setembro 27, 2012

SLBenfica ROUBA Clésio ao FC Porto

FC Porto chegou tarde para contratar Clésio

Director executivo do Ferroviário de Maputo revela a Bola Branca que Clésio vai para o Benfica porque, quando o FC Porto chegou a Maputo, já o empresário do jogador colocara na Luz o melhor marcador de Moçambique.

O FC Porto já não chegou a tempo de contratar Clésio, o jovem avançado de 17 anos do Ferroviário de Maputo que no próximo mês ingressará nos quadros do Benfica.

Em entrevista a Bola Branca, o director executivo do Ferroviário, Sérgio Kanji, revela que quando os azuis e brancos chegaram a Maputo para assinar o protocolo de cooperação com o clube moçambicano, já o passe de Clésio pertencia a Bruno Morgado, empresário FIFA que colocou o jogador no Benfica.

Clésio chegará ao Benfica com 18 anos, a mesma idade que Eusébio tinha quando se estreou pelos encarnados a 23 de Maio de 1961. Sérgio Kanji evita comparações entre os dois jogadores, mas felicita a aposta do Benfica em Clésio porque confia no potencial do jogador.

"Tem potencial que precisa de ser limado e explorado. É muito rápido, chuta bem e vai ser mais alto que o Eusébio. A aposta do Benfica é uma aposta certa", diz Sérgio Kanji.

Equipa "A" aos 19 anos
Clésio completa 18 anos no próximo dia 11 de Outubro e só depois dessa data será libertado pelo Ferroviário de Maputo para representar o Benfica. O director executivo do Ferroviário confirma que o contrato com os encarnados prevê as várias etapas a queimar, antes do jogador chegar à equipa principal da Luz, devendo começar na equipa júnior.

"Ele vai partir na melhor altura para ingressar no futebol júnior para beber um pouco de um futebol diferente ainda nesse escalão de formação. Penso que a evolução do Clésio vai ser muito rápida e que aos 19 anos estará na equipa 'B' ou até na equipa 'A' ", sublinha.

Nesta entrevista, Sérgio Kanji descreve a carreira de Clésio no Ferroviário de Maputo e nas selecções de Moçambique e insiste em que, apesar da venda de Clésio ao Benfica, o protocolo assinado com o FC Porto é para avançar com o objectivo de "encontrar novos Clésios".

In RR

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3569


Destaques

Principais títulos

Liga dos Campeões: "Quem manda na Luz é o Benfica!" (Pág. 09)

Títulos

2 Síntese +Comunicado à CMVM: "Receitas históricas"
3 Actualidade: "Calendário vai apertar"
4 Crónica Académica-Benfica: "Impedidos de ganhar"
5 Análise à Liga: "Xistrados de novo" + Opinião João Malheiro
7 Antevisão Paços de Ferreira-Benfica: "Objectivo: liderança" + Opinião Afonso Melo
9 Liga dos Campeões: "Na Luz manda o Benfica!"
11 Equipa B: "Que venha o Leixões" + Opinião Pedro Ferreira
12/13 Zona de Decisão - Pedro Mantorras: "Não é só vestir a camisola do Benfica, temos que senti-la"
14 Opinião Pragal Colaço: "A divisão do trabalho"
15 CFC - 2ª Edição da Youth Cup: "Torneio de elite"
16/17  6º aniversário do CFC: "Seis anos de uma caixa cheia de talentos"
18 CFC - 2ª Edição da Youth Cup: "Formação de luxo"
19 Juniores: "Olhanense antes da paragem do Campeonato"
21 Benfica TV - Reportagem Especial: "Amar à distância" + Geração Benfica
22/23 Basquetebol - 1º torneio Internacional do Benfica: "Potencial ilimitado" + "Vencer todas as provas"
24 Hóquei em Patins: "Venha a 7ª Supertaça"
25 Futsal: "Benfica não pára de golear" + Opinião João Diogo
26 Voleibol: "Preparação continua em Espanha" + Ténis de Mesa: "29º Torneio Corbillon da Seixaliada"
27 Andebol: "Manter as mãos certeiras" + Atletismo: "Caras novas"
28/29 Inauguração das Casas do Benfica em Almada e Aveiras de Cima: "A nossa obrigação é garantir que haja futuro para o Benfica"
30 Tome nota + Programação Benfica Tv +Bilhar: "Planteis já são conhecidos"
31 Opinião Luis Fialho: "Contas deste rosário"
32 Atletismo: "Dois reforços" + Clube - CNID: "Prémios atletas do ano" + Multimedia + Opinião João Paulo Guerra + Breves

setembro 24, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3568


Destaques

Principais títulos

Atletismo - treinos de captação: "Os jovens querem praticar desporto no Benfica"
(Pág. 28)



Títulos  


2 Síntese +Desenvolvimento de aplicações: "Benfica lança programa digital"
3 Fotoreportagem: "Benfica em Glasgow"
4 Crónica Celtic-Benfica: "Quem cantou em Celtic Park"
5 Análise à Liga dos Campeões: "Jogo 200 com nota positiva"
7 Antevisão Académica-Benfica: "Mostrar que a lição está bem estudada" + Opinião Arons de Carvalho
8 Equipa B - Crónica Benfica-Tondela: "Faltou um golo para se fazer justiça!"
9 Equipa B - antevisão: "Ataque à vila das Aves"
11 Futebol - Melgarejo renovou até 2018: "Continuar com humildade" + Opinião João Malheiro
12 Fundação Benfica: "O sonho de Layane e Carlos" + Opinião Jorge Miranda
13 Zona de Decisão - Nuno Lobo: "O Benfica era, e é, o colosso nacional e internacional" + Opinião Afonso Melo
15 Opinião Pragal Colaço: "A irracionalidade dos comportamentos humanos"
16/17  Cabo Verde - Geração Benfica: "Mindelo é o novo palco da Geração dos Campeões"
19 Juniores: "Lanterna Vermelha pela frente"
20 Juvenis: "Imparáveis no topo"
21 Iniciados A: "De pé quente"
22 CFC - Aniversário comemorado com 2ª edição do Youth Cup: "Caixa mágica de talentos"
23 Futsal: "Vitória no regresso a casa"
24 Atletismo: "Duplo reforço no meio fundo" + J. Grave: "Vou dar o meu melhor"
25 Basquetebol: "Trio espanhol junta-se aos Campeões"
26/27  Andebol: "Italianos no caminho" + "ABC da vitória" + Voleibol: "No Torneio de Lamego"
28 Atletismo - treinos captação: "Os jovens querem praticar desporto no Benfica"
29 Hóquei em Patins: "Ossos duros de roer"
30 Tome nota + Programação Benfica Tv + Atletismo - Veteranos: "Francisco Valente campeão da Europa"
31 Opinião Luis Fialho: "Contem-me histórias"
32 Clube: "Benfica tem 3º melhor site dos Clubes da Champions" + Opinião João Paulo Guerra + Breves

setembro 11, 2012

Arons de Carvalho in "O Benfica"



Em grande

1.Domingo em grande. Começou com duas saborosas vitórias nas Supertaças de Futsal e Andebol. Terminámos a época passada com quatro títulos nacionais, iniciámos esta já
com duas Supertaças. Excelente. Depois um complicado mas indiscutível 3-0 sobre o Nacional. Antes e depois, duas "sombras": as saudades de Javi Garcia e Witsel e a preocupação por algum desequilíbrio que se nota no plantel - muitas (e boas) opções atacantes, bem escassas alternativas do meio campo para trás.

2.Carlos Barbosa da Cruz, na sua coluna de opinião no Record, vem, à boa maneira sportinguista, desvirtuar a história, referindo que o Sporting cedeu os seus direitos ao Benfica em 1941, quando o nosso Clube ficou sem o seu campo das Amoreiras (para possibilitar a construção da auto-estrada) e passou para o Campo Grande. E, pelo meio, ainda diz que o nosso Clube “já nessa altura se encostava bem”, falando em “pressões políticas”.
É preciso lata! Tão bem se “encostava” que veio a fazer a inauguração do novo campo a 5 de Outubro (de 1941), data da implantação da república e que tão mal vista era pelo regime de Salazar. Pois acontece que o campo onde o Benfica passou a jogar (o campo do Campo Grande) nunca pertenceu ao Sporting, foi sim arrendado ao clube até 1936, ano em que o Sporting ali deixou de jogar. E o Benfica passou a utilizá-lo pagando uma renda de 600$ mensais à Câmara. E enquanto fez obras no campo e bancadas o Benfica utilizou para os seus jogos também os campos do Belenenses e da Cuf e não só o do Sporting.

3.A propósito das colunas de opinião dos jornais, continuo a dizer que o Benfica está, de uma forma geral, mal representado. Em A Bola, registou-se a inacreditável exclusão de Ricardo Araújo Pereira (com medo de perderem Miguel Sousa Tavares!). No Record, muito estranhamente, entre os seis” opinadores" que escrevem semanalmente artigos nos dois espaços diários do jornal e não estão na condição de jornalistas independentes, nada menos de quatro são assumidamente do Sporting (Alberto Rosário, Daniel Oliveira, Carlos Barbosa da Cruz e Miguel Salema Garção), um do FC Porto (Júlio Magalhães) e um do Benfica (Rui Rangel) … que ainda por cima só escreve de duas em duas semanas, alternando com Salema Garção.
Uma grande discriminação! E a António Pedro Vasconcelos, que há algumas semanas fez dois excelentes artigos de defesa do Benfica, terão dito que não lhe poderiam pagar….














setembro 08, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3567


Destaques

Principais títulos

Liga dos Campeões: "Na elite europeia" (Pág.7)


Títulos  


2 Síntese + Acção Red Pass: "Jogadores deliciam fãs"
3 Entrevista Lima: "Sou mais um para ajudar o Benfica" + Opinião Arons de Carvalho
4/5 Entrevista Lima: "Sinto-me honrado por vestir esta camisola" + Opinião Afonso Melo
7 Liga dos Campeões: "Na elite europeia" + Opinião João Diogo
8/9 Liga dos Campeões: "Prometedor conflito de escolas futebolísticas"
11 Javi Garcia, Saviola e Witsel: "Gracias Campeones"
12 Crónica Benfica - Nacional: "Triunfar com a cabeça"
13 análise à Jornada: "Lideranças várias" + Opinião João Malheiro
14 Equipa B: "Juventude dá bailinho"
15 Opinião Pragal Colaço: "Peças de xadrez (III) e a Champions League"
16/17  Inauguração da Casa do Benfica em Serpa: "Vamos cumprir com as nossas obrigações"
19 Juniores: "Construir mais uma vitória" + Opinião Pedro Ferreira
20 Juvenis: "Continuar na liderança" + Iniciados: "Começar a defesa do título"
21 Apresentação dos Benjamins: "Está aí a nova época!"
22/23 Futsal: "O maior de Portugal!"
24/25 Andebol: "Supertaça continua na Luz"
27 Voleibol: "Arranque com sabor a samba"
28/29 Basquetebol - Entrevista Sérgio Ramos à Benfica TV: "Quero olhar para o futuro e crescer nesta nova etapa" + Râguebi: "Inicio dos trabalhos"
30 Atletismo: "Resultados positivos nos Jogos Paralímpicos de Londres"
31 Tome nota + Programação Benfica Tv + UEFA Futsal Cup: "Benfica apresenta candidatura"
32 Futebol - Matic: "Queremos dar o nosso melhor" + Multimedia + Breves

setembro 05, 2012

Por força da lei _ Ricardo Costa


O campeonato da TV


Anda algo no ar que se respira. Percebe-se que se movimenta algo mais do que a discussão do “controlo” da exploração mediática do futebol profissional. Alguns dizem estar na hora de colocar a nu a rede do monopólio na aquisição dos direitos televisivos e, pelo caminho, contestar a “mão longa” dos financiamentos travestidos de letras de câmbio sacadas ao momento. A hora, portanto, de dissecar os contratos que desenharam um mercado impenetrável e tendencialmente perpétuo na transmissão televisiva dos nossos campeonatos profissionais.


É certo que os contratos que cedem os direitos de transmissão dos jogos de futebol são para se cumprir. Mas a regra do cumprimento não é imune aos vícios que ferem um contrato. Por agora, a maioria dos clubes (pressionados pelas insuficiências financeiras) começa a tomar consciência das possíveis ilegalidades dos contratos que assinaram com o monopolista, liderados pela convicção jurídica de um presidente da Liga que apregoa a alternativa da negociação e gestão centralizada dos direitos televisivos. Na verdade, os acordos sucessivamente celebrados entre a PPTV/Controlinveste/Sport TV e os clubes/SAD confrontam-se com mais do que uma frente de potentes dúvidas em face do princípio legal que proíbe os acordos que impedem, falseiam ou restringem a concorrência no mercado nacional: (1) as cláusulas de exclusividade obstam a entrada de potenciais adquirentes de direitos televisivos; (2) as cláusulas de duração por muitos anos parecem ser desproporcionadamente restritivas de um mercado concorrencial, especialmente se tivermos em conta que já se decidiu para campeonatos europeus que esse prazo não podia ser superior a 2 ou 3 anos; (3) as cláusulas que dão preferência à Controlinveste na aquisição dos direitos de transmissão dos jogos durante os 3 anos seguintes ao fim dos contratos tendem a reforçar um privilégio abusivo na exploração comercial desses direitos; (4) a cessão dos direitos dos jogos para todas as plataformas de exploração dos direitos “multimédia” faz aproximar perigosamente a invocação da nulidade de todo o contrato.


Se for declarada, pelas autoridades competentes, a nulidade e/ou a redução temporal dos contratos firmados pelo monopolista, estará encontrada a oportunidade para se entrar na era do leilão dos direitos televisivos. E, pensarão alguns, encontrar um outro modelo e novos protagonistas. Será? Teremos de esperar pelos desenvolvimentos desta espécie de “campeonato da TV”, porventura o mais desafiante da presente época desportiva!

In Record

setembro 04, 2012

Jornal " O Benfica " Edição Nº 3566



Destaques

Principais títulos

Sócio nº 1 faleceu: "Obrigado e até sempre José Gonzalez" (Pág. 2) (Pág. 3)

Títulos  

2/3 Síntese + Sócio nº 1 faleceu: "Obrigado e até sempre José Gonzalez" + Opinião Arons de Carvalho
4/5 Sorteio Liga dos Campeões: "O nosso lugar é entre os melhores da Europa"
6 Crónica Vit. Setúbal-Benfica: "Mão cheia para tapar algumas bocas"
7 Análise à Liga: "No topo da tabela"
8 Antevisão 3ª jornada: "Defender a liderança"
9 Rodrigo renovou até 2019: "Benfica é o Clube certo para continuar a minha caminhada" + Opinião Pedro Ferreira
11 Equipa B - Ivan Cavaleiro renovou até 2018: "Sempre sonhei por este momento" + Opinião Afonso Melo
12 Crónica Benfica B - Belenenses: "Festival de golos na Luz"
13 Equipa B - Análise à jornada e antevisão: "Que continue o espectáculo"
15 Opinião Pragal Colaço: "Futebol, futebol, mais futebol e as peças de xadrez (II)"
16/17  Poster Andebol 2012/13
19 Entrevista Armando Jorge Carneiro: "Queremos formar atletas de excelência"
20 Juniores: "União para vencer"
21 Juvenis A: "Rumo à 3ª vitória" + Opinião João Diogo
22 Iniciados: "Vitórias importantes"
23 Apresentação das equipas de Infantis: "Chegou a hora de começar"
24 Futsal: "Queremos a 6ª Supertaça"
25 Futsal - Entrevista Gonçalo Alves: "Não facilitar em nada"
26 Andebol: "Em defesa da Supertaça"
27 Andebol - Entrevista Carlos Carneiro: "Espero o apoio dos adeptos"
28 Basquetebol: "Campeões já trabalham"
29 Hóquei em Patins: "Nova época, a mesma ambição"
31 Tome nota + Programação Benfica Tv + Saudade: "Veteranos em Penalva do Castelo" + Pesca: "Rui Gomes sobe ao 1º Lugar"
32 Joel Queirós e a Supertaça de Futsal: "Vai ser uma grande final" + Basket - Pedro Belo à Benfica TV: "Regresso com mais responsabilidade" + Multimedia + Breves
  

setembro 03, 2012

Futral _ SLBenfica – Modicus, 5-3


SLBenfica – Modicus, 5-3: Aí está a 6.ª Supertaça do palmarés!

A equipa de Futsal masculino do Sport Lisboa e Benfica conquistou este domingo, dia 2 de Setembro, a sexta Supertaça da sua história, ao bater o Modicus por 5-3.

O pavilhão do Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos acolheu o primeiro jogo oficial da temporada, onde em causa estava a luta pela Supertaça.

Vencedor do Campeonato e da Taça de Portugal, a equipa orientada por Paulo Fernandes mediu forças frente ao Modicus, formação que foi finalista vencida da Taça de Portugal na temporada transacta. Foi, precisamente, o opositor que abriu o marcador no desafio. Com 11 minutos para o fim do primeiro tempo, Luís Miguel bateu o guarda-redes Bebé.

A resposta do Benfica surgiu no minuto seguinte e através de uma conclusão do brasileiro Davi. A pressão benfiquista intensificou-se e o segundo golo acabou por surgir com naturalidade. Após um livre de Gonçalo Alves, Joel Queirós colocou o esférico dentro das redes contrárias. Faltavam três minutos para o descanso e a vantagem era mais que justa.

O conjunto de Sandim voltou a entrar no jogo no início do segundo tempo, uma vez que igualou por intermédio de Gabriel. Faltavam ainda 16 minutos para o fim e o Benfica carregou no acelerador, algo que teve efeitos praticamente imediatos. É que, numa jogada de insistência, Marinho facturou a 13’ do fim. Com 10 minutos para o final, Vítor Hugo ampliou o marcador para as “águias”.

Luís Miguel, a dois minutos do final ainda reduziu, mas o triunfo não fugiu ao Sport Lisboa e Benfica, até porque Gonçalo Alves desfez qualquer género dúvida a um segundo do fim, aproveitando a utilização de guarda-redes avançado por parte do Modicus.

Com a vitória na Supertaça, o Clube passou a ser o emblema nacional com mais títulos no Futsal.

 Website SLB

Andebol _ Sporting - SLBenfica, 26-29



 Sporting - SLBenfica, 26-29: Supertaça continua a ser nossa!

A equipa de Andebol do Sport Lisboa e Benfica venceu o Sporting por 26-29, conquistando assim a quarta Supertaça.

Foi no pavilhão Multiusos de Fafe que se disputou a Final da Supertaça que pôs frente o Sporting e o Benfica, naquele que foi o segundo jogo oficial da época desportiva 2012/2013.

Apesar de ter sido o Sporting a inaugurar o marcador, o Benfica rapidamente deu a volta, mantendo-se quase sempre em vantagem ao longo da partida. Aos 3’, foi José Costa que abriu o marcador do lado do Benfica.

O encontro chegava ao intervalo em igualdade por 14 – 14, com José Costa (3), Cláudio Pedroso (5), Davor Cutura (1), Dario Andrade (2), Carlos Carneiro (2) e David Tavares (1) a fazerem as alegrias dos benfiquistas.

No segundo tempo, a equipa da Luz entrou decidida em conquistar mais um troféu. Com o pé no acelerador, foi Davor Cutura que fez o primeiro golo da segunda parte, logo ao primeiro minuto.

A partir daí, a vantagem esteve sempre do lado do Benfica. Cláudio Pedroso (6), David Tavares (6), José Costa (6), Carlos Carneiro (5), Dario (4) e Davor Cutura (2) foram os protagonistas dos golos do segundo tempo, tendo sido José Costa a fechar as contas do marcador do encontro.

Depois de um ano sem a realização da Supertaça, o Benfica voltou a conquistar o troféu, o seu quarto no Palmarés.

Website SLB

setembro 02, 2012

SLBenfica – Nacional, 3-0



SLBenfica – Nacional, 3-0: Muita cabeça na hora de voltar ao topo

O Benfica abriu, este domingo, o caminho para a vitória frente ao Nacional com dois golos de cabeça. Mas a noite fechou com mais um tento, dando uma outra expressão ao triunfo na 3.ª jornada do Campeonato Nacional.

Numa noite de intenso calor no Estádio da Luz, a equipa comandada por Jorge Jesus enfrentou um adversário com as suas linhas extremamente recuadas, o que dificultou a criação de espaços. Ainda assim, a oportunidade mais clara do primeiro tempo pertenceu ao Benfica. Enzo Perez trabalhou do lado esquerdo e descobriu Salvio no lado contrário, com este último a rematar com estrondo ao poste da baliza (12’) do guardião visitante, Vladan.

Quando o relógio assinalava a meia hora de jogo, Cardozo fez uma excelente abertura para Salvio, contudo, o argentino não chegou a tempo para facturar.

Os números ao intervalo indicavam mais ataques e posse de bola para o Benfica, mas o marcador registava um nulo. No que respeita a substituições, o Benfica já tinha sido obrigado a mexer devido a um toque de Carlos Martins. O sérvio Matic entrou para o seu lugar.

Mas o nulo do intervalo sofreu rapidamente alterações. Com uma entrada fulgurante, o conjunto da casa abriu o activo por intermédio de um cabeceamento de Cardozo (50’). Foi uma jogada que ficou marcada pela excelente abertura de Melgarejo para Salvio, que colocou depois o esférico para Maxi Pereira fazer o cruzamento letal para o paraguaio.

A dinâmica “encarnada” voltou à carga aos 56  minutos. Salvio, apertado por vários adversários, desembaraçou-se dos mesmos e fez um cruzamento com conta, peso e medida para Rodrigo, que concluiu de cabeça.

Foi, então, com muita inteligência e paciência que a equipa orientada por Jorge Jesus soube contrariar a defesa do Nacional da Madeira e, assim, voltar ao primeiro lugar da tabela classificativa. Mas, antes do apito final, Cardozo voltou a facturar e a fixar o resultado final em 3-0. Com esta vitória, o Benfica voltou ao primeiro lugar da tabela classificativa.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay e Melgarejo; Witsel, Carlos Martins (Matic, 45’), Enzo Perez (Nolito, 66’) e Salvio; Rodrigo (Aimar, 72’) e Cardozo.

Website SLB