março 21, 2011

De Águia ao peito _ Luís Seara Cardoso



A caminho da tripla, apesar de xistrados

Desde a imoralidade de Braga que o campeonato ficou irremediavelmente perdido para o Benfica, apesar de uma sucessão espetacular de triunfos consecutivos, razão de sobra para reconhecer os excelentes espetáculos que a equipa proporcionou nas mais diferentes paragens. Depois de tantas incidências devassas na fase inicial da Liga, aconteceu a machadada final nas aspirações benfiquistas. Razões competitivas? Nem pouco mais ou menos. Razões laterais? Reconhecidas até por muitos que não simpatizam propriamente com o encarnado.
O empate caseiro frente ao Portimonense acaba por ser a consequência natural de uma equipa que se despediu (foi também impelida) do título nacional. Jorge Jesus, com a anuência dos adeptos, optou por colocar uma formação de recurso. As atenções do Benfica estão agora mobilizadas para outras frentes, todas as outras, designadamente a Taça da Liga e a Taça de Portugal.
E a receção, dentro de dias, ao FC Porto? O embate vai constituir uma questão de honra na Luz. Até hoje, campeão invicto só houve um e não parece que o Benfica queira ver o seu adversário reeditar uma proeza inédita no association português. Entretanto, na Liga Europa há condições para eliminar o Paris SG. Os campeões nacionais partem em vantagem e têm condições bastantes para imitarem o recente desempenho de Estugarda.
O Benfica, apesar de tudo, pode comemorar, ainda esta temporada, a dobrar ou... a triplicar. Haja lisura, haja justiça, que o coletivo tem tudo para ser bem-sucedido. Não haverá um Benfica bicampeão nacional, mas pode muito bem acontecer um Benfica tri... vitorioso. Ou será que não?

In Record

2 comentários:

Farpa Vermelha disse...

Boas! gostava de fazer um pedido, se este fosse possivel de aceder.
Comecei a ler este blog principalmente pelas cronicas de Leonor Pinhão, há já mais de um ano. Descobri outros cronistas entretanto que muito gosto de ler, simplesmente porque escrevem em jornais como o Record (que me recuso a comprar). Ainda assim denotei que há já alguns meses que a cronica da Leonor Pinhão não é publicada aqui no blog.
Seria possivel publicar as suas cronicas regularmente como antes?

RedCristal disse...

Caro amigo, obrigado pela sua visita, mas deixei de ser assinante do jornal abola online, agora não me é fácil comprar o jornal em papel e passar para aqui a crónica, por motivos profissionais.

Vou ter em conta o seu desejo e tentar colocar aqui algumas futuras crónicas, mas não prometo.