março 18, 2010

Liga Europa 8Avos_de_final SLBenfica _ Marselha 2ªmão

In ABola



Benfica vence em Marselha ao cair do pano (2-1) e segue para os «quartos»

Marselha esteve a vencer, mas os «encarnados» deram a volta com golos de Maxi Pereira e Kardec, este o golo 100 da equipa de Jorge Jesus na presente época, assim ainda mais especial por valer a passagem aos quartos-de-final da Liga Europa.

Grande noite para o Benfica! Com grande demonstração de raça, querer e ambição. Entrando em desvantagem devido ao empate a um no jogo da primeira mão, os «encarnados» foram para cima do Marselha desde o início, que se mostrou sempre muito na expectativa, como que esperando pelo adversário para poder depois atacar pela certa.

A estratégia até deu o seu fruto... aos 70 minutos, mas emprestando sabor a injustiça, se é que isso conta no futebol. Ainda por cima o golo da equipa francesa, apontado por Niang, surgiu naquele que estava a ser o melhor período dos comandados de Jorge Jesus, se bem que já antes, na primeira parte, Cardozo tinha «tirado tinta» ao poste da baliza contrária e Di Maria desaproveitado duas excelentes oportunidades. Lucho, num remate em posição frontal, que saiu perto do poste, tinha sido o protagonista da grande oportunidade do Marselha na primeira parte.

A reviravolta operada acabou então por ser totalmente meritória para o Benfica, que, depois de ter sofrido o golo, teve a sorte do seu lado ao empatar pouco depois num remate de ressaca de Maxi Pereira. Já em cima do minuto 90, mas já depois de ter desperdiçado mais um bom punhado de oportunidades, Kardec fez então o golo, o que valeu a qualificação, o 100.º dos «encarnados» na presente época no conjunto das competições.

Ficha do jogo:

Estádio Vélodrome, em Marselha

Árbitro: Damir Skomina (Eslovénia)

Marselha - Mandanda; Bonnart, Diawarra, M´Bia e Taiwo; Cissé, Lucho e Cheyrou (Kaboré, 75 m); Abriel (Koné, 44 m, depois Ben Arfa, 90+2 m), Niang e Brandão.

Suplentes: Elinton Andrade, Hilton, Kaboré, Ben Arfa, Valbuena, Morientes e Koné.

Benfica - Júlio César; Maxi Pereira (Miguel Vítor, 90+4 m), Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi García, Ramires, Carlos Martins (Kardec, 86 m) e Di María; Saviola (Aimar, 77 m) e Cardozo.

Suplentes: Moreira, Miguel Vítor, Airton, Aimar, Felipe Menezes, Kardec e Weldon.

Disciplina: cartão amarelo a Cardozo (33 m), Di Maria (54 m), Koné (56 m), Luisão (81 m), Taiwo (82 m), Javi Garcia (82 m), Kardec (90+1 m), Kaboré (90+3 m), Aimar (90+4 m); cartão vermelho directo a Ben Arfa (90+3 m).

Marcador: 1-0 por Niang (70 m); 1-1 por Maxi Pereira (74 m); 2-1 por Kardec (90 m). 

1 comentário:

Nuno disse...

Obrigado Mãe por me dares à LUZ nesta ERA....

http://apanhadosquanticos.blogspot.com/2010/03/era-de-jesus.html