abril 25, 2010

Liga Sagres SLBenfica _ Olhanense

In ABola


Benfica goleia Olhanense (5-0) e está a um ponto do título

O Benfica venceu esta noite o Olhanense (5-0) e está a um ponto apenas de conquistar o 32.º título de campeão nacional.

Num jogo para o qual já se previa ambiente de festa, os adeptos praticamente encheram o Estádio da Luz. Aos três minutos já milhares de gargantas gritavam golo. Foi de Óscar Cardozo e foi fácil de mais: de penalty, por mão desnecessária de Delson na área do Olhanense.

Delson, aliás, foi o melhor amigo dos benfiquistas nesta noite de sábado. O médio do clube algarvio interrompe, com uma falta dura, corrida de Di Maria. Resultado: vê segundo amarelo e deixa o Olhanense, a perder, com apenas 10 elementos em campo.

O Benfica tinha caminho aberto para a vitória e aproveitou para pisar no acelerador. Sem correr riscos na defesa, o treinador Jorge Jesus viu os seus jogadores criarem as melhores oportunidades de golo. E aos 18 minutos viu mesmo o argentino Di Maria concluir com um tiro certeiro uma rápida jogada iniciada por Pablo Aimar. Dois zero para a águia, bandeiras e cachecóis ao vento. A vitória tornava-se cenário cada vez mais real. E, em caso de vitória, o Benfica ficava a apenas um ponto de se sagrar campeão, quando ficam a faltar duas jornadas. Motivo óbvio para festa.

Com Cardozo visivelmente diminuído do ponto de vista físico, o Benfica procurou a partir do 2-0 jogar para o avançado paraguaio. Por duas vezes o goleador foi apanhado fora-de-jogo até ao intervalo, altura em que parecia já inevitável a substituição.

Acontece que Cardozo se aguentou em campo, apesar de em esforço. E foi recompensado aos 54 minutos, momento em que recebeu um incrível passe de letra de Di Maria e fuzilou para o fundo da baliza.

Dois minutos depois, de novo a dupla maravilha do Benfica funcionou na perfeição, com Di Maria a ir à esquerda e a cruzar para o centro da área, onde Cardozo voltou a marcar. Foi o 24.º golo do paraguaio na liga, o que o deixa na liderança da tabela dos melhores marcadores com mais um que Falcao, do FC Porto.

Correspondendo ao apelo que vinha das bancadas («só mais um»), o Benfica fez o quinto golo aos 80 minutos, através de Aimar que fica com a bola na área e a empurrou para o fundo da baliza.

Cardozo, logo a seguir, teve nos pés o 6-0, mas a bola saiu ao lado, após passe monumental de Di Maria, jogador que ainda forçou Bruno Veríssimo a uma boa defesa.

O Benfica está a um ponto de sagrar-se campeão nacional, mas pode conquistar o título já amanhã mesmo sem jogar. Basta para isso que o Sp. Braga não vença o jogo com a Naval.


Arbitragem : Lucílio Baptista



BENFICA - Quim; Ruben Amorim, Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi García; Ramires, Aimar e Di María; Weldon e Cardozo.

Suplentes: Moreira, Maxi Pereira, Carlos Martins, Nuno Gomes, Sidnei, Saviola e Alan Kardec.

OLHANENSE - Bruno Veríssimo; Lionn, Anselmo, Miguel Ângelo e Carlos Fernandes; Castro, Rui Baião e Delson; Ukra, Djalmir e Nwokolo.
Suplentes: Ricardo Ferreira, Sandro, Pietravalle, Toy, Yazalde, Paulo Sérgio e Rabiola.

Golo: Óscar Cardozo (3, g.p., 54 e 56), Di María (18), Aimar (80)

Sem comentários: