janeiro 23, 2011

Época 2010/2011 SLBenfica _ Nacional


Benfica vence (4-2) Nacional e resiste à pressão

O Benfica venceu o Nacional por 4-2, na Luz, e alcançou a sétima vitória consecutiva para o campeonato. Gaitán, Sidnei, Cardozo e Jara marcaram para os encarnados, Luís Alberto e Mihelic para os madeirenses.

Foi um Benfica resistente à pressão de vencer para não deixar fugir o líder FC Porto, que esta noite venceu em casa o Beira-Mar por 1-0. Os encarnados mantêm-se assim a oito pontos de distância da liderança.

Foi também um Benfica resistente à pressão do Nacional, que esteve a perder por 0-3 e conseguiu reduzir para 2-3. Jara “matou” o jogo em cima do apito final.

Mas vamos por partes. Foi uma primeira parte de grande nível por parte do Benfica, com Salvio a protagonizar algumas das jogadas mais vistosas da equipa orientada por Jorge Jesus. O argentino fabricou o lance do primeiro golo após mais uma arrancada em direcção à baliza do Nacional, perdeu já no interior da área mas a bola sobrou para Saviola que rematou em jeito para defesa incompleta de Bracali. Gaitán apareceu a encostar para o 1-0.

Os encarnados continuaram a carregar mas foi de bola parada que chegaram ao 2-0. Canto de Aimar na direita e Sidnei, na antecipação, a cabecear forte a ver Bracali segurar já depois de a bola passar a linha de golo.

Saviola desperdiçou uma grande ocasião que podia ter lavado o Benfica para o intervalo com uma vantagem mais confortável. Pelo Nacional, à parte do remate de Diego Barcellos travado por Roberto, pouco incomodou o guardião espanhol do Benfica.

A segunda parte começou com o golo de Cardozo, que aproveitou um deslize de Bracali para dilatar a vantagem. A perder por 0-3, o Nacional começou a subir no terreno e chegou ao golo por intermédio de Luís Alberto, que cabeceou na sequência de um canto.

Pouco depois, Roberto negou o golo a Anselmo que apareceu em boa posição para marcar. Mihelic reduziu numa jogada de contra-ataque que envolveu Tomasevi e Anselmo, mas Jara, de cabeça após cruzamento de Saviola, acabou por selar o triunfo do Benfica.

In Abola

Sem comentários: