março 15, 2015

SL Benfica – SC Braga, 2-0


SL Benfica – SC Braga, 2-0: Nota artística e raça!
25.ª jornada da Liga NOS

“Inferno da Luz” ao rubro, com 60.222 mil adeptos nas bancadas a vestirem de emoção e fervor a Catedral. Lá em baixo, à flor da relva, empurrados pelos Benfiquistas, os verdadeiros artistas não defraudaram as expetativas e partiram para uma grande partida de Futebol.

Líder isolado frente ao 4.º classificado da geral, com os comandados de Jorge Jesus a entrarem com tudo, mostrando cedo que os três pontos eram o objetivo a alcançar… e o mais rapidamente possível!

Cinco minutos decorridos e grande penalidade que ficou por assinalar. Lance na grande área arsenalista, com a bola a bater no braço de Aderlan. Artur Soares Dias mandou seguir.

O SL Benfica controlava as operações, face a um Braga a jogar no erro do adversário e que somente aos 14’ conseguiu fazer o seu primeiro remate à baliza de Júlio César.

Momentos antes fora o Benfica a dar o primeiro grande sinal de perigo. Cruzamento de Gaitán, com Jardel a cabecear para defesa atenta de Matheus.

O golo acabaria por chegar naturalmente. Minuto 20’, belíssima jogada de futebol apoiado, com Gaitán a servir Jonas que, de primeira, remata forte de meia-distância para o 1-0. Golo 20 do brasileiro com a camisola “encarnada” a levar as bancadas ao rubro.

Os comandados de Sérgio Conceição respondiam como podiam… mas face a um Benfica mandão e a saber muito bem aquilo que quer, o jogo manteve-se de sentido único.

Pizzi mesmo a milímetros de dilatar a vantagem, contudo, quase que miraculosamente, Aderlan corta a bola em cima da linha de golo.

Também Salvio, acrobaticamente, tentou a sorte, mas a redondinha não quis entrar.

Ao intervalo, o 1-0 para as “águias” era curto, muito curto para a superioridade apresentada em campo, face a um SC Braga praticamente nulo a usar e a abusar da agressividade. O que dizer da agressão de Rúben Micael a Gaitán?

Faltaram mais golos para abrilhantar a festa!

Segunda metade com entrada mais forte do visitante, mas o Benfica respondeu prontamente, anulando por completo as intenções adversárias.

Os “encarnados” subiram novamente as linhas, pressão altíssima, com o coletivo a partir para uma grande segunda parte, à semelhança dos primeiros 45 minutos.

O jogo agressivo dos arsenalistas manteve-se e Tiago Gomes acabou mesmo por ser expulso face a uma entrada despropositada sobre Salvio.

No lance seguinte cheirou a golo, com Lima – isolado - a rematar contra Matheus; na recarga Pizzi não acerta por muito pouco na baliza.

De seguida foi Eliseu. Remate fortíssimo, com o guardião bracarense a chamar a si mais uma grande intervenção. Eliseu tentou novamente, mais uma “bomba”, mas agora a bola a passar por cima da trave… e à terceira foi mesmo de vez! Minuto 76’, mais um pontapé fulminante, desta feita sem qualquer hipótese para Matheus. Estava feito o 2-0 que há já muito se justificava.

Com este resultado, justíssimo, o SL Benfica segue isolado na frente da tabela classificativa, e é também o dono do melhor ataque da Liga NOS.

As “águias” alinharam com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira (André Almeida, 89'), Luisão, Jardel, Eliseu; Salvio, Samaris (Rubem Amorim, 77’), Pizzi, Gaitán (Ola John, 84’); Jonas e Lima.

No próximo fim-de-semana disputa-se a 26.ª jornada da Liga NOS, com o SL Benfica a viajar até ao Estádio dos Arcos. Frente ao Rio Ave, numa partida agendada para as 18h00 de sábado, só os três pontos interessam.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

1 comentário:

Maioral das Cabras disse...

Arbitragem muito manhosa.