março 10, 2013

SLBenfica – Gil Vicente, 5-0


SLBenfica – Gil Vicente, 5-0: Resolver cedo para golear no fim

A equipa principal de Futebol do Sport Lisboa e Benfica recebeu e venceu, este domingo, sem apelo nem agravo, o Gil Vicente por 5-0, com os tentos a pertencerem a Maxi Pereira, Salvio, Melgarejo, Lima e Gaitán.

Perante 33.708 espectadores no Estádio da Luz, os comandados de Jorge Jesus entraram com bastante dinamismo, a trocar a bola de forma rápida e com muita posse. Porém, não se livraram de um susto à passagem do minuto dez, quando Luís Manuel rematou forte e colocado, obrigando Artur a defesa apertada.

Este lance fez “soar as sirenes” e no minuto seguinte, o Benfica respondeu com o primeiro golo. Enzo Perez fez um passe de rotura e Maxi Pereira disparou cruzado com Adriano a não conseguir suster.

O líder já tinha entrado bem na partida e a vencer 1-0, a avalanche ofensiva aumentou. Aos 22’, Salvio, numa vistosa jogada individual, encontrou uma nesga entre a defensiva gilista e rematou de pé esquerdo para o 2-0.

O Benfica dava espectáculo com um futebol rendilhado, rápido e objectivo. O Gil Vicente, por seu lado, parecia perdido em campo.

Aos 32 minutos, Ola John arrancou em velocidade pelo flanco esquerdo, esperou a subida de Melgarejo, endossou-lhe o esférico e o paraguaio, à saída de Adriano, “picou-lhe” a bola e fez um tento de belo efeito.

Tal como tinha começado, a primeira parte terminou com algum “frisson” na baliza de Artur. Luís Martins entrou na área e obrigou o guardião benfiquista a aplicar-se.

Ao intervalo, o 3-0 era mais do que merecido. Na etapa complementar, o Gil Vicente apareceu transfigurado e acercou-se com algum perigo da baliza da equipa da casa, com o apogeu a estar no remate de João Vilela à barra (47’).

Com o jogo praticamente resolvido, o Benfica geriu o ritmo e o esforço físico tendo em conta que está inserido em três frentes, uma das quais com compromisso esta quinta-feira (com o Bordéus para a Liga Europa).

À passagem do minuto 63, uma triangulação entre Cardozo, Enzo Perez e Lima quase deu golo deste último. Não foi ali, foi no minuto seguinte. Cardozo lançou Ola John, este desviou para Lima à saída de Murta e o brasileiro empurrou para a baliza deserta.

Aos 76’, Salvio assistiu, involuntariamente, Lima e este frente-a-frente com Murta rematou mas o esférico foi afastado por Sandro quando se dirigia para a baliza. A um minuto dos 90, Gaitán arrancou um cruzamento da esquerda e Cardozo, em boa posição, cabeceou um nada ao lado. Mas o resultado não estava selado e aos 90’+2, num contra-ataque conduzido por Pablo Aimar, chega o 5-0. O camisola 10 entregou a Salvio e este assistiu Gaitán para o tento final da partida.

Realce para o triunfo mais robusto do Benfica em casa, cimentando a liderança com 58 pontos e destaque para o melhor ataque da prova com 56 golos marcados.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Garay, Melgarejo; Matic, Enzo Perez (Gaitán, 77’), Salvio, Ola John (Pablo Aimar, 69’); Cardozo e Lima (Carlos Martins, 84’).

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: