novembro 07, 2011

Email Aberto _ Domingos Amaral


Perros

From: Domingos Amaral

To: Jorge Jesus

Caro Jorge Jesus
Com 18 jogos oficiais realizados, o que podemos dizer sobre o nosso Benfica? Ao contrário do ano passado, começámos bem. Bem nos playoff da Champions, qualificando-nos para a fase de grupos, onde também avançámos bem. E bem no campeonato e na Taça de Portugal.

Temos 12 vitórias – 7 na Liga, 4 na Champions e uma na Taça – e 6 empates – 4 na Champions e 2 na Liga. Marcámos muitos golos e talvez tenhamos sofrido mais do que devíamos, mas até hoje não perdemos, partilhando com o Barça o título de únicas equipas sem derrotas na Europa. E dos empates, apenas dois foram desagradáveis, contra Gil Vicente e Basileia em casa, e dois deles foram importantes, contra FC Porto e Manchester.

A equipa conseguiu isto graças a um excelente guarda-redes, Artur, que rapidamente fez esquecer o trauma Roberto, e uma defesa formada por Maxi, Luisão, Garay e Emerson que só pontualmente, por castigo ou lesão, foi alterada. Quanto ao meio-campo, é sempre mais seguro (uma dupla, com Javi ou Matic e Witsel), ou então é seguro e criativo, quando se lhe junta Aimar. E o ataque é produtivo, embora viva de pequenos ciclos de protagonismo individual – primeiro Nolito, depois Gaitán, Cardozo, Bruno César e agora Rodrigo.

Contudo, os últimos três jogos foram fracotes. Contra Beira-Mar, Olhanense e Basileia, a equipa esteve menos dinâmica e inspirada. Embora sem melodramas, chegamos a Braga mais perros do que desejaríamos. O jogo na Pedreira irá esclarecer se continuamos perros ou se metemos o turbo. Seja como for, evitaram-se os múltiplos erros iniciais do ano passado, e isso já é muito bom.


In Record

Sem comentários: