outubro 12, 2010

Email Aberto _ Domingos Amaral


Regresso do Jedi

From: Domingos Amaral
To: Cristiano Ronaldo

Caro Cristiano Ronaldo
Enquanto treinador da Seleção, Carlos Queiroz transformou-te numa espécie de maluquinho desesperado, a correr para a baliza em cavalgadas inúteis, ou a tentar remates violentos a mais de trinta metros da baliza, na esperança que pelo menos um entrasse. Nunca entrou nenhum e o mais perto que estiveste foi contra a Costa do Marfim, mas acertou no poste. Claro que, usado assim, te foste transformando num jogador com muita fama mas sem eficácia, e a relação com os portugueses degradou-se.

As pessoas exigiam de ti de mais, sem perceber que, sem treinador à altura, a pressão daria cabo de ti com o passar do tempo. Assim foi e, para quem queria “explodir no Mundial”, a competição foi frustrante, com uma equipa temerosa e desorientada, à espera que tu fosses o salvador da Pátria. No final, depois da derrota contra a Espanha, foste tu que selaste o destino do treinador com o teu “perguntem ao Queiroz”, mas isso foi um desabafo a quente, não uma vingança servida a frio. Essa conseguiu-a Paulo Bento, na sexta-feira, contra a Dinamarca. Viste tu, e vimos todos, como parece fácil pôr uma equipa a jogar com alegria, confiança e ambição.

Pois é: às vezes basta saber falar com os jogadores, tratá-los com humildade e bom humor, fazê-los sentir que são parte de um grupo com um objetivo, e o milagre acontece. Foi bom assistir ao teu regresso, mais do que justo, aos golos, mas o melhor de tudo foi ver que já não és aquele tontinho desesperado em que Queiroz te transformou, mas sim um excelente jogador que não descansa enquanto não enfia a bola no fundo da baliza.

In Record

Sem comentários: