fevereiro 22, 2015

Moreirense – SL Benfica, 1-3


Moreirense – SL Benfica, 1-3: Reviravolta com estofo no Minho
22.ª jornada da Liga NOS

A equipa de Futebol do Sport Lisboa e Benfica regressou a Moreira de Cónegos, depois de lá ter estado para a Taça da Liga, para disputar a 22.ª ronda do Campeonato Nacional. De novo com o Moreirense como oponente, triunfo por 1-3, com golos de Luisão, Eliseu e Jonas, e liderança cimentada na Liga NOS.

Um estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas quase repleto assistiu a um início de partida bastante vivo, com um Benfica sempre por cima, mas com o primeiro lance de perigo a ser protagonizado por Alex aos três minutos. O remate cruzado passou perto da baliza defendida por Artur.

Após o susto inicial, as “águias” instalaram-se no meio-campo contrário, mas esbarraram numa equipa a jogar com o bloco baixo, coesão defensiva e que só esporadicamente saía em transições rápidas que não permitiam qualquer adormecimento Benfiquista.

Apesar das dificuldades para furar a defensiva contrária, o Benfica esteve algumas vezes perto de ser feliz. Aos nove minutos, Lima recebeu, rodou e rematou de pronto com o pé esquerdo um pouco ao lado e aos 13’ foi Jonas que poderia ter festejado ao atirar ao poste uma bola assistida por Pizzi.

Aliás, o camisola 21 tentava carburar e ser o “motor” da equipa. À passagem do minuto 25, o médio tirou da “cartola” um remate de ressaca que passou pouco por cima da baliza defendida por Marafona. Destaque para o excelente pormenor técnico – recepção com o pé direito e execução com o pé esquerdo sem deixar cair o esférico.

Foi com o Benfica balanceado na frente que surgiu o primeiro tento do jogo. Numa transição rápida após recuperação de bola de Battaglia, João Pedro, à entrada da área, rematou colocado sem hipóteses para Artur (35’).

Ao intervalo, o 1-0 era muito penalizador para a equipa que teve mais bola, rematou mais, teve mais cantos e que atacou mais. Na etapa complementar, o sentido do jogo inverteu, mas o domínio continuou a pertencer à equipa de “águia ao peito”.

O golo adivinhava-se e surgiu aos 58 minutos através de Luisão, que “subiu ao 1.º andar” após canto apontado por Pizzi. Dois minutos depois todos os olhos estiveram postos no árbitro Jorge Tavares. Expulsou, possivelmente por palavras, André Simões e logo de seguida os treinadores, Miguel Leal e Jorge Jesus.

A dominar em todos os quadrantes, e de forma avassaladora nos pontapés de canto, naturalmente o golo teria – de novo – de advir daqui. O relógio marcava 65 minutos quando Eliseu (de pé direito, pasme-se!) atirou a contar após canto novamente marcado por Pizzi. O guarda-redes Marafona ficou muito mal na fotografia.

A perder, o Moreirense perdeu os seus equilíbrios defensivos, abriu espaços e aproveitou o Benfica para ampliar a vantagem, aos 72’, por Jonas que encostou bem após assistência de Salvio. Quem entrou cheio de vontade de voltar aos golos foi Talisca. Aos 82 minutos, do meio da rua, testou a pontaria com o remate a sair muito perto do poste.

Com esta vitória, o Benfica segue líder isolado da classificação com 56 pontos.

O SL Benfica alinhou com o seguinte onze inicial em Moreira de Cónegos: Artur, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Eliseu; André Almeida, Pizzi (Gonçalo Guedes, 89’), Ola John (Talisca, 78’), Salvio; Lima (Derley, 83’) e Jonas.

Marco Rebelo
Fotos: Gualter Fatia / SL Benfica

Sem comentários: