janeiro 27, 2013

SC Braga – SLBenfica, 1-2


SC Braga – SLBenfica, 1-2: Etapa superada e com distinção!

A equipa de Futebol do Sport Lisboa e Benfica venceu, este sábado, no recinto do SC Braga e continua, assim, no lugar mais alto do Campeonato Nacional. Salvio e Lima deram perfume a uma exibição cheia de personalidade e qualidade futebolística.

Com o goleador máximo da equipa no Campeonato fora das opções, o treinador Jorge Jesus apresentou um figurino ligeiramente diferente na frente de ataque, ao entregar o papel de Óscar Cardozo ao brasileiro Lima. Gaitán assumiu a construção do jogo ofensivo do Benfica, ficando as alas entregues a Ola John e Salvio.


Sabendo que tinha mais uma etapa complicada pela frente, o conjunto da Luz começou o desafio em alta rotação, deixando bem claro qual era a sua intenção nesta deslocação, ou seja, somar mais três pontos.

Enzo Perez deu o mote com um remate logo aos dois minutos. Com os olhos postos na baliza contrária, o primeiro tento surgiu num jogada bem desenhada, onde Gaitán serviu Salvio no interior da área bracarense. O argentino viu o seu primeiro remate ser travado por Beto, mas não desistiu e tirou proveito disso mesmo, ao abrir o marcador. Estavam decorridos apenas quatro minutos de jogo.



Não se pense que a equipa abrandou o ritmo do encontro. A máquina ofensiva continuou a laborar muito bem, com os lances de perigo a aparecerem com naturalidade.


É verdade que a subtileza de alguns ainda procurou adulterar o que realmente se ia passando dentro das quatro linhas, no entanto, os jogadores do Benfica mantiveram-se focados no seu trabalho, não baixando a guarda em nenhum momento.
 

A competência apresentada voltou a dar frutos no encontro, desta feita aos 34 minutos. Após um pontapé de canto do adversário, Gaitán saiu em velocidade para o ataque, ganhando metros e metros aos jogadores contrários, servindo depois Lima com um passe extraordinário. O atacante brasileiro recebeu, trabalhou o lance e rematou para o fundo das redes, ampliando o resultado para 0-2.


O Benfica continuou a ser uma equipa bastante personalizada no segundo tempo, controlando os tempos do jogo, mas sem deixar de procurar fazer mais golos. Salvio, aos 65 minutos, esteve muito perto de conseguir o terceiro tento, no entanto, o guarda-redes Beto evitou essa situação com uma boa intervenção.


Apesar de não ter tido grandes oportunidades, o adversário reduziu o marcador aos 77 minutos, através de João Pedro. Nada que tenha manchado o trabalho desenvolvido pelo grupo de trabalho em Braga, antes pelo contrário.

Houve ainda a registar uma expulsão do jogador Haas, do SC Braga, após ter travado Lima quando este ia isolado para a baliza (84’).


O Benfica superou, assim, mais uma etapa na sua caminhada para o título nacional e, diga-se, com distinção.

Na próxima jornada da Liga, a equipa da Luz vai receber o Vitória de Setúbal. O desafio está agendado para o dia 3 de Fevereiro.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Melgarejo; Matic, Enzo Perez, Salvio, Gaitán (Urreta, 83’) e Ola John (André Almeida, 67’); Lima (Kardec, 90’).




Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sem comentários: