agosto 18, 2014

Benfica – P. Ferreira, 2-0

Benfica – P. Ferreira, 2-0: Quebrar tradição na defesa do título
1.ª ronda da Liga
O Sport Lisboa e Benfica iniciou a defesa do título nacional com uma vitória frente ao Paços de Ferreira, no Estádio da Luz, por 2-0. Um golo em cada parte fez com que a equipa quebrasse o registo de não vencer, desde 2005, o jogo inaugural do Campeonato.

Para o arranque da edição 2014/15 da Liga, o treinador da equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, Jorge Jesus, apostou no mesmo onze que entrou para jogar a Supertaça Cândido de Oliveira, no domingo anterior. Do lado contrário, o Paços de Ferreira entrou com o intuito de incomodar a baliza de Artur Moraes, apresentando linhas muito subidas, o que dificultou, inicialmente, as saídas para o ataque por parte do Benfica.

Ainda assim, a equipa da Luz criou a primeira situação antes dos 10 minutos, através de um remate perigoso de Lima (8’).

No minuto seguinte, o Paços de Ferreira arrancou uma grande penalidade, muito contestada pelos jogadores da casa, nomeadamente por Eliseu. O árbitro Cosme Machado considerou que o defesa-esquerdo empurrou Hurtado no interior da área.

Depois de ter defendido três penáltis na Supertaça, Artur Moraes voltou a ser enorme na baliza, ao defender a tentativa de Manuel José (9’).

O Benfica libertou-se aos poucos da pressão do conjunto orientado por Paulo Fonseca e começou, assim, a desequilibrar o adversário em termos defensivos. Numa das boas jogadas de ataque, Maxi Pereira cruzou e Lima rematou por cima (23’).

Adivinhava-se o golo das “águias” e ele apareceu pouco depois. Gaitán combinou com Maxi Pereira, este entrou na área e rematou para o fundo da baliza do Paços de Ferreira (25’).

A partir daqui foi um Benfica ainda mais dominador, perante um opositor com mais dificuldades para sair com perigo para o ataque.

Uma das notas antes do descanso foi a saída do argentino Enzo Perez, que foi substituído por Franco Jara (42’).

Paciência até marcar

A segunda parte continuou a mostrar um Benfica muito consistente nos seus processos, mas mais do que isso conhecedor da realidade futebolística nacional. Perante um adversário apostado em tentar aproveitar um erro defensivo das “águias”, a equipa da Luz soube gerir os tempos de jogo e atacar a baliza nos momentos certos. Depois de ter estado perto de marcar por intermédio de Jara (54’) e Lima (56’), o chamado golo da tranquilidade apareceu aos 72 minutos. Gaitán, que tinha visto um remate ser bloqueado por um braço de um adversário (65’), cruzou para o cabeceamento colocado de Salvio.

O Benfica venceu por 2-0 e começou, assim, a defesa do título nacional da melhor forma possível. Na próxima jornada, a equipa treinada por Jorge Jesus vai jogar no recinto do Boavista. O encontro está marcado para as 19h30 do próximo domingo.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão (c), Jardel e Eliseu; Ruben Amorim, Enzo Perez (Jara, 42’), Gaitán, Salvio e Talisca (André Almeida, 74’); Lima (Ola John, 87’).

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica


Sem comentários: