dezembro 29, 2009

Entrevista de Léo (A verdade sobre a sua Saída)

In Mais Futebol

Léo, um ano depois: «Com Jesus ainda estava no Benfica»







Brasileiro promete voltar à Luz, para uma despedida a sério
 

Idolatrado pelos adeptos do Benfica, Léo nem teve tempo para se despedir da Luz. Um conflito com Quique Flores apressou o regresso ao Brasil do lateral, que não tem dúvidas em afirmar que ainda estaria em Portugal, se o técnico fosse o actual. Em conversa com o Maisfutebol, um ano depois da saída, o jogador promete voltar para se despedir convenientemente. 

Léo, está quase a fazer um ano que rescindiu com o Benfica. Qual o sentimento?
Fico um pouco triste. A minha saída foi prematura. Sempre contei com o apoio do presidente e do Rui (Costa). Eles viram como eu estava. Saí por causa do treinador. Não estava feliz. Ele complicou-me muito a vida.

Mas os problemas começam quando, em concreto?
Foi no jogo de Nápoles. Até evitei um golo em cima da linha, mas depois ele culpou-me pela derrota. Mostrei a minha insatisfação e o ambiente ficou impossível. Eu nem o conheço como treinador, nunca ganhou nada! Como amigo, também não o quero. Nem sequer conhecia a grandeza do Benfica.

Mas os problemas familiares que tinha também contribuíram para a saída, não?
Sim, mas até então eu estava a conseguir separar as coisas. Mas com este treinador não dava. Eu não queria perturbar o ambiente.

Com outro treinador ainda estava no Benfica? Se Jorge Jesus tivesse chegado um ano antes, ainda cá estava?
De certeza. Com Jorge Jesus ainda estava no Benfica. Nunca contactei com ele, mas já admirava o seu trabalho. Eu vi aquilo que ele fazia nas equipas que treinava. Para além disso conhece bem os jogadores, e conhece a grandeza do Benfica. O Quique não conhecia.

Com uma saída tão rápida, nem deu para despedir convenientemente?
Não deu para despedir de ninguém. Nem deu para despedir dos adeptos. Mas essa é uma promessa que eu deixo: vou voltar à Luz, para me despedir dos adeptos. Se for preciso dar explicações a alguém, eu dou. A dimensão do Benfica é muito maior do que o Quique, por isso sou eu que tenho de dar explicações. Devo muito aos adeptos do Benfica, e quero voltar a sentir o ambiente da Luz.

Saiu sem ser campeão. Guarda essa mágoa?
Sim. Quem não quer ser campeão no Benfica? Mas a vida é assim mesmo.

É este ano que o Benfica regressa aos títulos? Tem acompanhado os jogos? Quais os jogadores que mais o têm impressionado?
É a melhor equipa dos últimos anos. Tem aquele espanhol no meio-campo, que joga muito bem. (Javi García). Esse mesmo! E depois tem também o Ramires.

E o Di María, com quem formou dupla no lado esquerdo. É este o ano da sua afirmação?
Acredito que sim. Ele tem uma boa cabeça, é um jogador dedicado, e a qualidade nem se coloca em causa.

Como foi o regresso ao Brasil, e ao Santos? Correu bem?
Tenho um carinho muito grande pelos adeptos do Santos, e eles por mim. É uma relação anormal, até. O meu regresso foi muito bom. Cheguei ao clube certo, no momento certo. A última época não correu muito bem, mas agora as coisas vão melhorar. O próximo ano será muito importante.

1 comentário:

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/