dezembro 10, 2012

Sporting – SLBenfica, 1-3


Sporting – Benfica, 1-3: Pura classe…

O Benfica deu esta segunda-feira, dia 10 de Dezembro, uma autêntica demonstração de classe na deslocação a Alvalade, onde assumiu, assim, a liderança do Campeonato Nacional, ao vencer o Sporting por 1-3.

Com Luisão e Enzo Perez a não recuperarem das suas lesões, Jorge Jesus chamou Jardel para fazer companhia a Garay no centro da defesa, enquanto, André Gomes voltou a preencher o lugar de número oito no meio-campo, tal como em Barcelona. Salvio, por seu lado, surgiu como novidade na ala direita “encarnada”.

Os primeiros dez minutos foram dominados territorialmente pela equipa comandada por Jorge Jesus, parecendo que estava a jogar em casa. O adversário, ciente da superioridade teórica do Benfica, entrou com uma atitude competitiva muito elevada, apostando essencialmente em saídas rápidas para o ataque. Apesar de não ter incomodado praticamente a baliza de Artur Moraes, a verdade é que se colocou em vantagem aos 30 minutos, através de um remate de Wolfswinkel.

O Benfica intensificou o seu futebol mais elaborado – 57% posse de bola ao intervalo – e as oportunidades de golo começaram a surgir de forma clara. Lima, aos 33 minutos, deu o primeiro sinal de perigo.

O outro avançado da equipa, Óscar Cardozo, surgiu também em cena e esteve muito perto de facturar num remate disferido aos 39 minutos. Rui Patrício negou o golo ao paraguaio com uma defesa junto ao relvado. Antes do intervalo, aos 42’, Cardozo também podia ter marcado num cabeceamento.

E que dizer do segundo tempo do Sport Lisboa e Benfica? Entrada muito forte, com a equipa a estar mais incisiva no objectivo de chegar à baliza contrária.

Reviravolta com selo de Cardozo
Depois de Lima ter ameaçado aos 51 minutos, o Benfica chegou finalmente à igualdade. Após um cruzamento de Ola John, Cardozo surgiu na área para cabecear com êxito, ainda que a bola tenha batido no jogador Rojo antes de entrar (57’). 

O Benfica prosseguiu com o seu assalto à baliza da equipa da casa, criando inúmeras oportunidades para marcar, tal como são os exemplos dos remates de Maxi Pereira (60’), Salvio (65’ e 78’), Garay (65’) e Ola John (70’).

O golo era uma questão de tempo e acabou por surgir através de uma grande penalidade. O holandês Boulahrouz substituiu o guarda-redes Rui Patrício e evitou o golo “encarnado” com uma defesa com o braço. O jogador contrário foi naturalmente expulso e Cardozo não perdoou na cobrança do castigo máximo (80’). Estava feito o 1-2!


Mas o Benfica não se ficou por aqui e consolidou a vantagem com um grande golo de cabeça de Cardozo (85’).

A equipa da Luz cumpriu, assim, a sua missão e somou mais três pontos na Liga.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Garay, Jardel e Melgarejo; Matic, André Gomes, Ola John (Gaitán, 81’) e Salvio (André Almeida, 87’); Cardozo (Rodrigo, 90’) e Lima.

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: