maio 31, 2012

Email Aberto _ Domingos Amaral


Saber perder


From: Domingos Amaral
To: Pinto da Costa

Caro Pinto da Costa
O padrão repete-se: o seu FC Porto perde um jogo e acaba tudo à estalada. No túnel da Luz, foi assim, com Hulk na molhada. Agora, no final de um jogo de basquetebol, mais balbúrdia e bastonadas. Depois, nasce a narrativa habitual: a culpa é sempre dos benfiquistas. No túnel foi dos seguranças, no pavilhão de Carlos Lisboa. Segue-se o espetáculo do costume: ciclos de violência verbal e comunicados cheios de fel de parte a parte.

Devo dizer que estes exercícios folclóricos e musculados de machos não me excitam. O que me interessa mesmo é perceber porque é que isto se passa sempre que o seu FC Porto perde. A maior parte das pessoas tem tendência a dizer que o clube “não sabe perder”. É verdade. No entanto, ao contrário de muitos, não considero tal característica um defeito, mas sim uma qualidade. A derrota é a “zona de desconforto” do seu FC Porto, um estado onde o clube se sente profundamente mal e, quando acontece, alguém tem de pagar por isso. Ora, este comportamento só existe porque a vontade de ganhar é tão elevada e tão intenso o compromisso com a vitória, que qualquer derrota é sempre traumática, ao ponto de só se conseguir ultrapassar através de explosões de agressividade e violência.

“Não saber perder” pode chocar muito as mães e ser mal visto pelos bem pensantes, mas é a manifestação de uma atitude competitiva poderosíssima e de uma cultura de vitória entranhada. Saber perder, no FC Porto, é já começar a perder. Julgo que o senhor é o principal criador desse espírito, e acredite que o admiro por isso. Só no dia em que Benfica e Sporting chegarem perto desse desejo louco pela vitória, é que serão capazes de derrotar o seu FC Porto mais vezes.

In Record

Sem comentários: