março 21, 2011

Marca Benfica vale "entre 250 e 300 milhões"



O administrador executivo da SAD do Benfica, Domingos Soares Oliveira, estima que a marca Benfica valha atualmente "entre 250 e 300 milhões de euros" e assegura que este valor coloca os encarnados "entre os 20 maiores clubes do mundo".

"É o único clube que, em valor de marca, se intromete entre os grandes das cinco maiores ligas da Europa", disse Domingos Soares Oliveira, em entrevista à Benfica TV, durante a qual revelou que "o endividamento do Benfica clube à Banca é, neste momento, de zero euros" e enfatizou "a solidez da SAD, uma fortaleza que é a âncora" do Benfica.

O dossiê sobre os direitos televisivos foi um dos temas abordados por Domingos Soares Oliveira, que admitiu renovar o contrato em vigor até 2013 com a Olivedesportos, desde que esta "reconheça o valor da marca Benfica", apesar da investida de um novo grupo, do qual emergem os nomes de Rui Pedro Soares e Emídio Rangel, que pretende adquirir esses direitos.

O dirigente benfiquista disse estar reconhecido à Olivedesportos, por ter "dado a mão ao clube numa altura difícil", em 2003, o que permitiu "resolver vários nós", mas a renovação contratual terá de passar por um valor não inferior a 40 milhões de euros/ano.

"Hoje em dia a situação é muito vantajosa para a Olivedesportos e o que pedimos é o reconhecimento do nosso valor", observou Domingos Soares Oliveira, conhecedor das receitas que a aquela empresa gera, tendo em conta que "tem 700 mil subscritores, pagando cada um deles vinte e tal euros por mês, o que dá uma ideia".

O administrador recorda que nos grandes clubes europeus os direitos televisivos ascendem a 40 por cento das receitas globais, enquanto no Benfica não vai além dos três por cento, o que considera "ridículo", mas faz notar que cabe à Olivedesportos a prerrogativa de cobrir qualquer proposta decorrente de um direito de preferência.

A propósito da grandeza do Benfica, o administrador da SAD revela que o atual número de sócios do clube "é de 230 mil" e assume que o objetivo proposto pelo presidente Luís Filipe Vieira de atingir os 300 mil sócios é uma meta possível. "Quando o presidente (Luís Filipe Vieira), na conferência de imprensa da apresentação do novo kit e cartão de sócios, em 2005, após a conquista do título, afirmou a meta dos 300 mil sócios, deitámos todos as mãos à cabeça".

Domingos Soares Oliveira lembra, ainda, que o Benfica tinha nessa altura "95 mil sócios e que a média entre 1990 e 2005 oscilava entre os 90 e os 100 mil sócios".

Acerca do trabalho desenvolvido pelo setor da formação, Domingos Soares Oliveira fornece alguns dados para o atestar: "Temos 27 atletas que são internacionais, seis jogadores que assinaram recentemente contrato com o Benfica como profissionais e pretendemos ter, todos os anos, um ou dois jogadores provenientes da formação a entrar na equipa principal".

O administrador da SAD benfiquista falou ainda dos frutos que esse trabalho pode dar em prol do futebol português: "Aqueles que não tiverem capacidade para jogar no Benfica, poderão fazê-lo noutras equipa da Liga principal e assim alimentar o futebol português".

In Record

Sem comentários: