agosto 03, 2011

Email Aberto _ Domingos Amaral




Crédito difícil


From: Domingos Amaral
To: José Mourinho

Caro Mourinho
Na Europa, rareia o dinheiro. Nenhum dos grandes clubes de Itália, Inglaterra ou Alemanha gastou até agora muito em aquisições. Já nem mesmo Abrahmovic torra milhões à toa. Os únicos que o fazem são os árabes. Seja no Manchester City, onde já se haviam instalado; seja nas novas plataformas petrolíferas que assentaram arraiais em Paris, no PSG; ou em Málaga, no clube local. São eles que ainda animam o “mercado”. Mesmo os dois grandes de Espanha, e apesar de também eles poderem agora contar com o caroço de patrocinadores árabes – o teu Real com a Emirates, o Barça com a Qatar Foundation – têm comprado pouco, e com dificuldades.

Veja-se o tempo que demoraram os negócios de Coentrão, de Alexis Sánchez, ou a novela do “vai, não vai” de Fàbregas. Tudo isto são sinais que apontam no mesmo sentido: o crédito, na Europa, está muito difícil. Ora, um continente em crise é um continente mais barato. Talvez por isso a grande maioria dos reforços de Benfica e Sporting tenha vindo da Europa, e já não da América Latina, que encareceu.

O Brasil então, está impossível, e só o FC Porto fez loucuras por lá. Lula deixou a economia em expansão permanente e assistiu-se a uma revolução no futebol. O Brasil vendia tudo, qualquer talento emigrava de imediato, mas agora já compra e, mais do que isso, recusa vender. O teu grito desesperado a Neymar, dizendo-lhe para “vir para o Real”, é um sinal dos tempos. Já nem mesmo o Real parece ter argumentos financeiros para roubar um grande talento ao Santos. Se o Brasil se mantiver forte e rico, e os seus jogadores por lá ficarem, acaba uma era no futebol europeu.
In Record

1 comentário:

andremt disse...

Viva,
Queria convidar este blog a participar neste passatempo:
http://benficahd.blogspot.com/2011/08/passatempo-prognosticos.html

Vou fazer o mesmo noutros blogs, penso que seria uma forma de unir toda a blogosfera benfiquista.