março 15, 2012

O Voo da Águia_ Marta Rebelo



Passos de Nelson

Aos 50’ de jogo dei por mim a imaginar o que escrever se o 1-0 em Paços de Ferreira se prolongasse. Mas daí a nada o meu adorado miúdo, o “menino” de JJ, teve um ataque de raiva e acelerou pela direita afora, como o vimos fazer tantas vezes no Mundial no verão passado, e só parou quando o Gaitán meteu a bola na baliza de Cássio. E o mundo mudou. Nélson é gigante.

Gostava de fazer uma coisa que raramente me ocorre, nestas linhas: lançar uma pergunta para os lados do Porto – já encomendaram as faixas? Ou a coisa está de molde a precisarem de 5’ de descontos e um penálti marcado no último minuto? É que o Bruno César devia ter levado outro amarelo, por aquela pisadela na noite de ontem. E o segundo vermelho do Paços é mal tirado – parece que os fiscais de linha continuam em grande. Mas de resto, e ao contrário do que o treinador dos da capital do móvel dizia, não houve coisas externas estranhas. Não houve um penálti para resolver o jogo pelo Benfica. Houve garra de um miúdo inconformado, um livre fenomenal e uma equipa que esta temporada aprendeu a dar a volta a resultados.

Mas houve algumas coisas “internas” esquisitas. Eu sei que os nossos jogadores estão desgastados da intensidade de jogo que imprimiram à partida contra o Zenit – gloriosos sejam pelos 2-0. Mas, Míster, que coisa foi aquela de colocar o Saviola a titular? Eu gosto muito de El Conejo, mas a velocidade e ritmo de jogo do argentino são neste momento uma tristeza. Gostava de ter visto um Witsel “mascarado” de Aimar como na 3.ª feira. Caramba, gostava era de ter visto o Aimar, porque sem ele desde os 25’ aos 50’ aquele nosso meio-campo parecia perdido numa floresta assombrada. E o Capdevila, poderá finalmente roubar a titularidade ao elo-mais-fraco chamado Emerson?

Eu continuo a acreditar. Por cada penálti que o Hulk marca aos 94’, eu acredito mais um bocadinho. E quando vejo a raça do meu miúdo Nélson dar início à reconquista da vitória, acredito ainda mais.

In Record

1 comentário:

Rederx disse...

"o meu adorado miúdo"

"a raça do meu miúdo Nélson"

Depois do que disse sobre Cardozo, está visto quem o foi substituir lá em casa!