janeiro 04, 2015

Penafiel – Benfica, 0-3



Penafiel – Benfica, 0-3: Jogo de sentido único e vitória categórica
15.ª jornada da Liga portuguesa

O Sport Lisboa e Benfica entrou em 2015 a vencer tal como pedira Jorge Jesus. Pragmática, voluntariosa e unida, a equipa da Luz alcançou um triunfo confortável por 0-3, em jogo da 15.ª jornada do Campeonato Nacional.

Um mar, maioritariamente, vermelho encheu o estádio Municipal 25 de Abril e viu um jogo que começou vivo, com as duas equipas a disputarem cada bola como se fosse a última e a não se esquecerem de se aproximar das áreas. Nem sempre com “nota artística” mas com muita intensidade, o jogo teve um início interessante.

Após os primeiros 10 minutos jogados a bom ritmo, o jogo pausou. Porém, o Benfica tentou dar um “safanão” no desafio através de Ola John que se esgueirava para a área quando foi derrubado por Vítor Bruno à entrada desta. Paulo Baptista errou ao mandar seguir (13’). Sete minutos volvidos, o holandês de novo em jogo. Cruzou, Coelho largou o esférico e Jonas só não marcou porque o guardião foi a tempo de afastar para canto.

O jogo entrou depois numa toada algo “mastigada” e com poucas oportunidades de parte a parte. Contudo, aos 37 minutos, Gaitán lançou Lima em profundidade, este tirou um trabalho fenomenal da cartola e assistiu Talisca para o 0-1. Euforia nas bancadas do Municipal 25 de Abril.

Motivadas pelo golo, as “águias” foram atrás do segundo que poderia ter chegado por Gaitán, aos 45’+1, num remate surpreendente do meio da rua e que passou a centímetros da baliza de Coelho.

No reatamento, a partida teve largos minutos de Futebol longe das áreas e muito disputado no “miolo”. Estranho, se pensarmos que os durienses a perderem em casa deveriam tentar jogar para empatar mas não o fizeram. Pior ficaram quando, aos 64 minutos, Tony recebeu ordem de expulsão após ver o segundo cartão amarelo. Aproveitou Talisca quatro minutos depois para testar a pontaria. O remate saiu forte, mas à figura de Coelho.

Com menos um, o Penafiel abdicava de atacar, as suas linhas recuavam cada vez mais e adivinhava-se mais um tento para os da Luz que acabou por acontecer aos 78 minutos por Jonas. Ola John iniciou a jogada, deixou para Maxi Pereira que centrou para o brasileiro encostar com o peito. O 0-3 esteve perto de aparecer aos 85’ após o remate perigoso de Ola John, mas acabou por acontecer dois minutos volvidos por Jardel, que correspondeu da melhor forma a pontapé de canto batido por Gaitán.

O Benfica alcança os 40 pontos na classificação e volta a ter seis pontos de vantagem sobre o 2.º classificado.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze inicial: Júlio César; Maxi Pereira, Lisandro, Jardel, André Almeida; Cristante, Talisca, Ola John (Sulejmani, 89'), Gaitán; Lima (Gonçalo Guedes, 90') e Jonas (Derley, 89').

Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: