março 17, 2013

V. Guimarães –SLBenfica, 0-4


V. Guimarães – SLBenfica, 0-4: Reis na Cidade Berço
A caminhada benfiquista teve este domingo mais um bom final. Na Cidade Berço, a equipa profissional do Sport Lisboa e Benfica venceu o Vitória de Guimarães e reforçou, assim, a liderança do Campeonato Nacional. Cardozo, Garay, Salvio e Rodrigo foram os marcadores do triunfo (0-4).

No jogo disputado no estádio D. Afonso Henriques, o conjunto orientado por Jorge Jesus apresentou algumas alterações no onze inicial, com um dos destaques a ser o regresso ao eixo da defesa do central Ezequiel Garay. Com Lima e Cardozo soltos na frente de ataque, o Benfica procurou desequilibrar com as suas habituais acções, apesar de nem sempre ter sido fácil perfurar a estratégia delineada pelo adversário.

O Vitória de Guimarães lutou bastante ao longo da primeira parte, mas sem grandes resultados práticos no que concerne a incomodar as redes de Artur Moraes. O remate mais perigoso foi travado pelo brasileiro aos sete minutos.

As oportunidades claras das “águias” surgiram, por seu lado, mais pela via aérea. Depois de ter Jardel ter cabeceado nas alturas (17’), foi a vez de Cardozo também ter efectuado um cabeceamento perigoso. Estavam decorridos 28 minutos.

Os minhotos perderam algum do fulgor apresentado durante os minutos iniciais e o Benfica assumiu cada vez mais o papel de dominador. Em mais um lance rápido, Lima escapou em direcção da baliza vitoriana e foi derrubado, claramente, pelo jogador El Adoua no interior da grande área. O árbitro Paulo Baptista assinalou penálti e Cardozo, chamado a converter, fez o seu papel e bateu o guardião vimaranense (37’).

A vantagem ao intervalo era totalmente justa e o segundo tempo prometeu mais por parte da equipa. Os sinais começaram a ser dados por Garay (52’) e depois por Lima (56’).

Com o opositor a mostrar dificuldades para travar os jogadores benfiquistas, o Benfica acelerou o ritmo e, numa dessas jogadas, Melgarejo fugiu pelo seu flanco, só sendo derrubado por Kanú (59’). O atleta da equipa da casa viu o segundo amarelo e foi expulso.

Trabalhar para...golear
Mais um elemento em campo nem sempre significa mais facilidades e o Benfica mostrou-se concentrado nas suas acções, acabando por marcar o segundo logo pouco tempo depois, mais concretamente aos 61’. Gaitán fez um cruzamento do lado esquerdo e Garay apareceu na área a fazer um chapéu simplesmente irrepreensível.

Com mais uma unidade em campo, a formação da Luz não abrandou o ritmo e as oportunidades foram surgindo ao longo dos minutos. Gaitán (69’) e Salvio (71 e 77’) estiveram muito perto de facturar. Aliás, o número 18 marcou mesmo à terceira tentativa, após se ter isolado para a baliza visitada (82’).

As contas foram fechadas já no período de descontos, através de um pontapé certeiro de Rodrigo.

Com este resultado na 23.ª jornada da Liga, o conjunto orientado por Jorge Jesus segue na frente da tabela classificativa, mas agora com 61 pontos.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Garay e Melgarejo; Matic, Enzo Perez, Salvio e Gaitán (Ola John, 79’); Cardozo (Aimar, 86’) e Lima (Rodrigo, 88’).

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Arquivo / SL Benfica

Sem comentários: