agosto 13, 2014

Glorioso conquista 5.ª Supertaça




Glorioso conquista 5.ª Supertaça e faz Poker inédito em terras lusas
SL Benfica – Rio Ave, 3-2 (g.p.)

O Sport Lisboa e Benfica conquistou nesta noite de Domingo, em Aveiro, a 5.ª Supertaça do seu riquíssimo palmarés desportivo. Frente a um Rio Ave que teve o condão de não sofrer golos durante 120 minutos, Artur acabou por ser o herói da noite ao defender três grandes penalidades.

Estão de regresso as emoções do Futebol espectáculo! Casa cheia no Municipal de Aveiro para acolher nesta noite de Domingo a 36.ª edição da Supertaça Cândido Oliveira.

O Sport Lisboa e Benfica, Campeão Nacional, vencedor da Taça de Portugal e da Taça da Liga, defrontava o Rio Ave, finalista vencido no Jamor…. e a maré vermelha fez questão de dizer presente desde já, porque juntos somos mesmo mais fortes!

Presente em quinze edições da Supertaça, tendo vencido em quatro ocasiões (1980, 1985, 1980 e 2005), o Glorioso apresentou-se em Aveiro com o desejo claro de conquistar mais um troféu, fazendo aquilo que mais nenhuma equipa portuguesa conseguira fazer até ao momento: vencer, na mesma temporada, as quatro provas oficiais em disputa!

E se assim o desejou, trabalhou para isso, foi a melhor equipa em campo, materializou-o e conseguiu tornar a escrever História! Depois do inédito triplete em 2013/14, hoje fez-se o poker!

Domínio avassalador na primeira metade

Apito inicial de Duarte Gomes e o primeiro caso do jogo. Dois minutos volvidos, canto cobrado, Luisão cabeceia mas a bola é desviada da baliza pela mão de um defesa vilacondense. Grande penalidade não assinalada!

Sinal mais dos “encarnados” a mandarem no jogo desde cedo, com as oportunidades, em qualidade e quantidade, a surgirem, com Cássio a ver a redondinha a acercar-se com muito perigo junto às suas redes.

Talisca, Salvio, Eliseu e Lima deram os avisos… a partir dos 20 minutos a pressão intensificou-se e foi um autêntico massacre, com o Benfica a anular por completo a formação orientada por Pedro Martins que, sem fazer um único remate à baliza, apenas a espaços conseguia responder, mas sempre sem qualquer género de consequências.

Apenas por uma ocasião, já em cima do descanso, Artur complicou, mas acabou por resolver.

Primeira metade com domínio avassalador do Sport Lisboa e Benfica, que claramente merecia estar a vencer, frente a um Rio Ave sem soluções para suster o Campeão Nacional. Teimaram em não aparecer os golos e o nulo persistia ao intervalo.

Emoção até ao final…

E a segunda metade foi a cópia da primeira. O Benfica carregou, carregou, mas as redes vilacondenses mantiveram-se invioláveis até ao apito para o final do tempo regulamentar.

Nulo injusto para os Campeões Nacionais que mereciam - há muito - estar em vantagem! Seguiu-se o prolongamento.

A abrir os 30 minutos, defesa espectacular de Cássio… uma, mais outra e mais outra! Impressionante! A bola continuou a recusar-se a entrar e seguiu-se então a marcação das grandes penalidades.

Artur defendeu o remate de Tarantini, Cássio imitou-o e defendeu o penálti de Derley. Filipe Augusto fez o primeiro golo da noite, Lima fez o 1-1. Ukra apontou o 2-1, Tiago fez o dois igual. Diego Lopes permitiu a defesa de Artur, o capitão, Luisão, colocou pela primeira vez o Benfica na frente: 3-2. Tiago Pinto rematou, o guardião brasileiro defendeu… e a Supertaça vem direitinha para o Museu Benfica Cosme Damião.

Conquistado o primeiro troféu oficial, o Sport Lisboa e Benfica focaliza desde já a sua atenção no arranque do Campeonato Nacional. O Glorioso inicia a defesa do título no próximo Domingo, dia 17 de Agosto, pelas 19h15, frente ao Paços de Ferreira, no Estádio da Luz.

O Sport Lisboa e Benfica iniciou esta partida com Artur; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu; Salvio (Tiago, 106’), Gaitán (Ola John, 98’), Enzo Perez, Talisca (Derley, 68’) e Rubem Amorim; Lima.

SA



Sem comentários: