setembro 21, 2014

SL Benfica – Moreirense, 3-1


SL Benfica – Moreirense, 3-1: Reviravolta, de classe, à Campeão!
5.ª jornada da Liga portuguesa
“Espero um jogo difícil mas também espero que consigamos tornar as coisas mais fáceis". Foi desta forma que Jorge Jesus perspectivou o desafio… e se assim o pensou, melhor a equipa o fez. Mas antes teve de suar, vestir o fato de macaco e correr atrás do prejuízo… Grande exibição!

Com cinco pontos a separar as equipas, foi um Moreirense atrevido, sem autocarros, que encarou de frente o Campeão Nacional, isto apesar de quando se encontrou em vantagem usar e abusar do anti-jogo.

Lima, depois de passe espectacular de Talisca, esteve perto de marcar, aos 14’… não marcou! E do outro lado da barricada a resposta foi pronta e eficaz. Arsénio cruza para João Pedro que, nas costas de Eliseu, aparece isolado na cara de Júlio César a cabecear para o primeiro golo da tarde.

“O favoritismo está do lado do adversário mas vamos acreditar que é possível fazer uma surpresa”… avisara Miguel Leal, treinador da formação de Moreira de Cónegos.

Em desvantagem, perante perto de 40 mil adeptos (mais uma vez, espectaculares!), os “encarnados” corriam atrás do resultado, no entanto, e apesar da maior posse de bola, sem profundidade e, na maioria das vezes, com um futebol muito previsível, sem conseguir fazer mossa na estratégia adversária, estudada e muito certinha.

Era preciso fazer algo… e Jorge Jesus mexe na equipa. Minuto 34’, o médio, Samaris, é o sacrificado e entra para a frente de ataque Derley, com Talisca a recuar no terreno.

As diferenças foram notórias e imediatas, com um Benfica mais ofensivo a pegar definitivamente no desafio e as oportunidades de golo a surgirem perto da baliza à guarda de Marafona. Ao intervalo o 0-1 mantinha-se!

Reviravolta “à lei da bomba”!

Reatar e mais Benfica! Aos 47’, Lima esteve mais uma vez muito perto do golo, mas o esférico não quis entrar.

Aos 56’, segundo cartão amarelo e respectiva expulsão de Oliveira, na sequência de uma falta sobre Talisca. Na conversão do livre, Lima, novamente, a cheirar o golo.

Os “encarnados” carregavam com tudo, do outro lado anti-jogo puro, com o guarda-redes, Marafona, a usar e abusar, perante o olhar complacente do juiz, Luís Ferreira.

Lima, Gaitán, Jardel, Luisão… todos tentaram! Até que Eliseu, de meia distância, “à lei da bomba”, remata sem hipótese para um empate mais do que justo! Que golo!!!

E não foi preciso esperar muito para uma verdadeira explosão de alegria na Luz! Maxi Pereira, aos 76’, na sequência de mais um lance de ataque, com calma e frieza, fuzila as redes à guarda de Marafona.Estava feito o 2-1...

Aos 82’, grande penalidade… à terceira foi de vez! Lima sofreu a falta e o mesmo Lima regressou aos golos: 3-1.

Com mais esta vitória, o Glorioso acumula 13 pontos (4V, 1E, 0D) e mantém-se no topo da tabela classificativa.

Nota para dois lances muito polémicos. Maxi Pereira é empurrado dentro da área no final da primeira metade; aos 65’, grande penalidade com clara mão na bola de um jogador do Moreirense.

Na próxima jornada, a 6.ª, o Sport Lisboa e Benfica viaja até ao Estádio Coimbra da Mota onde vai defrontar o Estoril. Esta partida está agendada para o próximo Sábado, às 18h30, e antecede a deslocação à Alemanha, no primeiro dia de Outubro, onde os “encarnados” terão pela frente a formação do Bayer, em desafio relativo à 2.ª jornada da Fase de Grupos da Champions.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Eliseu; Samaris (34’, Derley), Salvio, Gaitán (84’, André Almeida), Enzo Perez e Talisca (67’, Ola John); Lima.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica



Sem comentários: