dezembro 31, 2012

Taça da Liga Moreirense – Benfica, 1-1


Destaques: “Tacuara” fechou ano a fazer aquilo que melhor sabe...

No último jogo do ano da equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica, Óscar Cardozo fez “o gosto ao pé” e deu, assim, o empate no recinto do Moreirense. O encontro foi referente à 2.ª jornada da 3.ª Fase da Taça da Liga.

Paulo Lopes – Sem culpas no lance do golo do Moreirense, o guardião benfiquista fez uma defesa por instinto aos 12 minutos.

André Almeida – O camisola n.º 34 apresentou-se bem em termos defensivos e subiu algumas vezes no terreno, criando os respectivos desequilíbrios no ataque.

Garay – O argentino fez vários cortes providenciais em termos defensivos e também foi ao ataque procurar ajudar a equipa a chegar ao golo.

Jardel – O brasileiro esteve praticamente irrepreensível no eixo da defesa, ao fazer, mais uma vez, uma boa dupla com o colega Garay. Tal como o argentino, Jardel foi um elemento que tentou criar perigo nos lances de bola parada.

Melgarejo – O jogador paraguaio cumpriu a sua missão no sector recuado, realizando algumas incursões no ataque, ainda que sem o sucesso desejado.

Matic – O sérvio voltou a ser um “poço de energia” no meio-campo, ao disputar cada lance de uma forma estóica, tudo em prol do colectivo.

Enzo Perez – O médio argentino procurou dinamizar o ataque e foi muitas vezes travado em falta, o que evitou que fosse mais perigoso em determinadas acções. Saiu lesionado aos 77 minutos após, precisamente, uma entrada de um adversário.

Salvio – O argentino esteve particularmente activo no primeiro tempo, onde chegou a ter uma boa oportunidade para facturar. Salvio perdeu, no entanto, alguma preponderância no decorrer da segunda metade.

Ola John – O extremo holandês desempenhou papel mais evidente na primeira parte, onde efectuou cruzamentos perigosos e conquistou alguns pontapés de canto. Com o passar dos minutos, Ola John perdeu frescura física e foi substituído Rodrigo.

Cardozo – Fez essencialmente um trabalho de desgaste aos defesas da equipa da casa, não aparecendo tanto na zona de finalização. Acabou por deixar a sua marca no encontro, ao converter o castigo máximo assinalado por Cosme Machado no período de descontos da segunda metade, após uma falta que sofreu na área. Foi mais um tento para a contabilidade de “Tacuara”.  


Lima – O avançado brasileiro procurou abrir espaços na defesa do Moreirense, para permitir que outros companheiros surgissem na zona de finalização. No segundo tempo, Lima sofreu falta no interior da área e assumiu a cobrança da grande penalidade, no entanto, permitiu a defesa de Ricardo Andrade. Procurou redimir-se, mas também não foi feliz.

Rodrigo – O hispano-brasileiro entrou aos 69 minutos, procurando dinamizar o ataque com a sua velocidade estonteante.


Nolito – Entrou para o lugar do lesionado Enzo Perez e foi mais um elemento para o assalto à baliza do Moreirense.

Kardec – O avançado brasileiro foi a última opção de Jorge Jesus para o encontro, isto quando a equipa procurava o empate. Viu, em campo, Cardozo marcar o golo da igualdade.

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: