outubro 18, 2012

3.ª elim. Taça de Portugal _ Freamunde – Benfica, 0-4




Freamunde – Benfica, 0-4: Seguir em frente com chuva de...golos



A equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica qualificou-se esta quinta-feira para os 16 avos-de-final da Taça de Portugal, ao vencer no recinto Freamunde, por 0-4. Lima, Cardozo, Salvio e André Gomes apontaram os golos da vitória.

Na abordagem ao encontro com o emblema da Segunda Liga, o treinador Jorge Jesus apostou na titularidade de alguns elementos com menos minutos na presente temporada, nomeadamente no sector mais recuado. Paulo Lopes estreou-se oficialmente na baliza em jogos oficiais pela equipa principal, tal como Sidnei no eixo da defesa e Luisinho no lado esquerdo.

A equipa entrou determinada a evitar qualquer género de surpresa, até porque os jogos da Taça de Portugal motivam ainda mais os adversários dos clubes de maior dimensão. Foi, então, desde muito cedo que o Benfica procurou os caminhos para a baliza do Freamunde, com o primeiro lance digno de registo a acontecer aos três minutos. Nolito fez um passe brilhante e Lima viu o seu chapéu ao guarda-redes Tó Figueira sair ligeiramente por cima. Depois da ameaça, Lima não perdoou…Após um pontapé de canto de Carlos Martins, a bola bateu nas costas de Sidnei e foi parar aos pés do atacante brasileiro, que abriu tranquilamente o activo (15’). Aos 19 minutos foi a vez de Salvio aparecer em grande estilo no interior da área do conjunto nortenho, rematando para uma defesa do guardião visitado.

Carlos Martins foi outro dos protagonistas do primeiro tempo. Com uma bela execução, o médio também procurou, tal como já tinha feito Lima, fazer um chapéu a Tó Figueira, mas este último reagiu a tempo e evitou o segundo tento (31’), isto depois de Paulo Lopes também ter estado muito bem entre os postes dos “encarnados”.

O Benfica viu o seu domínio ter a devida recompensa com o segundo golo antes do intervalo. Após uma assistência de cabeça de Lima, Cardozo dominou o esférico e bateu, sem contemplações, o guarda-redes do Freamunde (44').

Mais dois golos...
A segunda parte confirmou ampla a superioridade benfiquista, com jogadas de encher o olho. A primeira conclusão surgiu aos 62 minutos, altura em que Salvio correspondeu da melhor forma a um cruzamento de Luisinho do lado esquerdo.

Apesar de o encontro estar resolvido, o Benfica não tirou o pé do acelerador, antes pelo contrário. Com 73 minutos decorridos, Jardel foi até ao ataque e fez um passe soberbo na zona central e que foi aproveitado pelo recém-entrado André Gomes.

A intensidade do futebol benfiquista não abrandou e mais golos poderiam ter surgido até final. Cardozo (81’), Rodrigo (88’) e Bruno César (89’) foram os atletas que estiveram perto de apontar o quinto tento da noite.

Foi, então, com uma chuva de golos que o Benfica carimbou a passagem à próxima eliminatória da Taça de Portugal.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou da seguinte forma: Paulo Lopes; André Almeida, Jardel, Sidnei e Luisinho; Matic, Carlos Martins (Bruno César, 57’), Nolito e Salvio (André Gomes, 65’); Cardozo e Lima (Rodrigo, 64’).

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica


2 comentários:

Jotas disse...

Foi um jogo agradável em que o Benfica cumpriu o seu dever, ante um adversário digno e que nunca estacionou qualquer autocarro, disputando o jogo e criando também situações iminentes de golo, merecendo mesmo esse prémio que acabou por não alcançar, uma atitude que devia fazer corar algumas equipas da 1ª liga, que ignorando o espectáculo e quem paga bilhete, opta muitas vezes pelo anti-jogo e pelo excessivo rigor defensivo, que em nada contribui para levar espectadores aos estádios, bem pelo contrário.

RedCristal disse...

Verdade amigo Jotas bom jogo , aberto e com várias situações de golo .

Freamunde merecia o golo de honra pelo que deu ao espectáculo.