setembro 28, 2015

SL Benfica – Paços de Ferreira, 3-0



Quando a experiência e a irreverência se juntam…
6.ª jornada da Liga NOS

Depois da derrota no Dragão, foi um Benfica ambicioso e decidido aquele que entrou em campo frente ao Paços de Ferreira, em partida realizada este final de sábado no Estádio da Luz.

Catedral bem composta (45 276 espectadores!) em apoio ao Bicampeão, com Rui Vitória a eleger o mesmo onze da ronda anterior.

E belíssima primeira parte de futebol…

Início determinado do SL Benfica a colocar Marafona em sentido logo nos momentos iniciais, construindo três ocasiões para golo, com o jovem Gonçalo Guedes muito interventivo.

Resposta pronta do outro lado da barricada, com Jota a combinar com Andrézinho e a rematar de fora da área para a baliza à guarda de Júlio César.

Aos 15’, bruac nas bancadas da Luz, com Gaitán a isolar-se, fazer o chapéu a Marafona, com o guardião da Mata Real a sair, fazer uma mancha eficaz, e a impedir o primeiro.

Partida intensa, bem disputada, com o Benfica a dominar e a ter a iniciativa, perante um Paços de Ferreira espevitado e atrevido com linhas subidas e compactas a explorar o contra-ataque.

Num desses lances, Roniel trabalha bem e remata à malha lateral da baliza “encarnada”, seguindo-se, em cima da meia hora, um golo bem anulado aos pacenses devido a um fora de jogo claríssimo de Miguel Vieira.

Obra de arte na Catedral… e mais golos!

Minuto 34… e obra de arte na Catedral! Gonçalo Guedes serve Jonas e o brasileiro, de pé esquerdo, em arco, de fora da área, remata para um golo verdadeiramente espectacular fazendo a bola entrar no ângulo superior esquerdo da baliza de Marafona.

Estava feito o 1-0, e por muito pouco o brasileiro não repetiu a dose ainda antes do intervalo! Remate poderoso, a passar ao lado do poste.

Início de segunda metade mais tranquila, mas com a incerteza no resultado a manter-se face à vantagem mínima de um golo.

Aos 59’ Mitroglou esteve muito perto do 2-0 (valeu a saída atenta do guardião pacense), mas o golo não tardaria.

Assistência primorosa – mais uma de Gaitán – a oferecer o golo ao jovem Gonçalo Guedes, decorria o minuto 67’.

Com 2-0, a equipa soltou-se, cresceu e o terceiro da noite surgiu naturalmente (73’), desta feita com Gonçalo Guedes a servir o “artilheiro” Jonas para o 3-0, o seu segundo no jogo e o sétimo na prova que lhe permite liderar a lista dos melhores marcadores.

Com este resultado, as “águias” somam 12 pontos, fruto de quatro vitórias e duas derrotas, com um saldo de 16 golos marcados e quatro sofridos.

O Sport Lisboa e Benfica entrou em campo com Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel e Eliseu; Samaris (81’, Talisca), Gonçalo Guedes (78’, Carcela), André Almeida, Samaris e Gaitán; Jonas e Mitroglou (63’, Raúl).

Duas deslocações pela frente…

Abre-se agora novamente a janela da Liga dos Campeões. O SL Benfica viaja até Espanha onde, na próxima quarta-feira, pelas 19h45, defronta a formação do Atlético de Madrid, numa partida relativa à 2.ª jornada da prova.

Depois da vitória caseira frente ao FC Astana, os “encarnados” querem manter a senda vitoriosa na competição.

O Campeonato Nacional regressa no fim de semana seguinte, com nova deslocação, desta feita à Pérola do Atlântico, onde o SL Benfica vai defrontar a equipa da União da Madeira.

Este desafio está agendado para as 16h00 de domingo.

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

Sem comentários: