fevereiro 03, 2013

SLBenfica – V. Setúbal, 3-0



SLBenfica – V. Setúbal, 3-0: Iniciar à bomba e fechar com “nota artística”


A equipa de Futebol do Sport Lisboa e Benfica regressou ao contacto com o seu público após o jogo com o FC Porto. Diante do V. Setúbal, os “encarnados” triunfaram por 3-0, com tentos de Enzo Perez, Lima e Rodrigo.

No onze de Jorge Jesus, a surpresa pode-se considerar Luisinho que foi titular no lugar de Melgarejo no lado esquerdo da defesa. No lugar de Matic jogou André Gomes e Rodrigo ocupou o lugar, por norma, preenchido por Cardozo.

O encontro começou com forte avalanche de ataque benfiquista. Aos 4’, Rodrigo obrigou Kieszek à primeira grande estirada da noite, num livre superiormente marcado. Um minuto volvido, Enzo Perez inaugurava o marcador na Luz. Jogada de Salvio, pareceu fazer o passe para Maxi Pereira, este deixou para Enzo Perez, que, à entrada da área, colocou o esférico na “gaveta”.

Após o golo, a equipa da casa baixou ligeiramente o ritmo, gerindo a posse de bola, maioritariamente, no meio-campo contrário. Foi assim que aos 36 minutos, os da Luz voltaram, a ter mais uma oportunidade flagrante. Maxi Pereira assistiu de bandeja mas Rodrigo, com a baliza escancarada, atirou ao lado.

Ao intervalo, percebia-se que o Benfica poderia ter conseguido mais do que o 1-0 que o “placard” assinalava.

Tal como tinha começado a primeira parte, o Benfica iniciou a etapa complementar a marcar. Aos 48’, Lima, frente a frente com o guardião polaco do V. Setúbal, rematou cruzado sem hipóteses. Referência para o “passe de mestre” de Luisão para o avançado.  

O avançado brasileiro, Lima, estava imparável e após receber o esférico de Rodrigo, aguentou a carga e deu de novo a Rodrigo para encostar a contar (55’).

Com o resultado em 3-0, o conjunto da casa continuou a carburar em busca da goleada, mas a defensiva e o guarda-redes Kieszek foram evitando o quarto dos da Luz.

A quebrar a monotonia sadina, aos 86’, uma boa defesa de Artur, na única vez em que os homens de José Mota se acercaram com perigo das redes “encarnadas”. O disparo foi de Pedro Santos.

O jogo acabou por ser tranquilo para os comandados de Jorge Jesus e valeu o regresso à liderança do Campeonato ex-aequo com o FC Porto.

O Sport Lisboa e Benfica actuou com o seguinte onze: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay, Luisinho; André Gomes, Enzo Perez (Urreta, 84’), Salvio (Gaitán, 64’), Ola John; Rodrigo (Aimar, 71’) e Lima.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: