fevereiro 01, 2011

Crónica de João Malheiro


Segunda volta?

Cavaco tem muito de FC Porto, Alegre tem tudo de Benfica. Em maré de presidenciais, a similitude não poderia ser maior. Cavaco vai vencer à primeira volta? Seria como o campeão FC Porto já anunciado. E na segunda volta? Se houver, Alegre pode reverter a situação. No futebol, o Benfica arrisca tudo na nova ronda do Campeonato, apostado em reverter a desvantagem.

A vida parece mais fácil para Cavaco e para o FC Porto. Dizem-no as sondagens, di-lo a pauta classificativa da Liga. E Alegre e o Benfica? Estão ou não em crescendo? O candidato poeta recuperou fôlego, a equipa vermelha recuperou ambição.A cadeira presidencial vai conhecer o titular dentro de dias, o ceptro de campeão da bola só será conhecido no mês de Maio. Tudo vai depender da segunda volta. Nas eleições, não é um dado adquirido, se fosse Alegre poderia ser vencedor. No futebol, é um dado adquirido, se não fosse, de pouco adiantaria a ambição benquista pelo triunfo.

Cavaco versus Alegre, FC Porto versus Benfica. Para encerrar as contas, falta saber o que valem Nobre, Moura e Coelho. Falta saber o que valem Sporting, Braga, Guimarães e outros. Ainda assim, Cavaco e Alegre dependem fundamentalmente de si próprios. Também assim, FC Porto e Benfica dependem fundamentalmente de si próprios.

Agora, sem reservas, tudo depende mesmo é da segunda volta. Alegre a Benfica querem. Cavaco não quer, o FC Porto não queria. Teremos coroações antecipadas ou competição até ao limite? Salvo melhor opinião, também por via das dúvidas, sou dos que gostam de porfias dilatadas. E renhidas também.

Sem comentários: