julho 28, 2009

Saída de Luisão !!!!!

In Abola

Saída de Luisão só pelo valor da cláusula de rescisão: 20 milhões

Projecto desportivo, tal como Vieira prometeu, é prioritário para o Benfica, por isso este princípio, agora aplicado ao central brasileiro, é válido para todos os jogadores nucleares do plantel.
A continuidade de Luisão no Benfica, clube onde ingressou, durante a primeira passagem de José António Camacho, em 2003/04, tem sido alvo de grande especulação nos últimos dias.
Vários emblemas, com a Fiorentina à cabeça, têm sido apontados como querendo o internacional canarinho, falando-se numa oferta que variava, conforme as versões, entre os 8 e os 12 milhões de euros.
Porém, A BOLA está em condições de afirmar que os encarnados definiram como prioritário, neste terceiro mandato de Luís Filipe Vieira, o pilar desportivo. E não admitem negociar nenhum dos jogadores nucleares do plantel às ordens de Jorge Jesus. Ou seja, quem os quiser deverá pagar o valor constante da respectiva cláusula de rescisão - que no que toca a Luisão é de 20 milhões de euros.

Fim de folhetim
Encerra-se assim um folhetim que tem sido alimentado e que, tem motivado conversas entre os benfiquistas: Luisão, que tem contrato com o Benfica até fim de Junho de 2011 e que em breve poderá começar a tratar do pedido de passaporte português, constitui uma das apostas mais firmes dos encarnados neste primeiro ano da era de Jorge Jesus (e é bom lembrar que esta época culminará com o Mundial da África do Sul onde o Brasil tem lugar praticamente garantido e Luisão é uma das escolhas habituais de Dunga) e só sairá se algum clube bater a cláusula de rescisão.
Durante a campanha eleitoral que recentemente se desenrolou, o discurso de Luís Filipe Vieira foi sobretudo centrado na vertente desportiva, uma vez cumpridos, nos mandatos anteriores, o saneamento financeiro e a consolidação das infra-estruturas.
Em conformidade com o prometido pelo presidente do Benfica aos sócios e adeptos, os encarnados reforçaram a equipa, até agora, com Saviola, Ramires, Javi García, Patric, Schaffer, Weldon e ainda com os regressos à Luz dos emprestados Sepsi e Fábio Coentrão.
Assim, Jorge Jesus, que pretende enfrentar as quatro provas em que estará envolvido - Liga Sagres, Taça de Portugal Millennium, Carlsberg Cup e Taça Europa - com 24 jogadores de campo e três guarda-redes, vê a sua equipa-base ganhar forma, sustentada naquele que é o mais equilibrado - e nivelado por cima - dos plantéis do Benfica de há muitos anos a esta parte.
A garantia que o treinador agora recebe da SAD, a de que nenhum jogador que considere importante sairá, a não ser pelo valor da cláusula de rescisão (algo que o Benfica não pode impedir), permite-lhe uma tranquilidade absoluta nesta fase crucial de consolidação de processos.


Concordo claramente que só sai pela cláusula de rescisão, que até não é elevada para um jogador titular da selecção Brasileira, se querem o jogador PAGAM.

Sem comentários: