setembro 18, 2010

Artigo de Opinião _ Sílvio Cervan



O sistema existe e revolta-se


Depois do Vitória de Guimarães – Benfica, Olegário Benquerença foi arbitrar o Manchester United - Rangers para a Liga dos Campeões. Em Manchester, à cautela ninguém marcou golos (0-0), com medo de levar um amarelo igual ao do Cardozo. A este nível estudam-se todos os pormenores.
Em Guimarães, o Benfica foi estrategicamente mais afastado do título, Roberto esteve bem melhor que Nilson, mas Olegário foi intransponível, em gíria futebolística diria «foi gigante», julgo mesmo ser merecida outra homenagem já. Parabéns aos promotores de homenagens, aqueles que sabem lidar com os «pobres de espírito».
O único caminho que depende só do Benfica, é neste momento, o de tentar melhorar cada vez mais o seu jogo, e deixar que o futebol, alguns dos seus protagonistas e a muita fruta que ainda sobra não consigam decidir tudo. O caminho é estreito e está «Xistrado», mas é o único. A nomeação para o ‘derby’ mostra que «o sistema» existe, é o mesmo de sempre, e se revolta contra quem o põe em causa.
No jogo Europeu de terça-feira, o Benfica cumpriu aquilo que se exigia no regresso à Liga milionária. Ganhou e luta por um apuramento que vai ser apertado e disputado a quatro.

Aimar foi o melhor em campo, fez 70 minutos de delicioso futebol e no fim já na zona de entrevistas deu o mote para o que falta da época. Foi excelente perceber o espírito daquele profissional e eleição.
O Sp. Braga no Dragão escorregou a tempo do Porto não perder pontos e em Londres fez parecer bons os resultados dos azuis e brancos contra os ‘gunners’ nos últimos anos. É bom ter clubes amigos.
Neste momento resta-nos confiar na competência de Jorge Jesus e na qualidade inegável de um plantel que poderá minimizar o embuste que nos preparam com zelo e eficácia. Só um Benfica «do outro mundo» poderá inverter o rumo deste campeonato.

In ABola

Obrigado amigo Benfica 73 

Sem comentários: