maio 31, 2011

Email Aberto _ Domingos Amaral


Mais fortes?

From: Domingos Amaral
To: Pep Guardiola

Caro Pep Guardiola
No futebol, como na guerra, a História escreve-se sempre a favor dos vencedores. É evidente que os jornais de hoje irão destilar uma prosa épica sobre as virtudes do teu Barcelona, reconhecendo que o Manchester levou um banho de bola; que o Messi é um génio só comparável a Maradona; e que o teu “tiki-taka” não é uma irritante “rabia” mas sim a melhor “posse de bola” que já se inventou na história da Humanidade.
Sem dúvida, digo eu. Mas, permitam-me lançar uma suave pergunta: porque será que as melhores equipas do Universo têm sempre de beneficiar da ajudinha dos árbitros? Provavelmente, digo eu, porque os fortes metem um bocadinho mais de respeito que os menos fortes, e os árbitros se intimidam perante tanta força. Ontem, por exemplo, ficou por marcar um penálti, uma mãozinha marota do Villa, que podia ter relançado o Manchester. Isto já para não falar na meia-final contra o Real, onde no primeiro jogo Pepe foi expulso sem justiça, e no segundo se anulou um golo limpinho ao Real quando ainda estava zero a zero. Que interessa isso quando estamos perante a melhor equipa da galáxia?
Nada que nós, por cá, não estejamos habituados. O árbitro da outra final europeia também se esqueceu de expulsar o Sapunaru a vinte minutos do fim; na Luz, o Benfica foi eliminado da Taça de Portugal com um golo de Hulk em fora-de-jogo; e até contra o Sporting o árbitro não marcou penálti numa mão escandalosa de Rolando. Que importa isso? São obviamente equipas fabulosas e é preciso carregá-las num andor até à eternidade. Ámen. 

PS: Ao contrário da outra, esta final europeia teve a virtude de não ser um tédio.

In Record

1 comentário:

Brust disse...

Época 2010/2011 uma mão cheia de nada para os lados da Luz...
A inveja é muito feia!
Dói assim tanto?!