janeiro 08, 2013

Arons de Carvalho in O Benfica



“Transferências”…

1. Não tivemos jogo no último fim-de-semana mas, claro, notícias sobre o Benfica não faltam. Aproximando-se o (incompreensível) período de transferências de Janeiro, não há dia em que não entrem ou saiam jogadores no Benfica e nos outros clubes. Já nem vale a pena ligar. Até já lemos que grandes clubes europeus estão “interessados” em Wolfswinkel (fazendo lembrar o interesse, renovado ano a ano, do Real Madrid pelo antigo central Beto!...), como se alguém acreditasse. Os empresários (não digo todos…) lá vão tentando valorizar os seus jogadores, inventando e divulgando esses interesses. Depois, há também aqueles que vêm para os jornais pressionar, como foi o caso, agora, do empresário do nosso Cardozo, cujo contrato termina dentro de ano e meio. Um excelente jogador, sem dúvida, mas que não é nenhum Messi ou Ronaldo. O seu empresário faria bem melhor se tentasse fazer um bom contrato para o seu jogador no gabinete, afinal o local onde esses assuntos se tratam, e não na praça pública…

2. Já o referi no último número. A nossa claque, No Name Boys, tem-se portado muito mal para com o Clube, obrigando-o a elevadas despesas com multas. Mas, repito, é justo referir-se que não tem estado em tristes episódios de violência. Ainda agora foram as claques do FC Porto e do SC Braga a envolverem-se novamente em desordens, das quais até resultou (indirectamente) a morte de um adepto minhoto.

3. Muitos têm sido os comentários acerca do mau momento – desportivo e financeiro – do Sporting mas continuam a não ser referidos os nomes dos principais culpados. Segundo os jornais, o Sporting estará a gastar mais apenas em ordenados de jogadores do que tem de receitas. E terá agora que vender os seus jogadores mais caros. Mas quem foi que inflacionou o plantel? A (então) muito elogiada dupla, Luís Duque-Carlos Freitas, certamente com o beneplácito do presidente, Godinho Lopes. A mesma dupla que formou um plantel de luxo há uns anos (com João Pinto e outros pagos principescamente), foi campeã, mas lançou o Sporting numa crise financeira da qual não mais se livrou.

4. Realizou-se no passado sábado, na Catedral da Cerveja, mais um almoço anual de confraternização dos antigos atletas do Atletismo do Benfica. Foi já o 35.º, desde 1978 sem qualquer falha! Ano a ano, infelizmente, vão faltando alguns dos mais antigos. Mas, desta vez, faltou lá um atleta muito especial: Guilherme Espírito Santo.

Sem comentários: