abril 27, 2015

SL Benfica – FC Porto, 0-0


Nulo no clássico!

Estádio da Luz completamente lotado para assistir à 30.ª jornada da Liga NOS. Antes do apito inicial de Jorge Sousa, momentos arrepiantes, com as bancadas da Luz a executarem uma mega coreografia única em Portugal com a voz de Luis Piçarra entoada por 63 534 mil convocados em apoio ao Glorioso.

Separados por apenas três pontos, os dois primeiros classificados entraram em campo cientes da responsabilidade e da importância deste desafio. Algumas caras novas, estratégias muito específicas, mas o mesmo ADN e a mesma ideia de jogo.

Respeito mútuo, intensidade e muita luta no meio-campo… consequência? Jogo de nervos, aquém do expetável, sem qualquer oportunidade de golo clara na primeira metade.

Aos 12’, lançamento de linha lateral de Maxi Pereira, Gaitán isola-se, mas Helton antecipa-se e controla o lance.

Em cima da meia hora, Maxi Pereira ganha a linha a Oliver e conquista o primeiro canto do jogo. Na marcação, Pizzi, centra tenso mas Jardel cabeceia ao lado.

O primeiro remate, digno desse nome, aconteceu aos 34’, com Jackson a atirar por cima da baliza de Júlio César.

Ou seja, três lances, muito pouco(!) a assinalar nos primeiros 45 minutos… Ao intervalo, um óbvio zero a zero!

Equipas anularam-se

Na segunda metade o SL Benfica entrou melhor, mais mandão e, aos 49’, Talisca rematou para defesa de Helton. Aos 54’, mais uma vez Talisca a estar muito perto do golo, com um cabeceamento a passar muito perto da trave portista, depois de cobrança de um livre através de Pizzi.

O jogo abriu e finalmente o espetáculo chegou à Luz! Aos 60’, boa jogada do coletivo, com Pizzi a rematar e a colocar o guardião brasileiro em sentido.

As equipas soltaram-se em busca dos três pontos e os lances de perigo começaram a suceder-se com mais frequência.

Aos 83’, livre cobrado por Gaitán, e Fejsa, no coração da área, remata por cima da trave. Que oportunidade…

Até ao final, as duas equipas anularam-se e não houve golos na Catedral. Com este resultado, o SL Benfica mantém os três pontos de vantagem sobre o rival, isto quando faltam agora quatro Finais até ao término da prova.

O Sport Lisboa de Benfica alinhou de início com Júlio César, Eliseu, Luisão, Jardel e Maxi Pereira; Samaris, Pizzi (André Almeida, 81’), Talisca (Fejsa, 63’) e Gaitán; Lima e Jonas (90+2', Ola John).

No próximo fim-de-semana os comandados de Jorge Jesus deslocam-se a Barcelos, onde vão defrontar a formação do Gil Vicente. Este desafio, relativo à 31.ª jornada da I Liga, está agendado para as 18h00 de sábado, dia de maio.

SA
Fotos: Isabel Cutileiro / Gualter Fatia / João Paulo Trindade / SL Benfica


Sem comentários: