março 17, 2011

Liga Europa_ SLBenfica_PSG


Passeio para recordar ao Parque dos Príncipes

O Sport Lisboa e Benfica está nos quartos-de-final da edição 2010/2011 da Liga Europa, após ter empatado, esta quinta-feira, a um golo no terreno do Paris Saint-Germain. Com um grande apoio dos adeptos no Parque dos Príncipes, a equipa da Luz fez um grande jogo na 2.ª mão dos oitavos-de-final e só faltou mesmo a vitória para ser “a cereja no topo do bolo”.

Para a partida no Parque dos Príncipes, o treinador Jorge Jesus apresentou um Benfica na máxima força, ao fazer regressar os habituais titulares ao onze inicial, após o descanso dado na partida da Liga frente ao Portimonense.

Com um golo de vantagem na eliminatória, o Benfica entrou em campo com o objectivo inicial de suster as acções ofensivas do Paris Saint-Germain, procurando depois chegar com perigo junto da baliza defendida por Apoula.

Os “encarnados” conquistaram o primeiro canto aos sete minutos e o perigo rondou logo as redes dos parisienses. Faltou só algum acerto no capítulo da finalização. Apesar das tentativas por parte da formação de casa em chegar ao golo, foi o Benfica que se mostrou certeiro na hora de rematar à baliza. Numa excelente saída para o ataque, Gaitán não perdoou e rematou sem hipótese para Apoula (26’).


O Paris Saint-Germain reagiu prontamente e Roberto esteve em grande plano, ao travar um remate muito perigoso de Erdinc (28’). O guardião espanhol já não conseguiu defender, no entanto, o pontapé de Bodmer aos 35 minutos, ou seja, os visitados chegaram, assim, ao empate no desafio.

Só faltou o golo da vitória…

O segundo tempo começou com um remate de Cardozo por cima da barra (47’). Foi o mote para uma série de oportunidades de golo junto da área de Apoula. Seguiram-se as assistências extremamente perigosas de Fábio Coentrão do lado esquerdo e que só não acabara em golo por falto de acerto de Saviola (56’) e Cardozo (61’). O argentino rematou ao lado, enquanto o paraguaio obrigou o guarda-redes do PSG a uma defesa muito complicada para canto. Na sequência do lance, o gigante Luisão cabeceou ao lado.

O Benfica anulou totalmente o adversário no segundo tempo e só não marcou por mero acaso. Após um trabalho de Cardozo, Aimar cabeceou para a defesa de Apoula (64’). O perigo voltou aos 72 minutos, altura em que Cardozo rematou por cima da barra do Paris Saint-Germain.

Os visitados só tiveram uma verdadeira oportunidade na segunda metade (78’), mas Roberto voltou a aparecer e a fazer uma excelente intervenção, segurando o resultado.

Para travar as iniciativas “encarnadas”, os jogadores do Paris Saint-Germain tiveram algumas entradas fora de tempo. Um dos exemplos mais gritantes foi a entrada duríssima de Armand sobre Coentrão e que só mereceu o cartão amarelo por parte do árbitro.

Entradas perigosas à parte, o Benfica conseguiu o seu objectivo e assegurou um lugar nos quartos-de-final da Liga Europa, ao jogar de forma muito inteligente no Parque dos Príncipes. Venha agora o sorteio.

O Benfica apresentou a seguinte equipa: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e Fábio Coentrão; Javi García, Salvio, Gaitán (90’) e Aimar (César Peixoto, 80’); Cardozo e Saviola (Carlos Martins, 64’).



In SLBenfica
Texto: Rui Manuel Mendes

Sem comentários: