setembro 14, 2009

SLBENFICA Soma e Segue


In Abola

Depois dos 8-1 na Luz, frente ao V. Setúbal, o Benfica volta a aplicar nova goleada. Desta vez foi fora de casa, no Restelo - onde o emblema da Luz não vencia há dois anos - e a vítima o Belenenses, que sofreu quatro golos e não foi capaz de responder à avalanche ofensiva «encarnada», em jogo da quarta jornada da Liga.
Os pupilos de Jorge Jesus promoveram a primeira alteração no marcador muito cedo, logo aos cinco minutos, por intermédio de Javier Saviola. O pequeno avançado argentino arrancou ainda no meio-campo defensivo das «águias» e só parou quando colocou a bola no fundo da baliza defendida por Nélson, tendo passado por meia dúzia de jogadores «azuis-e-brancos».
Durante a primeira parte a formação benfiquista ainda tentou marcar novamente, mas apesar de diversas investidas de Saviola, Cardozo, Ramires e Di Maria, que acabaram por nunca levar o rumo certo.
No segundo tempo a história já foi outra e a formação treinada por Jorge Jesus rubricou mais três golos, que garantiram a vitória. Cardozo, a passe de Saviola, assinou o segundo tento do Benfica, aos 56 minutos.
Quase 20 minutos passaram até os benfiquistas marcarem novo golo. Javi García foi o autor do mesmo. Aimar cruzou na sequência de um livre para o segundo poste, onde apareceu o médio espanhol para encostar.
O quarto e último golo da partida foi assinado por Ramires, aos 88 minutos. Numa jogada de contra-ataque rápido, em que a bola começou a rolar em Aimar e passou por Keirrison e Coentrão. Nesta altura o extremo português cruzou a bola, que ressaltou num defesa do Belenenses e acabou por chegar aos pés do médio brasileiro, que não desperdiçou a oportunidade.
O Belenenses mostrou-se sempre muito combativo, mas com um meio-campo muito permeável, incapaz de resistir à força ofensiva do Benfica. A formação orientada por João Carlos Pereira conseguiu ainda algumas ocasiões de golo claro, mas a defesa «encarnada» conseguiu cumprir, embora algumas vezes a sorte também tenha ajudado.

Benfica: Quim; Rúben Amorim, Luisão, David Luiz, César Peixoto; Javi García, Ramires, Aimar, Di Maria; Saviola e Cardozo.
Suplentes: Júlio César, Schaffer, Keirrison, Maxi Pereira, Coentrão, Nuno Gomes, Sidnei.

Marcadores: Saviola (5), Cardozo (56), Javi García (75), Ramires (87).

Sem comentários: