisca (Derley, 62’) e Lima (André Almeida, 90+3').

Na próxima jornada (7.ª), o Benfica recebe, em casa, o Arouca, num encontro marcado para as 18 horas de domingo, 5 de Outubro. Antes disso, os Campeões Nacionais regressam à Liga Milionária, com uma ida à Alemanha para encontrar o Leverkusen na 2.ª jornada da Fase de Grupos da Liga dos Campeões. O apito inicial está agendado para as 19h45 desta quarta-feira, 1 de Outubro.

FG
Fotos: João Trindade / SL Benfica

setembro 21, 2014

SL Benfica – Moreirense, 3-1


SL Benfica – Moreirense, 3-1: Reviravolta, de classe, à Campeão!
5.ª jornada da Liga portuguesa
“Espero um jogo difícil mas também espero que consigamos tornar as coisas mais fáceis". Foi desta forma que Jorge Jesus perspectivou o desafio… e se assim o pensou, melhor a equipa o fez. Mas antes teve de suar, vestir o fato de macaco e correr atrás do prejuízo… Grande exibição!

Com cinco pontos a separar as equipas, foi um Moreirense atrevido, sem autocarros, que encarou de frente o Campeão Nacional, isto apesar de quando se encontrou em vantagem usar e abusar do anti-jogo.

Lima, depois de passe espectacular de Talisca, esteve perto de marcar, aos 14’… não marcou! E do outro lado da barricada a resposta foi pronta e eficaz. Arsénio cruza para João Pedro que, nas costas de Eliseu, aparece isolado na cara de Júlio César a cabecear para o primeiro golo da tarde.

“O favoritismo está do lado do adversário mas vamos acreditar que é possível fazer uma surpresa”… avisara Miguel Leal, treinador da formação de Moreira de Cónegos.

Em desvantagem, perante perto de 40 mil adeptos (mais uma vez, espectaculares!), os “encarnados” corriam atrás do resultado, no entanto, e apesar da maior posse de bola, sem profundidade e, na maioria das vezes, com um futebol muito previsível, sem conseguir fazer mossa na estratégia adversária, estudada e muito certinha.

Era preciso fazer algo… e Jorge Jesus mexe na equipa. Minuto 34’, o médio, Samaris, é o sacrificado e entra para a frente de ataque Derley, com Talisca a recuar no terreno.

As diferenças foram notórias e imediatas, com um Benfica mais ofensivo a pegar definitivamente no desafio e as oportunidades de golo a surgirem perto da baliza à guarda de Marafona. Ao intervalo o 0-1 mantinha-se!

Reviravolta “à lei da bomba”!

Reatar e mais Benfica! Aos 47’, Lima esteve mais uma vez muito perto do golo, mas o esférico não quis entrar.

Aos 56’, segundo cartão amarelo e respectiva expulsão de Oliveira, na sequência de uma falta sobre Talisca. Na conversão do livre, Lima, novamente, a cheirar o golo.

Os “encarnados” carregavam com tudo, do outro lado anti-jogo puro, com o guarda-redes, Marafona, a usar e abusar, perante o olhar complacente do juiz, Luís Ferreira.

Lima, Gaitán, Jardel, Luisão… todos tentaram! Até que Eliseu, de meia distância, “à lei da bomba”, remata sem hipótese para um empate mais do que justo! Que golo!!!

E não foi preciso esperar muito para uma verdadeira explosão de alegria na Luz! Maxi Pereira, aos 76’, na sequência de mais um lance de ataque, com calma e frieza, fuzila as redes à guarda de Marafona.Estava feito o 2-1...

Aos 82’, grande penalidade… à terceira foi de vez! Lima sofreu a falta e o mesmo Lima regressou aos golos: 3-1.

Com mais esta vitória, o Glorioso acumula 13 pontos (4V, 1E, 0D) e mantém-se no topo da tabela classificativa.

Nota para dois lances muito polémicos. Maxi Pereira é empurrado dentro da área no final da primeira metade; aos 65’, grande penalidade com clara mão na bola de um jogador do Moreirense.

Na próxima jornada, a 6.ª, o Sport Lisboa e Benfica viaja até ao Estádio Coimbra da Mota onde vai defrontar o Estoril. Esta partida está agendada para o próximo Sábado, às 18h30, e antecede a deslocação à Alemanha, no primeiro dia de Outubro, onde os “encarnados” terão pela frente a formação do Bayer, em desafio relativo à 2.ª jornada da Fase de Grupos da Champions.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu; Samaris (34’, Derley), Salvio, Gaitán (84’, André Almeida), Enzo Perez e Talisca (67’, Ola John); Lima.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica



setembro 20, 2014

O agradecimento merecido! (com vídeo)



Plantel agradece apoio dos adeptos
A passada terça-feira ficou marcada, não pela derrota do Benfica frente ao Zenit, mas pelo apoio incondicional dos benfiquistas. As bancadas da Luz levantaram-se e mostraram, mais uma vez, porque somos diferentes, porque somos os melhores adeptos do Mundo!

Nem a chuva, nem o desalento deixaram as cadeiras da Catedral vazias. Pelo contrário. Os milhares de benfiquistas presentes na Luz mantiveram-se nos seus lugares até ao final do encontro e ovacionaram, de pé, o empenho e esforço da equipa liderada por Jorge Jesus.

Momentos intensos e genuínos que não deixaram ninguém indiferente, principalmente aqueles cuja entrega e dedicação dentro de campo em tudo honram a camisola do nosso Sport Lisboa e Benfica!

setembro 17, 2014

Luís Filipe Vieira: “Obrigado a todos”


“Há momentos que nos marcam por serem tão genuínos e tão intensos que ficaremos agarrados a essa memória por muitos anos que passem. A manifestação de benfiquismo que se viveu ontem no Estádio da Luz foi impressionante pela dimensão que assumiu.

Os que estiveram em campo honraram a camisola, os sócios e adeptos engrandeceram o Clube num momento único que não deixou ninguém indiferente, dentro ou fora do Estádio. Manifestações como as de ontem transformam tudo, dão-nos a dimensão de quem verdadeiramente somos.

A gratidão é um dever quando temos a felicidade de viver um momento como o de ontem.

Podemos falhar e de certeza que vamos falhar. Podemos perder e em alguns momentos vai acontecer, mas o que nunca nos pode faltar é entrega, empenho, determinação e isso nunca faltou aos nossos jogadores dentro de campo. Perdemos um jogo, ganhámos uma nova vida e uma nova alma.

Vivi cada um daqueles minutos finais como se de um título se tratasse. São momentos como este que me fazem sentir um tremendo orgulho por liderar este Clube.

Obrigado a todos e a cada um dos sócios e adeptos que ontem estiveram no Estádio e que mostraram ao mundo de que fibra é feita o Sport Lisboa e Benfica.”

Luís Filipe Vieira

«Vim aqui agradecer a todos os benfiquistas por esta grande manifestação de benfiquismo que chegou até a ser comovente. Uma equipa que está a perder por 2-0 e terminar como terminámos, é a prova evidente de que é o caminho que nós traçámos. É a prova de que com união, querer e com bastante esforço, vamos conseguir os nossos objetivos. Foi assim hoje, mas da próxima vez vamos conseguir o resultado. Foi um grande manifestação de benfiquismo», destacou o presidente no final do jogo.

Até JJ ficou comovido.....
Jorge Jesus, treinador do Benfica, em conferência de imprensa, agradece aos adeptos o apoio deixado à equipa no final do jogo com o Zenit, apesar da derrota (0-2):

[sobre o apoio dos adeptos no final do encontro] «Estou há seis anos no Benfica e já tivemos períodos e vitórias neste estádio que me encheram de emoção, mas hoje saio com muito mais emoção. Perceberam perfeitamente que o jogo não nos correu bem, que tentámos entrar no jogo com um jogador a menos. Não conseguimos, mas tiveram um gesto de reconhecimento que agradeço enquanto treinador. Quando cheguei ao balneário, no final do jogo, o que disse à equipa foi que tínhamos perdido o jogo mas que os adeptos nos disseram que vamos ganhar muita coisa. Vamos para o jogo do Moreirense com ainda mais vontade de vencer, ainda mais moralizados. Para tal precisamos de apresentar a qualidade que temos apresentado nestes jogos, mas que hoje não conseguimos.»

«Julgava que isto não era possível em Portugal. Fizemos vários jogos lá fora e vimos os adeptos, após derrotas connosco, terem este comportamento. Eu dizia para mim mesmo como aquilo era bonito, e que em Portugal não era possível. Gostei muito deste comportamento dos adeptos.»

setembro 15, 2014

SL Benfica – Quinta dos Lombos, 4-0: Futsal vence Taça de Honra AFL





SL Benfica – Quinta dos Lombos, 4-0: Futsal vence Taça de Honra AFL

Mais um troféu conquistado

Estão imparáveis as nossas “Meninas”! Depois de terem entrado em 2014/15 com a conquista da 1.ª edição da Supertaça de Futsal no Feminino, este Domingo fica marcado por novo feito, desta vez a vitória na Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa.

Primeira metade muito equilibrada, não fosse este SL Benfica vs Quinta dos Lombos já um clássico. Partida dividida, com as comandadas de Pedro Nobre a darem sinal mais a partir dos 10 minutos de desafio, contudo, foi preciso esperar até aos últimos segundos para Carolina Damasceno, na finalização de uma belíssima jogada atacante, desbloquear o marcador.

Nota ainda na primeira parte para uma grande penalidade não assinalada, aos 11’, por falta cometida sobre Ana Brás. Já antes ficara um vermelho directo por mostrar a uma agressão clara de Maria Martins à capitã, Rita Martins.

Nos derradeiros 20’, a formação da Quinta dos Lombos entrou decidida em dar a volta ao resultado, mas foi um Benfica inteligente e pragmático que aproveitou eficazmente o ímpeto do adversário.

Inês Fernandes, Sara Ferreira e Cláudia Santos sentenciaram o marcador num justíssimo 4-0 final.

A Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa vem direitinha para as vitrinas do Museu Benfica – Cosme Damião.

Recorde-se que para atingir a grande Final da prova, a equipa do SL Benfica rubricou uma caminhada imaculada. Na sexta-feira venceu, em Torres Vedras, a formação do Paulense, por 1-5, nos quartos-de-final; já no Sábado, no Pavilhão Multiusos de Odivelas, bateu a equipa dos Leões de Porto Salvo, por 4-0, nas meias-finais.

SA
Fotos:
Gualter Fatia / SL Benfica

setembro 14, 2014

SL Benfica – CV Oeiras, 3-0: Voleibol conquista Taça AV Lisboa



SL Benfica – CV Oeiras, 3-0: Voleibol conquista Taça AV Lisboa

A equipa de Voleibol Sénior do Sport Lisboa e Benfica conquistou este Domingo a Taça AVL, depois de vencer a formação do CV Oeiras, por 3-0, numa partida que teve como palco o pavilhão do Casal Vistoso.

Recorde-se que para carimbar a presença na grande Final, os “encarnados” tinham derrotado o Clube Nacional de Ginástica (3-0), enquanto o CV Oeiras tinha deixado para trás a equipa do CV Lisboa, também por 3-0.

SA
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

setembro 12, 2014

V. Setúbal – SL Benfica, 0-5


V. Setúbal – SL Benfica, 0-5: Qualidade dita goleada no Bonfim!
4.ª jornada da Liga portuguesa
Jorge Jesus dissera-o na antevisão à partida! Era esperado um jogo intenso, entusiasmante, no qual a qualidade táctica e técnica da equipa Campeã Nacional fizesse a diferença… e assim foi!

No regresso do Campeonato Nacional, depois da paragem da prova para os compromissos das Selecções rumo ao Apuramento para o Europeu de 2016, o Sport Lisboa e Benfica viajou até às margens do Sado para defrontar o Vitória de Setúbal, na partida de arranque da 4.ª jornada da prova.

A primeira surpresa da noite chegou no onze benfiquista, com Samaris a surgir como titular… a outra surpresa veio da postura sadina. É que não houve o habitual autocarro! Domingos Paciência afirmara que queria ganhar e foi olhos nos olhos que o Vitória encarou o Campeão e acabou por pagar cara a factura!

Primeiros minutos equilibrados, bola cá, bola lá… e eis então que logo aos 10’, Salvio, explicou na prática o que Jesus tinha teorizado na Conferência de Imprensa de antevisão.

Grande jogada de Enzo Perez e eis que surge Salvio, com um remate fortíssimo ainda de fora da área, a inaugurar o marcador para a primeira grande explosão de alegria da onda vermelha que vestiu as bancadas do Bonfim. Golo com sabor a Tango!

O Vitória respondeu, correu atrás, mas a partir da meia hora o SL Benfica tomou conta dos acontecimentos.

Hattrick de Talisca abre caminho para a goleada

Privilegiando o flanco esquerdo do ataque, os “encarnados” construíam jogadas de golo iminente… Talisca falhou a primeira, falhou a segunda… e à terceira foi vez! A defensiva sadina tentou aliviar mais um cruzamento viperino, mas a “redondinha” acabou por chegar à zona de intervenção do médio brasileiro que, desta vez, não deu hipótese a Raeder.

Talisca estreou-se a marcar no Campeonato, gostou, e resolveu repetir a dose, aos 42’, na cobrança de um livre, originado de uma falta sofrida pelo próprio. Estava feito o 0-3 com que se atingiu o intervalo.

No reatar, mais Benfica… mais Talisca e mais golos. O médio tomou-lhe o gosto e, aos 54’, na sequência de uma grande jogada de entendimento colectivo, fez o Hattrick na partida.

Ola Jonh também quis contribuir para a goleada e, aos 75’, depois de um soberbo passe de Lima, fez o 0-5 com que se atingiu o final do encontro!

Com esta vitória – expressiva e justa! - o Glorioso soma mais três justíssimos pontos, perfazendo um total de dez acumulados (3V e 1E) no Nacional.

No horizonte perspectiva-se já outra frente, a Champions, com o Estádio da Luz a receber na próxima terça-feira, pelas 19h45, o desafio entre SL Benfica e Zenit, relativo à 1.ª jornada da Liga Milionária. Todos à Luz!

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Luisão e Eliseu (64’, André Almeida); Samaris, Enzo Perez (73’, Cristante), Salvio, Gaitán (65’, Ola Jonh) e Talisca; Lima.

SA
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

setembro 08, 2014

Golpilheira – Benfica, 2-6: Futsal feminino conquista Supertaça


Golpilheira – Benfica, 2-6: Futsal feminino conquista Supertaça
Jogo foi no Entroncamento

A equipa de Futsal feminino do Sport Lisboa e Benfica conquistou, este sábado, no Entroncamento, a Supertaça ao bater o Golpilheira por 2-6.

O Benfica entrou bem na partida e adiantou-se com o golo de Rita Martins. O Golpilheira empatou pouco tempo depois. Sara Ferreira com um golo de belo efeito fez o 1-2, seguido dos tentos de Micaela Semedo e de Inês Fernandes que colocaram o “placard” em 1-4. Pouco antes do apito para o descanso, o Golpilheira reduziu para 2-4.

Na segunda parte, as comandadas por Pedro Nobre voltaram a entrar dominadoras e criaram algumas oportunidades. O 2-5 foi conseguido por Sara Ferreira, que bisou com um remate de fora da área. A mesma jogadora completou o “hat-trick” a segundos do final de jogo e fixou a contenda em 2-6.

Esta é a primeira Supertaça do Futsal feminino do Sport Lisboa e Benfica.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

setembro 07, 2014

Triatlo: Pedro Mendes conquista Bronze


Triatlo: Pedro Mendes conquista Bronze na Taça da Europa
Em Constanta-Mamaia, Roménia

Continua em grande destaque o Triatlo do Sport Lisboa e Benfica. Pedro Mendes, triatleta do Clube, conquistou este Domingo a Medalha de Bronze na Taça da Europa de Constanta-Mamaia, Roménia, na categoria de Elites.

Volvida uma semana após ter obtido o 11.º lugar no Campeonato do Mundo de Triatlo, no escalão de Sub-23, o benfiquista voltou a fazer história, ao obter o 3.º lugar na Roménia.

Pedro Mendes efectuou um excelente segmento de Natação (1500m), conseguindo, desde logo, um lugar no grupo da frente. Nos 40 km em bicicleta (Ciclismo), Pedro Mendes manteve o ritmo, não deslocou do grupo dos primeiros e arrancou para os últimos 10 km de Corrida numa excelente posição, que acabaria por confirmar ao cortar a meta no 3.º lugar da geral.

O triatleta do Sport Lisboa e Benfica consegue assim mais pontos para o ranking da ITU, voltando a competir no próximo dia 28 na Taça do Mundo de Alanya (TUR).

Segue-se, a 12 de Outubro, a Taça do Mundo de Cartagena (COL) e a 18 de Outubro a Taça do Mundo de Tongyeong (KOR).

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

Juvenis B conquistam Audi Hungaria ETO U16


Juvenis B conquistam Audi Hungaria ETO U16 Football Cup
SL Benfica – Barcelona, 4-1

A equipa B de Juvenis do Sport Lisboa e Benfica venceu este Domingo a grande final do Audi Hungaria ETO U16 Football Cup, torneio que se disputou nos últimos dias em Gyor.

O SL Benfica rubricou uma caminhada imaculada na prova, alcançando a Final depois vencer, por 1-0, o Dínamo Zagreb, com golo de Jota.

Na grande Final do Torneio, frente ao Barcelona, os “encarnados” até começaram a perder, contudo, Florentino, pleno de oportunidade, fez o empate que relançou o desafio.
Com um igual no marcador, o SL Benfica tomou conta das operações e José Gomes, com três golos da sua autoria, fechou o score em 4-1.

Com este resultado, o Glorioso conquista o 1.º lugar deste prestigiado Torneio.

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

agosto 31, 2014

Benfica – Sporting, 1-1


Benfica – Sporting, 1-1: Pormenores ditam empate injusto no dérbi
3.ª jornada da Liga portuguesa

Este domingo todos os caminhos foram dar ao Estádio da Luz, palco do dérbi dos dérbis em Portugal e que foi o “prato principal” da 3.ª ronda do Campeonato Nacional. O público aderiu e encheu quase por completo as 65 mil cadeiras da Catedral dando um colorido bonito ao ambiente, já ele, escaldante de um jogo desta dimensão. Ao cabo dos 90 minutos, empate a uma bola, com o tento do Benfica a ser marcado por Gaitán.

Digno deste jogo foi o seu início com ambas as equipas a jogarem o jogo pelo jogo. O Sporting foi a primeira equipa a estar perto do golo aos três minutos com Slimani a cabecear e a ficar perto do golo após pontapé de canto marcado por Jefferson.

Apesar de bem vivo, as melhores oportunidades surgiam nas bolas paradas. Aos cinco minutos foi o Benfica estar perto de ser feliz. Livre de Talisca ao qual respondeu Rui Patrício a sacudir para canto e na sequência, Luisão rematou para nova defesa.

O jogo estava animado e o primeiro festejo nas bancadas surgiu aos 11 minutos. Excelente jogada de entendimento entre Salvio e Maxi Pereira na direita, com este último a deixar o esférico para Gaitán que de pé direito bateu Rui Patrício. Logo de seguida foi um remate de Lima à meia volta que criou novo “frisson” na Luz.

A perder, o Sporting reagiu tentando carburar jogo ofensivo, nomeadamente através de Carrillo. Porém, foi o Slimani que marcou ao aproveitar uma abordagem menos positiva de Artur a um atraso de bola de Eliseu (19’).

Bem disputado a meio-campo, o encontro continuava a oferecer oportunidades para ambos os emblemas. Ao tiro de Eliseu por cima da barra da baliza “leonina”, respondeu Slimani com um remate frouxo na área para defesa de Artur, mas deveria ter sido assinalado fora-de-jogo ao argelino.

Depois de o Benfica ter começado melhor, o Sporting equilibrou a contenda e o empate ao intervalo aceitava-se. No reinício foi de novo Gaitán a “abrir o livro” ao tentar um chapéu após passe milimétrico de Enzo Perez. De seguida uma jogada com Tango. Gaitán centrou e à entrada da área, Salvio rematou um tudo-nada ao lado.

O Benfica continuava a carburar e após duas jogadas rápidas, Enzo Perez primeiro e Salvio depois estiveram bem perto do 2-1. Logo de seguida foi André Almeida a cabecear para a defesa da noite de Rui Patrício. Só dava Benfica e Salvio atirou às redes laterais após cruzamento de Lima.

Quando o jogo estava ao chegar ao fim, Artur fez a defesa da noite a remate de Capel. Desta forma, o Benfica passa a somar sete pontos.

Registo para o critério demasiado largo de Pedro Proença que permitiu inúmeras vezes entradas à margem da lei por parte dos adversários sem que fosse assinalada qualquer falta.
O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; André Almeida, Enzo Perez, Gaitán, Salvio, Talisca (Derley, 86’) e Lima.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

agosto 26, 2014

Katsouranis: Benfica é o melhor clube do Mundo



Katsouranis: «Disse ao Samaris que o Benfica é o melhor do Mundo»

Kostas Katsouranis acredita que Samaris vai ser bem sucedido no Benfica porque, entre outras características, "tem uma mentalidade e uma técnica muito fortes".

"É boa pessoa e penso que os adeptos vão gostar do Samaris. Já falámos muitas vezes sobre o Benfica. O que lhe disse? Que, para mim, é o melhor clube do Mundo", referiu o ex-médio do Benfica à Rádio Renascença.

Katsouranis considera que a aposta em Samaris é "100 por cento segura", já que se trata de um "bom jogador".

"Ele está feliz por representar uma grande equipa como o Benfica. Tem muita vontade de jogar", acrescentou.

Ruben Amorim sofre rotura total do ligamento cruzado


Informação clínica
O Sport Lisboa e Benfica informa que Ruben Amorim sofreu uma rotura total do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

O atleta será submetido a intervenção cirúrgica nos próximos dias pelo médico ortopedista, Dr. António Martins.

Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica


Força e Recupera Rápido 

agosto 25, 2014

Boavista – Benfica, 0-1


Boavista – Benfica, 0-1: Bessa do costume caiu à bomba
2.ª jornada da Liga portuguesa

Sete temporadas depois, a equipa principal de Futebol do Sport Lisboa e Benfica voltou ao estádio do Bessa e o Boavista voltou a jogar desafios do principal escalão do Futebol português. Na antecâmara da partida realce para o banho – já que agora está na moda – de multidão “pintada” de vermelho que fez uma calorosa recepção ao autocarro dos Campeões Nacionais e que depois se transportou para as bancadas durante os 90 minutos. Resultado? Vitória por 0-1, com tento de Eliseu.

Para Jorge Jesus não havia desculpas por o jogo ser em relvado sintético, mas a verdade é que os jogadores do Benfica necessitaram de um período de adaptação à nova realidade e só perto dos 15 minutos de jogo encontraram espaços nas alas através das incursões de Salvio e Gaitán secundados por Maxi Pereira e Eliseu, respectivamente. Tanta insistência quase deu em golo em duas ocasiões. Aos 24 minutos através de uma “bomba” de Eliseu e um minuto depois por Gaitán. Em ambas, Monllor evitou o tento benfiquista.

À passagem do minuto 36, Jara rompe para a área pela esquerda e pareceu sofrer um toque de João Dias. Marco Ferreira optou por mostrar cartão amarelo ao argentino. O jogo parecia complicado de resolver mas, aos 44 minutos um livre marcado por Gaitán, passou por vários jogadores até ao remate de Eliseu que de fora da área disparou a 89 km/h não dando hipóteses a Monllor. O 0-1 ao intervalo premiava a única equipa que tentou o golo nos primeiros 45 minutos.

No reatamento destaque para a confirmação de expulsão de Jorge Jesus que viu a segunda parte na bancada. Esse aspecto deixou o Benfica algo nervoso e motivou o Boavista que subiu as suas linhas sem criar, porém, lances de perigo. O Benfica sacudiu as iniciativas adversárias com os remates de Talisca, de Gaitán e de Salvio.

A equipa da casa ainda introduziu a bola na baliza de Artur por duas ocasiões mas Marco Ferreira já tinha apitado para anular os lances. O Campeão Nacional respondeu por Lima com perigo, mas o esférico saiu ao lado.

O triunfo foi difícil mas inteiramente justo uma semana antes do dérbi na Luz a contar para a 3.ª jornada do Campeonato.

Finalizar dizendo que no hiato temporal em que o Boavista esteve ausente das lides da Primeira Liga nada mudou. Agressividade desmensurada, um compêndio de faltas atroz e o pior, muitas vezes perante a passividade do árbitro Marco Ferreira.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; Ruben Amorim (André Almeida, 31’), Talisca, Salvio, Gaitán (Derley, 90’); Jara (Ola John, 64’) e Lima.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

agosto 23, 2014

Samaris assina contrato com o SL Benfica


Samaris assina contrato com o SL Benfica por cinco épocas
Médio internacional grego é reforço

Andreas Samaris é reforço da equipa principal de Futebol do Sport Lisboa e Benfica para a temporada 2014/15 e durante as próximas cinco épocas desportivas.

O médio internacional grego de 25 anos foi formado no PAO Varda, tendo feito toda a sua carreira profissional no Campeonato grego. Estreou-se como profissional no Panachaiki, passou depois para o Panionios e, em 2012, foi contratado pelo Olympiacos, embora tenha ficado mais um ano no Panionios, por empréstimo.

Na temporada 2013/14 fixou-se nos gregos do Olympiacos – onde se sagrou campeão - e acabou por merecer a confiança do seleccionador Fernando Santos que o lançou na selecção grega em Outubro, sendo depois convocado para o Mundial 2014, prova onde marcou um golo, frente à Costa do Marfim.

O Benfica fica detentor de 100 por cento dos direitos económicos e desportivos do atleta que adquiriu por dez milhões de euros e a cláusula de rescisão foi fixada em 45 milhões de euros.

Não perca as primeiras declarações do futebolista às 21 horas, na BTV.

FG/MR
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

agosto 19, 2014

JÚLIO CÉSAR ATERROU EM LISBOA


JÚLIO CÉSAR ATERROU EM LISBOA PARA FINALIZAR O ACORDO COM OS ENCARNADOS

Júlio César chegou a Lisboa as 23 horas, de um voo proveniente de Londres, acompanhado por Susana Werner, mulher do guarda-redes, e por um funcionário do Benfica.

O internacional brasileiro não quis alongar-se em comentários sobre o seu futuro mas confirmou a reunião com o clube da Luz.
«Não posso falar. Não tem nada acordado ainda não, venho conversar com eles (Benfica) ainda», afirmou Júlio César.

O guardião brasileiro conhece bem a equipa encarnada.

«O Benfica é um grandíssimo, um dos maiores clubes do Mundo.»

O internacional brasileiro tirou várias fotos no aeroporto, sobretudo com brasileiros. Foi muito requisitado.

agosto 18, 2014

Benfica – P. Ferreira, 2-0

Benfica – P. Ferreira, 2-0: Quebrar tradição na defesa do título
1.ª ronda da Liga
O Sport Lisboa e Benfica iniciou a defesa do título nacional com uma vitória frente ao Paços de Ferreira, no Estádio da Luz, por 2-0. Um golo em cada parte fez com que a equipa quebrasse o registo de não vencer, desde 2005, o jogo inaugural do Campeonato.

Para o arranque da edição 2014/15 da Liga, o treinador da equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, Jorge Jesus, apostou no mesmo onze que entrou para jogar a Supertaça Cândido de Oliveira, no domingo anterior. Do lado contrário, o Paços de Ferreira entrou com o intuito de incomodar a baliza de Artur Moraes, apresentando linhas muito subidas, o que dificultou, inicialmente, as saídas para o ataque por parte do Benfica.

Ainda assim, a equipa da Luz criou a primeira situação antes dos 10 minutos, através de um remate perigoso de Lima (8’).

No minuto seguinte, o Paços de Ferreira arrancou uma grande penalidade, muito contestada pelos jogadores da casa, nomeadamente por Eliseu. O árbitro Cosme Machado considerou que o defesa-esquerdo empurrou Hurtado no interior da área.

Depois de ter defendido três penáltis na Supertaça, Artur Moraes voltou a ser enorme na baliza, ao defender a tentativa de Manuel José (9’).

O Benfica libertou-se aos poucos da pressão do conjunto orientado por Paulo Fonseca e começou, assim, a desequilibrar o adversário em termos defensivos. Numa das boas jogadas de ataque, Maxi Pereira cruzou e Lima rematou por cima (23’).

Adivinhava-se o golo das “águias” e ele apareceu pouco depois. Gaitán combinou com Maxi Pereira, este entrou na área e rematou para o fundo da baliza do Paços de Ferreira (25’).

A partir daqui foi um Benfica ainda mais dominador, perante um opositor com mais dificuldades para sair com perigo para o ataque.

Uma das notas antes do descanso foi a saída do argentino Enzo Perez, que foi substituído por Franco Jara (42’).

Paciência até marcar

A segunda parte continuou a mostrar um Benfica muito consistente nos seus processos, mas mais do que isso conhecedor da realidade futebolística nacional. Perante um adversário apostado em tentar aproveitar um erro defensivo das “águias”, a equipa da Luz soube gerir os tempos de jogo e atacar a baliza nos momentos certos. Depois de ter estado perto de marcar por intermédio de Jara (54’) e Lima (56’), o chamado golo da tranquilidade apareceu aos 72 minutos. Gaitán, que tinha visto um remate ser bloqueado por um braço de um adversário (65’), cruzou para o cabeceamento colocado de Salvio.

O Benfica venceu por 2-0 e começou, assim, a defesa do título nacional da melhor forma possível. Na próxima jornada, a equipa treinada por Jorge Jesus vai jogar no recinto do Boavista. O encontro está marcado para as 19h30 do próximo domingo.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão (c), Jardel e Eliseu; Ruben Amorim, Enzo Perez (Jara, 42’), Gaitán, Salvio e Talisca (André Almeida, 74’); Lima (Ola John, 87’).

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica


agosto 14, 2014

Estádio do SL Benfica atinge os 12 milhões de espectadores



No próximo domingo, no jogo de estreia da Primeira Liga, o Estádio do Sport Lisboa e Benfica atingirá os 12 milhões de espectadores. Venha ao Estádio da Luz e faça parte da história do maior Clube do Mundo!

O espectador 12 milhões receberá uma camisola oficial do Clube e será contemplado com um Red Pass.

Até à data, a Catedral da Luz recebeu 11.975.923 espectadores, distribuídos pelas seguintes competições:

· Primeira Liga – 6.745.670

· Taça de Portugal – 642.778

· Taça da Liga –
269.383


· Champions League – 1.387.495

· Europa League – 1.358.082

· Segunda Liga – 21.061

· Amigáveis + Eusébio Cup + Fundação – 750.957

· Campeonato Nacional de Juniores – 22.193

· Selecção Nacional + Euro 2004 – 778.304



Jogadores do plantel de futebol convidam sócios para o jogo

Ainda no âmbito da partida do próximo domingo, jogadores da equipa principal de Futebol vão telefonar amanhã, quarta-feira, 13 de Agosto, a alguns Sócios – escolhidos aleatoriamente – convidando-os para virem ao Estádio, numa iniciativa que se insere na campanha Red Pass.

agosto 13, 2014

Glorioso conquista 5.ª Supertaça




Glorioso conquista 5.ª Supertaça e faz Poker inédito em terras lusas
SL Benfica – Rio Ave, 3-2 (g.p.)

O Sport Lisboa e Benfica conquistou nesta noite de Domingo, em Aveiro, a 5.ª Supertaça do seu riquíssimo palmarés desportivo. Frente a um Rio Ave que teve o condão de não sofrer golos durante 120 minutos, Artur acabou por ser o herói da noite ao defender três grandes penalidades.

Estão de regresso as emoções do Futebol espectáculo! Casa cheia no Municipal de Aveiro para acolher nesta noite de Domingo a 36.ª edição da Supertaça Cândido Oliveira.

O Sport Lisboa e Benfica, Campeão Nacional, vencedor da Taça de Portugal e da Taça da Liga, defrontava o Rio Ave, finalista vencido no Jamor…. e a maré vermelha fez questão de dizer presente desde já, porque juntos somos mesmo mais fortes!

Presente em quinze edições da Supertaça, tendo vencido em quatro ocasiões (1980, 1985, 1980 e 2005), o Glorioso apresentou-se em Aveiro com o desejo claro de conquistar mais um troféu, fazendo aquilo que mais nenhuma equipa portuguesa conseguira fazer até ao momento: vencer, na mesma temporada, as quatro provas oficiais em disputa!

E se assim o desejou, trabalhou para isso, foi a melhor equipa em campo, materializou-o e conseguiu tornar a escrever História! Depois do inédito triplete em 2013/14, hoje fez-se o poker!

Domínio avassalador na primeira metade

Apito inicial de Duarte Gomes e o primeiro caso do jogo. Dois minutos volvidos, canto cobrado, Luisão cabeceia mas a bola é desviada da baliza pela mão de um defesa vilacondense. Grande penalidade não assinalada!

Sinal mais dos “encarnados” a mandarem no jogo desde cedo, com as oportunidades, em qualidade e quantidade, a surgirem, com Cássio a ver a redondinha a acercar-se com muito perigo junto às suas redes.

Talisca, Salvio, Eliseu e Lima deram os avisos… a partir dos 20 minutos a pressão intensificou-se e foi um autêntico massacre, com o Benfica a anular por completo a formação orientada por Pedro Martins que, sem fazer um único remate à baliza, apenas a espaços conseguia responder, mas sempre sem qualquer género de consequências.

Apenas por uma ocasião, já em cima do descanso, Artur complicou, mas acabou por resolver.

Primeira metade com domínio avassalador do Sport Lisboa e Benfica, que claramente merecia estar a vencer, frente a um Rio Ave sem soluções para suster o Campeão Nacional. Teimaram em não aparecer os golos e o nulo persistia ao intervalo.

Emoção até ao final…

E a segunda metade foi a cópia da primeira. O Benfica carregou, carregou, mas as redes vilacondenses mantiveram-se invioláveis até ao apito para o final do tempo regulamentar.

Nulo injusto para os Campeões Nacionais que mereciam - há muito - estar em vantagem! Seguiu-se o prolongamento.

A abrir os 30 minutos, defesa espectacular de Cássio… uma, mais outra e mais outra! Impressionante! A bola continuou a recusar-se a entrar e seguiu-se então a marcação das grandes penalidades.

Artur defendeu o remate de Tarantini, Cássio imitou-o e defendeu o penálti de Derley. Filipe Augusto fez o primeiro golo da noite, Lima fez o 1-1. Ukra apontou o 2-1, Tiago fez o dois igual. Diego Lopes permitiu a defesa de Artur, o capitão, Luisão, colocou pela primeira vez o Benfica na frente: 3-2. Tiago Pinto rematou, o guardião brasileiro defendeu… e a Supertaça vem direitinha para o Museu Benfica Cosme Damião.

Conquistado o primeiro troféu oficial, o Sport Lisboa e Benfica focaliza desde já a sua atenção no arranque do Campeonato Nacional. O Glorioso inicia a defesa do título no próximo Domingo, dia 17 de Agosto, pelas 19h15, frente ao Paços de Ferreira, no Estádio da Luz.

O Sport Lisboa e Benfica iniciou esta partida com Artur; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu; Salvio (Tiago, 106’), Gaitán (Ola John, 98’), Enzo Perez, Talisca (Derley, 68’) e Rubem Amorim; Lima.

SA



julho 01, 2014

Adidas lança camisola alternativa do SL Benfica (com vídeo)



Após o sucesso do lançamento da camisola principal do Sport Lisboa e Benfica, a Adidas lança agora a nova camisola alternativa do Clube, para a época 2014/15. O novo modelo destaca-se pelas cores ousadas e contrastantes, numa clara aproximação às novas tendências de moda: o cinzento-escuro e fúcsia.

O lançamento é ainda acompanhado por um vídeo que vai revelando a camisola através da cor, pormenores e símbolos do Clube – as três estrelas do logo, o Estádio da Luz, a águia Vitória, uma plateia de fãs ao rubro e ainda o cenário de comemoração do Benfica vencedor do 33.º Campeonato Nacional de Futebol. Desta forma, a Adidas pretende demonstrar e sublinhar a importância do envolvimento emocional dos adeptos junto do universo de jogadores do Clube.



junho 13, 2014

Oblak é intransferível


O guarda-redes Jan Oblak é um dos poucos elementos do plantel que o presidente do Benfica Luís Filipe Vieira considera inegociável. Segundo o jornal A BOLA, a SAD do clube prepara-se para resistir aos ataques do mercado pelo guardião esloveno, que tem sido apontado como alvo prioritário do Atlético Madrid.

maio 24, 2014

Uma mediada bem vinda e para ficar



A UEFA anunciou, através de comunicado, que será proibido fumar no Estádio da Luz durante a final da Liga dos Campeões, marcada para este sábado, entre Real e Atlético Madrid.

A política de não-fumadores estará em curso assim que os adeptos passarem os torniquetes de acesso ao recinto e haverá avisos através da instalação sonora. Qualquer pessoa que esteja no estádio a fumar tabaco ou cigarros eletrónicos será convidada a parar, indica ainda o comunicado da UEFA.