março 23, 2014

Benfica-Académica, 3-0: Triunfo brioso com lição bem estudada


Campeonato Nacional

A equipa do Sport Lisboa e Benfica recebeu este domingo a Académica de Coimbra, na 24.ª jornada da Primeira Liga. Com uma exibição consistente, a equipa de Jorge Jesus venceu, por 3-0, com dois golos de Lima e um de Enzo Perez. A liderança continua firme!

Fim de tarde na capital de Portugal, Estádio da Luz com cerca de 50 mil espectadores, bem vestido (como tem vindo a ser seu habitué) para receber mais uma “final”… e agora já só faltam seis!

Benfica e Académica frente-a-frente, duas equipas com objectivos distintos, artistas no relvado e estavam reunidos os ingredientes para um desafio de futebol bem saboroso.

E se dúvidas existissem quanto à crença e vontade deste Benfica, os momentos iniciais dissiparam-nas, com a equipa de Jorge Jesus a entrar com tudo na partida.

Logo aos 6’, primeira acção ofensiva com perigo. Bola bem rasgadinha a sobrevoar toda a área da Briosa, com Halliche, autêntico bombeiro, a limpar. Estava dado o mote.

E os primeiros festejos na Catedral não demorariam… Onze minutos corridos, belíssima jogada de combinação dos dois homens mais avançados da equipa: Rodrigo acerta no ferro mas Lima acredita e, na recarga, remata com frieza para o golo inaugural.

O Benfica acabava de desbloquear a partida e, a partir daqui, a jogar em vantagem e como gosta, o domínio foi total.

Aos 24’, tempo ainda para uma grande penalidade cometida por Fernando Alexandre sobre Lima que ficou por assinalar pelo árbitro, Rui Costa.

Mas a tarde era de festa, o Benfica carregava e o segundo golo estava prestes a chegar!

Novamente o colectivo a funcionar, Sílvio recupera a bola no meio-campo e descobre Markovic. O sérvio dispara rumo à baliza, cruza para área e Lima, no sítio certo à hora certa, só teve de encostar, com classe, para fazer o segundo golo da partida e o segundo da sua conta pessoal.

Gerir com pragmatismo e qualidade

Reatar na Catedral, ritmo mais morno, com um Benfica inteligente a gerir, mas sempre muito perigoso.

Aos 59’, Rodrigo descobre Enzo Perez, o argentino aguenta a carga e, na cara de Ricardo, faz o 3-0. O hispano-brasileiro estava endiabrado, mas a bola teimava em não lhe fazer a vontade… aos 60’ é novamente o ferro a dizer não ao golo.

Até ao final só deu Benfica (que o diga o guardião Ricardo e os ferros da sua baliza!), com a equipa a mostrar-se firme, consistente e convicta quanto à conquista daquele que é o seu principal objectivo: o 33.º Campeonato Nacional.

O Glorioso continua sem perder de há 27 jogos para cá em todas as provas em que está inserido e é, neste momento, líder e a equipa mais concretizadora do Campeonato Nacional.

Na próxima quarta-feira as atenções da equipa focam-se no objectivo Taça de Portugal. O Sport Lisboa e Benfica desloca-se ao Estádio do Dragão, para defrontar o FC Porto, em partida relativa à 1.ª mão das meias-finais da prova Rainha.

O Campeonato Nacional regressa no fim-de-semana seguinte, com o Glorioso a viajar até à Cidade dos Arcebispos para defrontar o SC Braga, um desafio alusivo à 25.ª jornada da prova, com apito inicial agendado para as 17 horas.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Oblak; Sílvio, Luisão, Garay, Siqueira; Markovic, Enzo (75’, Rubem Amorim), Fejsa, Gaitán (65’, Salvio); Rodrigo (73’, Cardozo) e Lima.

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: