julho 04, 2010

Entrevista LFVieira in Jornal " O Benfica"

Um muito obrigado pelo trabalho aqui exposto ao BENFICA 73

Entrevista Completa

As últimas notícias dão conta que a Olivedesportos já renovou até 2019 com o Sporting por 15 milhões de euros por ano e com FC Porto por 16 milhões de euros. Entretanto, sabe-se que há um grupo de sócios do SLB que anda a recolher assinaturas para convocar uma Assembleia Geral de forma a que o Benfica não renove com a Olivedesportos. Quer comentar?
Em relação aos outros clubes, não estou minimamente preocupado com uma situação dessas. É verdade que existe um movimento para a realização se uma assembleia geral que visa a não renovação do contrato com a Olivedesportos. Mas deixe-me dizer aos sócios e adeptos do Benfica que o Sport Lisboa e Benfica é um clube grato. Sempre foi grato. Não vou esconder que já começámos a conversar com a Olivedesportos. Penso que toda a massa associativa tem plena confiança naquilo que eu pretendo para o SLB, naquilo que acho que é justo para o Benfica. Baseado nessa gratidão que temos não nos podemos esquecer que em momentos difíceis essa mesma empresa ajudou o Benfica. Eu sei o valor que o Benfica pretende, sei o valor que o Benfica vale. Vamos aguardar as negociações. Vamos dar preferência à Olivedesportos, nesta primeira fase da negociação. Irei lutar para que o Benfica, nessa negociação, lute por determinada verba que aquela que nós achamos que é justa para a nossa SAD e para o nosso Clube. Se não for possível chegarmos a acordo, então iremos partir para outro lado, mas ficamos de consciência completamente tranquila que lutámos para ficar com o mesmo parceiro que nos tem ajudado ao longo destes anos todos, mas se tivermos que partir para outro, não fomos nós que escolhemos esse caminho, foi a própria empresa em si que nos desviou para outro caminho. Tenho a certeza absoluta que saberemos defender os interesses do SLB nesta negociação. Sabemos o que valemos como marca. Por isso, lutaremos…

Não quer quantificar?
Não! Não falo de números. Acho que não vale a pena estar a falar de números. Mas há um número muito substancial acima daquilo que nós recebemos hoje. É altura do Benfica zelar pela sua marca. Face aos investimentos feitos, e não vou falar em números, mas garanto-lhe que é um número muito substancial em relação aos números que têm sido revelados. Não tenho dúvidas nenhumas que os conteúdos do Benfica estão muito acima dos valores que hoje recebe e dos valores que se falam sobre esses clubes e não irá partilhar esses montantes.

Senhor presidente, o Benfica está a pagar o preço de uma época de sucesso?
É verdade que temos alguns jogadores com alguma notoriedade em termos europeus. O Sport Lisboa e Benfica tem uma aposta, que é voltar a conquistar o título nacional e tentar surpreender a Europa. Ou seja, nós temos objectivos claros. E para quem viveu o Marquês de Pombal e os Restauradores, como este clube viveu, de certeza que temos responsabilidades acrescidas. E, de certeza, que SLB vai fazer um esforço muito grande para manter este plantel e, possivelmente, reforça-lo de maneira a que todos os sócios e adeptos se sintam, novamente, entusiasmados e que esta onda vermelha se mantenha na nova época.

O Benfica tem apostado em reforços jovens – Nicolás Gaitán, Franco Jara, Fábio Faria e Roberto. Essa política desportiva é para manter?
Os nossos reforços são jovens que já estavam suficientemente identificados. Acho que há um grande equilíbrio entre a juventude e a experiência. Acho que o Benfica tem o equilíbrio necessário.


Relativamente ao mercado argentino, tornou-se um mercado preferencial?
Não! Onde existam bons jogadores o Benfica estará lá. Nós não escolhemos por países. Podia ser no Brasil, como já foi, ou na Argentina.

Este plantel está fechado?
É possível que o Benfica ainda venha a fazer mais uma ou duas aquisições. Tudo leva a crer que será possível fazer isso. Nós temos uma equipa bastante competitiva, uma equipa que nos dá garantias a nível nacional e que possa, na Europa, fazer algumas surpresas.

Qual é o objectivo principal da época? Aposta-se nas competições nacionais ou na Europa?
O principal objectivo é renovar o título nacional. E, se possível, fazer uma surpresa na Europa. Ou seja, nós vamos partir com o objectivo de ganhar as provas todas. E na Liga dos Campeões iremos com o objectivo muito claro – irmos o mais longe possível e, e possível, chegarmos à final. Mas, principalmente, é muito importante para nós surpreender a Europa. Os adeptos merecem. Por isso, acho que este plantel começa-se a aproximar daquilo que foi o Benfica no passado.

Qual foi o segredo dos êxitos alcançados?
Principalmente, termos uma grande equipa técnica, um grande líder também, um grupo de jogadores fantásticos, bastante unidos, e um objectivo que era o título. Soubemos gerir bem o silêncio, não comentando nada do que se passava ao nosso redor. E, principalmente, soubemos estar bastante fechados. Vivemos concentrados em nós próprios e vamos voltar a fazê-lo. Vamos trabalhar e concentrarmo-nos no nosso objectivo principal, que é ganhar. E esse ganhar passa logo pelo campeonato nacional. A partir de agora, todos nós, seja o presidente, seja o director desportivo, seja o treinador, sejam os jogadores, vamos preservar o silêncio e preocuparmo-nos, essencialmente, com o Sport Lisboa e Benfica, que é o mais importante. A receita do ano passado aplica-se este ano.

Fábio Coentrão teve um percurso meteórico – titular no Benfica e agora na Selecção, sendo uma das grandes revelações do Mundial. Está preparado para ver um clube europeu chegar e pagar a cláusula de rescisão?
Nunca estamos preparados para deixar fugir um jogador destes. Qualquer jogador do Benfica, nós não estamos preparados para o deixar sair. Agora, se pagarem a cláusula de rescisão, nós não podemos fazer nada. Tenho uma esperança muito grande que o Fábio vai continuar no Benfica, que nos vai dar muitas alegrias, mas se algo se passar em contrário, não podemos fugir àquilo que está acordado e que aquilo está assinado. Mas não vamos pensar nessa situação, vamos pensar que o Fábio vai continuar no Benfica e vai continuar por muitos anos.

Ficou surpreendido com a sua carreira na Selecção Nacional?
Tenho de dar os parabéns ao Fábio. É um jogador à Benfica! Não fiquei surpreendido, porque quem viu a época que ele fez, era só preciso dar uma oportunidade para ele agarrá-la e ele fez isso mesmo, agarrou-a logo.

Relativamente ao Rúben Amorim, também está na Selecção Nacional, gostaria de lhe deixar uma mensagem?
Ao Rúben quero dizer-lhe uma mensagem - foi um azar, foi uma lesão, mas ele é um grande jogador, está lá por direito próprio. Ele tem valor para estar na Selecção. E desejo-lhe as maiores felicidades para todo o seu futuro positivo.

Em relação a Luisão e David Luiz, também se fala muito na imprensa que eles são jogadores cobiçados por grandes clubes. Eles vão ser os centrais do Benfica para a nova temporada?
Sim. Aliás, são duas grandes referências do Benfica. Nós queremos que eles se mantenham no clube. Contamos com eles para a nova época. Não vejo porquê tanto alarido à volta dos mesmos. O David Luiz está satisfeito no Benfica. O Luisão também satisfeito está. É a dupla principal de centrais do SLB para a próxima época.

O objectivo principal para a época 2010/2011 será o Campeonato Nacional ou a Liga dos Campeões?
Queremos principalmente revalidar o título, esse é o grande objectivo do Benfica, e dentro de Portugal ganhar todas as provas que sejam possíveis. Na Liga dos Campeões, iremos com o objectivo claro de chegar o mais longe possível e se possível chegar a uma final e se aí chegarmos, queremos ganhá-la.

Com os direitos televisivos mais o dinheiro da Liga dos Campeões o Benfica está em condições para não vender jogadores?
Este é o momento chave do Sport Lisboa e Benfica. O Benfica tem um endividamento consolidado na banca portuguesa de cerca de 225 milhões de euros. Se o nosso clube quiser liquidar este endividamento, só terá que vender jogadores. Mas eu tenho a certeza que não é isso que a nossa massa associativa pretende. Por isso, o Benfica tem uma política, que é investir mais. Se tiver que se endividar mais, vai-se endividar mais, para manter esta estrutura e reforçá-la. Nós não podemos esquecer que alguns dos contratos muito importantes do SLB estão a dois ou três anos de terminar e só podemos criar um valor acrescentado a esses contratos se o Benfica se mantiver na linha ganhadora e na Europa também. Por isso, não me assusta o endividamento do SLB. O que se comenta e o que se diz, por vezes, não é minimamente verdade. O Benfica tem um endividamento de 225 milhões. Sabemos os activos que temos, sabemos que os nossos activos são muito superiores a esse passivo. Se tivermos que investir, vamos investir mais.

S o Benfica quiser recuperar do passivo podemos vender um ou dois jogadores?
Qualquer empresa tem endividamento! Neste momento, não se põe o problema se o SLB vende ou não vende. Põe-se um problema de o SLB manter-se uma estrutura muito forte, que nos dê garantias para aquilo que todos nós temos em mente, que é ganhar, ganhar, ganhar. Isso é que é o principal.

E quanto ao projecto do futuro Museu do Benfica?
O projecto do Museu está a andar todos os dias. O vice-presidente, Alcino António, é quem está a liderar esse projecto. Teremos que fazer umas alterações dentro do nosso Estádio. Em todas as reuniões da Direcção falamos dele. O museu vai ser uma realidade e vai ser inaugurado na data que nós dissemos. O que posso garantir aos benfiquistas á que o Museu é mais uma promessa que vamos cumprir. O Museu vai ser uma realidade e a todos nós vai dar-nos bastante orgulho.

Em Maio, voltou a sentir o pulso do benfiquismo. Que memórias trouxe dos Estados Unidos e do Canadá?
Todas as memórias são boas. Por onde passámos a nossa marca está bastante presente. É um orgulho bastante grande, nestes momentos, ser presidente do Sport Lisboa e Benfica. Porque não há dúvida que o Benfica é muito mais do que Portugal, o Benfica é um todo, é do Mundo!

Em Timor, anunciou a futura presença da Benfica TV…
É estratégico para nós. Mas não será apenas em Timor. Iremos estar nos Estados Unidos, em Angola e em Moçambique. Bem… o nosso objectivo é muito claro - queremos estar onde existam benfiquistas, queremos estar presentes com eles.

Sei que quer deixar uma mensagem especial a todos os benfiquistas…
Deixe-me dizer a todos os benfiquistas que a época acaba de começar e que é muito importante que todos tenham o mesmo sentimento da época passada. ou seja, que estejamos todos unidos, independentemente de suceder um ou outro resultado daqueles que não estamos à espera. É preciso que tenhamos todos a noção que estamos a trabalhar em conjunto, estamos a lutar por objectivos muito claros, que passam por termos um Benfica ganhador sempre, quer em Portugal quer for de Portugal, mas para que tal aconteça, é muito importante que desde a primeira hora, desde o primeiro jogo, que toda a massa associativa compareça tanto no estádio da Luz, como fora do Estádio da Luz e com a mancha vermelha. Tenho que dizer aos benfiquistas o seguinte - obrigado a todos e acreditem que é possível voltarmos a ganhar.

Presidente, mantém o objectivo de atingirmos os 300 mil sócios?
Não sei se vamos alcançar esse objectivo em breve. O que sei é isto - face a todo o investimento que o SLB está a fazer, há alturas em que não vale a pena continuar a pedir. Acho que é uma obrigação de todos os benfiquistas, principalmente aqueles que são sócios, trazer mais um sócio. Aqueles que não são sócios devem tornar-se sócios. Acho que o SLB está a dar um exemplo do que é investir cada vez mais para dar alegrias aos sócios e adeptos do nosso clube. Por isso, entendo que chegou a altura de todos os sócios e adeptos se unirem à volta de um projecto e de participar nele, também! E a melhor forma de eles participarem, também, é tornarem-se sócios do SLB. Tenho dito e repetido várias vezes que é importante para o SLB ter os tais 300 mil sócios, pois sabemos bem quanto significa essa quotização se atingirmos esse número.

Mas é um objectivo difícil de alcançar?
Quanto mais rápido conseguirmos lá chegar, melhor. E por uma razão muito simples. Se for preciso endividarmo-nos mais, vamos endividarmo-nos mais para manter este grupo. Se os sócios colaborarem, se os adeptos colaborarem, de certeza que não será preciso pedir esse esforço ao Sport Lisboa e Benfica. Porque aquilo que estamos a fazer, hoje, é pedir um esforço ao Sport Lisboa e Benfica para se endividar, para assumir esse compromisso que é, repito, manter uma estrutura muito forte, uma estrutura que dê garantias, tanto em Portugal como fora de Portugal, para lutar por todos os objectivos onde estejamos presentes. repito aquilo que lhes disse - estamos determinados a manter todos os nossos jogadores e, se possível, vamos reforçar a nossa equipa.

4 comentários:

Jota disse...

Bom dia,

Fazer um copy/paste desta entrevista de um blogue que ainda é "jovem", não custa nada. O que custa é ter o trabalho de passar uma entrevista longa como esta e ainda por cima ver alguém utilizá-la como tivesse esse trabalho todo. Só vos ficava bem ao menos dar os créditos a quem de direito.

Cumpts.

RedCristal disse...

Amigo Jota não fiz copy paste da referida entrevista no seu blogue, o blogue ao qual fui transcrever a mesma vai ser referenciado, pois esse trabalho acho que deve ser reconhecido.

Normalmente eu faço esse trabalho de transcrição para colocar qualquer entrevista.

Se o blogue que vou indicar é o seu as minhas sinceras desculpas pois foi lapso ao colocar o post á pressa.

RedCristal disse...

Assim sim o seu a seu dono.

Rectificado e Agradecido.

Pessoalmente acho que não custa valorizar os outros pelo trabalho, sendo até um local de visita diária.

Corsair disse...

"sendo até um local de visita diária"

Caro RedCristal,o meu muito obrigado pelas visitas que faz ao meu blogue. Esteja à vontade para fazer copy/paste no meu blogue a vezes que quiser.
Aproveitando a ocasião, como o seu blogue já está linkado, podia fazer o mesmo ao meu e ser linkado no seu blogue.

Um abraço.