abril 07, 2011

Liga Europa_4 final1ª mão SLBenfica_PSV



Benfica-PSV Eindhoven, 4-1
Quatro golos numa noite de sonho

O Sport Lisboa e Benfica deu, esta quinta-feira, um grande passo rumo às meias-finais da edição 2010/2011 da Liga Europa, ao bater o PSV Eindhoven por 4-1. Aimar, Salvio (por duas vezes) e Saviola foram os marcadores de uma noite europeia para mais tarde recordar.

As inclusões de Maxi Pereira e Jardel foram as principais novidades do onze apresentado por Jorge Jesus frente ao PSV Eindhoven. Após ter recuperado de uma mialgia de esforço, o uruguaio Maxi Pereira regressou ao lado direito da defesa. Já o central Jardel substituiu Sidnei no eixo da defesa, fazendo dupla com Luisão.

A primeira parte do encontro resume-se inteiramente ao domínio total dos pupilos de Jorge Jesus. Desde cedo que deu para perceber que o PSV Eindhoven não ia ter argumentos para segurar a capacidade ataque dos “encarnados”.

Saviola começou por dar o primeiro sinal de aviso aos sete minutos, altura em que, com um remate à meia volta, acertou no poste da baliza dos holandeses. No minuto seguinte, o mesmo interveniente fez um cruzamento que quase dava em golo para a sua equipa.

O PSV conseguiu respirar um bocadinho a partir dos 15 minutos, tendo ameaçado a baliza de Roberto num cabeceamento de Berg (19’). Foi o único lance de registo dos visitantes ao longo do primeiro tempo, o que demonstra a superioridade da formação da Luz.

O encontro entrou na casa do minuto 20 e voltaram a surgir várias oportunidades para o Benfica inaugurar o marcador. Depois de ter rematado ao lado aos 26 minutos, Cardozo disparou com muito perigo aos 29’, no entanto, a sua tentativa foi travada por uma grande defesa de Isaksson.

Com um excelente ambiente nas bancadas, os comandados de Jesus continuaram a pressionar o adversário de forma intensa, o que permitiu chegar finalmente à vantagem no marcador. Depois de Gaitán ter cabeceado com muito perigo aos 31 minutos, o Benfica marcou numa jogada que é um autêntico hino ao futebol. Coentrão e Gaitán combinaram muito bem no lado esquerdo, mas Cardozo não conseguiu rematar com êxito, sobrando a bola para Aimar que aproveitou para fuzilar o guarda-redes visitante.

Se a jogada do primeiro golo é simplesmente espectacular, a conclusão de Salvio no segundo tento é qualquer coisa de outro mundo. Após mais uma iniciativa de Fábio Coentrão, o argentino facturou com um desvio de calcanhar (44’). Só visto!

Mesmo ritmo, mais dois golos

O segundo tempo começou com um cabeceamento perigoso de Cardozo (49’), surgindo logo de seguida o terceiro tento. Após um pormenor delicioso na área, o argentino Salvio fez um remate simplesmente indefensável (51’).

O Benfica continuou à procura de mais golos com ataques demolidores, falhando oportunidades por intermédio de Saviola (59’ e 63’) e Cardozo (66’ e 69’).

Sem ter feito rigorosamente nada para merecer um golo na partida, o PSV ganhou ânimo numa conclusão feliz de Labyad (79’).

O golo obtido pelos holandeses não abalou os “encarnados” e estes fizeram um “forcing” final para voltar aos três tentos de vantagem, de forma a abordar o jogo da 2.ª mão da eliminatória de maneira mais tranquila. Javi García viu Isaksson negar-lhe o golo com uma boa intervenção (83’), algo que já não conseguiu fazer em período de descontos. Após mais um excelente trabalho de Maxi Pereira, Saviola recebeu a bola e rematou para os fundos das redes holandesas (90’).

Com uma exibição notável a todos os níveis, a equipa da Luz ficou, assim, mais perto das meias-finais da Liga Europa. O jogo da 2.ª mão dos quartos-de-final está agendado para o dia 14 de Abril.

O Benfica apresentou a seguinte equipa: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Fábio Coentrão; Javi García, Aimar (César Peixoto, 78’), Gaitán (Jara, 78’) e Salvio; Cardozo (Felipe Menezes, 90’) e Saviola.

Texto: Rui Manuel Mendes
Fotos: Isabel Cutileiro



In SLBenfica



Sem comentários: