setembro 27, 2010

Jorge Jesus: «Benfica é quase uma religião»


 TÉCNICO DESTACA FORTE APOIO DOS ADEPTOS

Numa altura em o boicote incentivado pelos órgãos sociais do Benfica ainda é assunto, Jorge Jesus aproveitou para recordar, em entrevista ao site da UEFA, o peso dos fãs encarnados no título da época passada.
"Esse campeonato criou uma onda de entusiasmo entre os nossos adeptos. Foi importante voltarem a gostar novamente da equipa. Em Portugal, o Benfica não é apenas um clube, é quase uma religião", comentou.

Di María e Ramires
O Benfica ainda não se apresentou este ano ao mesmo nível da temporada passada. Situação que Jorge Jesus justificou com os efeitos do Mundial'2010 e as saídas de Di Maria e Ramires, dois jogadores nucleares na campanha de 2009/2010, que terminou com a conquista do título nacional.
“Di María e Ramires são grandes jogadores – por isso o Real Madrid e o Chelsea decidiram contratá-los – e não é fácil encontrar atletas com estas características”, admitiu.

“Continuamos a sentir um pouco a sua falta, porque os jogadores que chegaram esta época ainda se estão a adaptar. Não estamos tão fortes como no ano passado. Acredito que vamos fazer uma equipa forte e capaz de jogar como na época passada, praticando um futebol de grande carácter e qualidade", assegurou.

 In Record

Sem comentários: