novembro 08, 2010

Email Aberto _ Domingos Amaral


Milagres

From: Domingos Amaral
To: Jorge Jesus

Caro Jorge Jesus
Há quem acredite em bruxas, mas eu acredito em milagres. E, sendo católico e benfiquista, não deixo de achar graça aos trocadilhos possíveis com o teu nome. Jesus, sei eu e milhões pelo Mundo fora, fez milagres no seu tempo. Lázaro ressuscitou, a água transformou-se em vinho, os pães e os peixes multiplicaram-se. Vem na Bíblia. Ora, com o teu nome, justifica-se uma irracional fé benfiquista: a de que hoje, no Dragão, o impossível se torne possível, e Jesus seja mais forte que o Papa, realizando um inesperado milagre, coisa que os papas nunca conseguiram.
Contudo, convém não nos iludirmos: os milagres são raros. A probabilidade de o Benfica vencer hoje no Dragão é muito pequena. Nem a história, nem o presente recomendam grandes esperanças. Em quase duas décadas, o Benfica venceu duas vezes o FC Porto em casa. E, este ano, os azuis e brancos estão mais fortes. Oito vitórias e um empate, melhor ataque, melhor defesa e melhor jogador (Hulk) do campeonato, a juntar a uma carreira sem perdas na Liga Europa. Moralizados e eficazes, têm também a vantagem psicológica de nos terem vencido, e convencido, na Supertaça. Comparando com a época anterior, duas coisas aconteceram em simultâneo: o Benfica piorou e o FC Porto melhorou. Se não houver milagre, o Papa pode pois encomendar as faixas de campeão.
Mas um jogo é um jogo. Se o Benfica for humilde e corajoso, solidário e agressivo, forte de cabeça e sereno; se as tuas escolhas derem certo; se jogarmos no limite máximo da concentração humana, talvez haja uma hipótese de sair do Dragão melhor do que lá entrámos. Seria lindo. E seria um milagre de Jesus. Coisa em que acredito, como há quem acredite em bruxas.

In Record

Sem comentários: